Eliza R. Snow

Segunda Presidente Geral
da Sociedade de Socorro

1866–1887


 

Eliza R. Snow

Eliza Roxcy Snow, segunda presidente geral da Sociedade de Socorro, dedicou sua vida a serviço do Senhor. “Vivo para ser capaz de fazer a vontade do Pai”,1 disse ela certa vez. No entanto, ela não queria essa vida apenas para si mesma. Seu desejo era que cada mulher reconhecesse seu valor aos olhos de Deus e agisse de acordo. “Nenhuma irmã [está] tão isolada”, disse ela, “que não possa fazer muito em prol do estabelecimento do Reino de Deus na Terra”.2

Eliza sabia disso não só por causa do testemunho que ardia em seu íntimo, mas porque passara a vida toda servindo às mulheres da Igreja, de Kirtland ao Missouri, do Missouri a Nauvoo e a Salt Lake City. Ela conhecia o coração das irmãs, suas dificuldades, suas vitórias, e a forma tranquila como edificavam a família e umas às outras na tristeza e na alegria. “Há muitas irmãs cujo trabalho não é conhecido além de sua própria casa e talvez não recebam o devido reconhecimento nesta vida”, disse ela, “mas que diferença isso faz? Se seu trabalho for aceitável para Deus, por mais simples que sejam os deveres, se forem fielmente cumpridos, vocês jamais devem sentir-se desanimadas”.3

Fortalecer a família e usar o tempo com sabedoria eram prioridades para ela. “Nossa prioridade número um deve ser a de cumprir as responsabilidades do lar”, disse ela. “Mas, se formos sábias em nossa mordomia, encontraremos tempo para atividades sociais. (…) Se procurarmos realizar todos os nossos deveres, veremos que nossa capacidade irá aumentar e ficaremos surpresas com o que conseguimos fazer.”4

Eliza usava um pouco do seu tempo para escrever poesia. Uma mulher profundamente sábia e dada à revelação, escreveu cerca de 500 poemas, muitos dos quais trouxeram grande consolo e esclarecimento doutrinário. Observe a terceira estrofe do poema “Ó, Meu Pai”, que hoje faz parte do hinário da Igreja:

Pelo Espírito Celeste,
Chamar-Te Pai eu aprendi
E a doce luz do evangelho
Deu-me vida, paz em ti.
Há somente um Pai Celeste?
Não, pois temos mãe também
Essa verdade tão sublime
Nós recebemos do além.5

Infância

Eliza nasceu em 21 de janeiro de 1804, em Becket, Massachusetts, filha de Oliver e Rosetta Snow. Ela foi a segunda de sete filhos. Seu irmão mais novo, Lorenzo Snow, tornou-se mais tarde o quinto Presidente da Igreja. A família Snow valorizava o aprendizado, e Eliza era uma aluna brilhante. Quando se filiou à Igreja em 1835, era famosa por seus poemas. Seu livro de autógrafos continha assinaturas de pessoas famosas como a Rainha Vitória da Inglaterra, Victor Hugo, Susan B. Anthony e o Presidente Abraham Lincoln.6

Conversão e Casamento

Eliza foi criada em Mantua, Ohio, e foi lá também que a família Snow ouviu sobre o evangelho restaurado e foi batizada. Pouco depois do batismo, entre março e junho de 1835, Eliza mudou-se para Kirtland, Ohio, para ensinar as filhas e sobrinhas do Profeta Joseph Smith. Durante essa época, ela desenvolveu profunda afeição pelo profeta e um vigoroso testemunho de seu chamado divino.7 Eliza foi selada ao Profeta em 29 de junho de 1842. Depois de seu martírio, que a deixou muito abalada, Eliza tornou-se uma das esposas do Presidente Brigham Young, que tinha por ela uma grande estima. Ela nunca teve filhos. Eliza faleceu em Salt Lake City em 5 de dezembro de 1887.

Serviços Mais Significativos

Durante a presidência de Eliza, foram organizadas a Primária e a Associação de Melhoramentos Mútuos das Moças, inaugurado o jornal Woman’s Exponent e introduzidos os princípios de bem-estar. As mulheres se desenvolveram e armazenaram cereais, abriram cooperativas e fabricaram seda. A Sociedade de Socorro enviou algumas mulheres à faculdade de medicina para que se tornassem médicas, enfermeiras e parteiras. Em troca, quando voltavam, essas mulheres ensinavam a outras o que tinham aprendido. Eliza serviu como primeira presidente do Hospital Deseret.


Notas

  1. Eliza R. Snow, discurso proferido na conferência da Sociedade de Socorro da Estaca Salt Lake em 15 de setembro de 1887, “Salt Lake Stake”, Woman’s Exponent, 1º de outubro de 1887, p. 70.
  2. Eliza R. Snow, “An Address”, Woman’s Exponent, 15 de setembro de 1873, p. 62.
  3. “Speech by E. R. Snow”, Woman’s Exponent, 1º de maio de 1891, p. 167; emprego de maiúsculas modernizado.
  4. “An Address by Miss Eliza R. Snow”, Millennial Star, 13 de janeiro de 1874, p. 18.
  5. Hinos, nº 177. Título original: “Invocation, or the Eternal Father and Mother” (ver Jill Mulvay Derr e Karen Lynn Davidson, Eliza R. Snow: Complete Poetry [2009], p. 313).
  6. Ver Jaynann Morgan Payne, “Eliza R. Snow: First Lady of the Pioneers”, Ensign, setembro de 1973, pp. 63–64.
  7. Ver The Personal Writings of Eliza Roxcy Snow, ed. Maureen Ursenbach Beecher (1995), pp. 6–17.

Voltar Voltar à página inicial das Presidentes Gerais da Sociedade de Socorro.