Belle Smith Spafford

Nona Presidente Geral
da Sociedade de Socorro

1945–1974


 

Belle Smith Spafford

Logo depois de ter sido chamada como a nona presidente geral da Sociedade de Socorro, Belle S. Spafford recebeu um convite para participar de uma reunião do Conselho Nacional de Mulheres (NCW) na cidade de Nova York. As líderes da Sociedade de Socorro foram membros desse conselho por mais de 50 anos, mesmo havendo oposição, às vezes, ou mesmo que os custos da viagem fossem elevados e as reuniões tomassem um tempo valioso.

Depois de muito ponderar, Belle e suas conselheiras decidiram sugerir ao profeta que a Sociedade de Socorro saísse do conselho.

Belle apresentou sua sugestão e suas razões por escrito ao Presidente George Albert Smith e acrescentou depois: “Não ganhamos nada com esses conselhos’.

“[O] sábio e velho profeta inclinou-se para trás em sua cadeira e fitou-a com um olhar perturbado. ‘Vocês querem sair do conselho porque não ganham nada com ele?’ perguntou.

‘É o que sentimos’, respondeu ela.

 “‘Diga-me’, disse ele, ‘que contribuição vocês fazem a esse conselho?’

‘Irmã Spafford’, continuou, ‘você me surpreende. Sempre pensa em termos do que tem a ganhar? Não pensa em termos do que tem a oferecer?’

Ele devolveu o documento e estendeu-lhe a mão. Com considerável firmeza, disse: ‘Continuem sendo membros desses conselhos e façam sua influência ser sentida’".1

A Irmã Spafford aceitou humildemente o conselho e, com o tempo, por meio de sua paciência e fidelidade, conquistou o coração das mulheres com quem trabalhava. Consequentemente, as mulheres no mundo inteiro foram abençoadas por sua fé, sabedoria e inspiração, pois ela não somente liderou a Sociedade de Socorro por 29 anos, como também serviu no NCW por 42 anos e foi presidente desse conselho de 1968 a 1970.

Sobre suas experiências trabalhando com os líderes do sacerdócio, Belle disse: “Aprendi a respeito da grandeza do sacerdócio de Deus. Conheço a inspiração que guia os irmãos que nos presidem. Aprendi que não há nada mais importante que eu deva fazer como mulher do que ser obediente ao conselho deles”.2

Infância e Educação

Marion Isabelle (“Belle”) Sims Smith nasceu em 8 de outubro de 1895 em Salt Lake City e foi a última dos filhos de Hester Sims e João Gibson Smith. Embora o pai tivesse morrido antes de ela nascer, sua mãe sempre fez com que Belle e os irmãos sentissem que o pai olhava por elas, assim como o Pai Celestial e o bispo.3 Depois de terminar os estudos, Belle deu aulas de educação especial na Universidade Brigham Young (BYU) em Provo, Utah.4

Casamento e Família

Enquanto estudava na BYU, Belle conheceu Willis Earl Spafford. Eles se casaram em 23 de março de 1921 no Templo de Salt Lake. Seus dois filhos eram sua maior prioridade. “A maior contribuição que uma mulher pode dar à sociedade”, disse Belle, “é criar filhos que tenham incorporado (…) valores que aprenderam em casa com a família e que lhes permitirão agir como cidadãos responsáveis”.5 Ela faleceu em 2 de fevereiro de 1982.

Destaques da Sociedade de Socorro

As irmãs da Sociedade de Socorro uniram-se e doaram mais de 500.000 dólares para construir o tão desejado Edifício da Sociedade de Socorro em Salt Lake City, Utah. Ele foi dedicado em 3 de outubro de 1956. Em 1970, a Sociedade de Socorro parou de levantar seus próprios fundos e recebeu um orçamento. Isso permitiu que as irmãs se concentrassem em prestar serviço caridoso e fazer o trabalho das professoras visitantes em vez de levantar fundos. Em setembro de 1971, todas as irmãs da Igreja tornaram-se membros da Sociedade de Socorro.6 Durante as quase três décadas de serviço como presidente geral, Belle serviu sob a liderança de seis profetas.


Notas

  1. Boyd K. Packer, “The Relief Society”, Ensign, novembro de 1978, p. 9.
  2. Belle S Spafford, “Relief Society Conference Emphasizes Spirit of Compassion”, Ensign, janeiro de 1974, p. 133.
  3. Ver Belle S. Spafford Oral History Interview, Biblioteca de História da Igreja, Salt Lake City, p. 2.
  4. Ver Janet Peterson e LaRene Gaunt, Faith, Hope, and Charity (2008), p. 163.
  5. “LDS Women Have Defined Roles”, Church News, 24 de fevereiro de 1973, p. 5.
  6. Ver Notes to the Field, maio de 1971, p. 1.

Voltar Voltar à página inicial das Presidentes Gerais da Sociedade de Socorro.