Treinamento Anual das Auxiliares: Escola Dominical


A 1ª parte do treinamento é uma mesa redonda com o Élder Holland sobre os princípios que norteiam o aprendizado e o ensino à maneira do Salvador. Assistam à mesa redonda e reflitam sobre como aplicar esses princípios no treinamento da estaca ou da ala.


Boas-Vindas

 

Baixar: Pequeno (360p), Médio (720p), Grande (1080p)

À medida que os líderes e professores da Escola Dominical trabalham para melhorar o aprendizado e o ensino na vida daqueles a quem servem, serão mutuamente edificados ao aprender e ensinar pelo Espírito e inspirar o aluno a viver a doutrina.


O Que Posso Fazer para Incentivar Debates Inspiradores?

Base Doutrinária

“Dentre vós designai um professor e não falem todos ao mesmo tempo; mas cada um fale a seu tempo e todos ouçam suas palavras, para que quando todos houverem falado, todos sejam edificados por todos, para que todos tenham privilégios iguais” (D&C 88:122).


Uma Responsabilidade-Chave de Toda a Presidência da Escola Dominical

Uma de suas responsabilidades é ajudar cada professor a aprender a ensinar à maneira do Salvador. Ao nos esforçarmos para ensinar mais como o Mestre, frequentemente encontramos desafios que podem momentaneamente nos frustrar ou atrapalhar nossos objetivos. Por exemplo, os professores sempre se perguntam: “O que posso fazer para incentivar debates inspiradores?” A presidência da Escola Dominical pode usar as ideias a seguir, além da inspiração que recebe para ajudar os professores a aprender como incentivar e liderar debates inspirados.


Perguntas e Possíveis Soluções

Como posso melhorar a qualidade dos debates em sala de aula? A qualidade de um debate frequentemente é influenciada pela qualidade da pergunta direcionada. A pergunta inspira os membros da classe a viver o evangelho ou simplesmente pede que recitem fatos? Ela permite liberdade de pensamento ou leva os membros da classe a tentar adivinhar o que o professor quer que digam? Por exemplo, um professor poderia perguntar a idade de Joseph Smith quando ele recebeu a Primeira Visão ou em que ano a Primeira Visão ocorreu. Essas perguntas levam a fatos básicos, mas considere as perguntas a seguir, que talvez provoquem mais o pensamento: Que verdades Joseph Smith aprendeu enquanto estava no bosque? Como essas verdades diferiam do que as igrejas daquela época ensinavam? Que escrituras apoiam as verdades que Joseph aprendeu? Como essas verdades afetam sua vida?

Como posso saber se um debate foi bem-sucedido? Um debate não é bem-sucedido apenas por ser intenso. Muitos debates intensos ocorrem em negócios ou em ambientes seculares e não têm nada a ver com edificar a fé. Um debate é bem-sucedido quando aumenta a fé, leva a uma melhor compreensão espiritual de uma doutrina do evangelho e inspira os participantes a viver essa doutrina.

Como posso fazer as pessoas se sentirem bem sobre suas contribuições para que elas queiram participar mais? Caso reaja de forma positiva a todos os comentários sinceros, você pode ajudar seus alunos a se sentirem mais confiantes quanto à capacidade que possuem para participar de uma discussão. Você pode dizer, por exemplo: “Obrigado por sua resposta. Isso foi muito profundo” ou “Que boa ideia! Não havia pensado nisso” ou “Esse é um bom exemplo”.

O que posso fazer se os membros da classe hesitam em compartilhar ideias e experiências? Alguns participantes se sentem mais confortáveis em responder quando lhes dão tempo suficiente para pensar sobre o que dizer. Ocasionalmente pode-se dar aos membros da classe um momento em silêncio para refletir sobre a pergunta antes de pedir a alguém que responda. Ou pode-se escrever a pergunta no quadro antes da aula para que eles tenham tempo de pensar sobre ela.

É possível também convidar os membros da classe a compartilhar seus pensamentos em pequenos grupos e depois pedir que alguns falem das ideias do grupo com o restante da turma.

Se notar que alguns membros da classe não estão participando, é possível direcionar o debate para os pontos fortes e interesses deles. Por exemplo: você pode perguntar: “Irmã Rodrigues, como seus sentimentos sobre a obra missionária mudaram quando a senhora recebeu cartas de seu filho na missão?” Ou poderia dizer: “Bill, você joga basquete muito bem. Por que a união é importante no seu time? Como esse mesmo princípio poderia se aplicar a uma família ou ala?”

Os membros da classe, com frequência, respondem mais prontamente quando se pede que falem de suas próprias experiências. Por exemplo, pode-se perguntar: “Quando você viu a veracidade desse princípio?” ou “De que maneiras você foi abençoado ao seguir o profeta?”

O que posso fazer se uma pessoa dominar o debate em classe? Uma de suas responsabilidades é dar a todos a oportunidade de participar. Tenha cuidado para não permitir que alguns participantes dominem o debate; assegure-se de que todos os que desejam participar possam fazê-lo. É possível fazer isso permitindo que os alunos compartilhem ideias em pequenos grupos ou dizendo algo como: “Vamos ouvir a opinião de quem não falou ainda” ou “O que o restante de vocês acha?”

Como posso ajudar os membros da classe a falar mais quando recebem uma pergunta? Quando os alunos compartilham ideias e experiências, você pode sentir que talvez tivessem mais a falar. Aqui estão exemplos de perguntas que se pode fazer para levar a mais comentários:

  • Por que isso é importante para você?
  • Como isso pode nos ajudar a nos aproximar de Cristo?
  • Quem tem uma ideia relacionada que gostaria de compartilhar?
  • Que outras passagens de escritura ensinam essa verdade?

Como posso encerrar o debate com bastante espiritualidade? Você pode concluir com um breve testemunho. Ao final do debate, seu testemunho estará mais poderoso ao testificar da doutrina que acabou de ensinar. Quando fizer isso, deve declarar claramente a verdade doutrinária pelo Espírito e prestar testemunho de sua veracidade.

Recursos

  • Dirigir Discussões", Ensino Não Há Maior Chamado: Um Guia de Recursos para o Ensino do Evangelho, 2009, pp. 63–65.
  • Vídeos de Ensino", Sugestões de Ensino e Aprendizado, lições de Vem, e Segue-Me

Voltar à página principal do Treinamento Anual de 2014.