Perguntas e Respostas a Respeito dos Acervos de Manuais das Capelas


1. Onde posso encontrar mais informações sobre o acervo de manuais da capela e minhas responsabilidades?

Resposta: Consulte a seção 12.6, “Biblioteca da Capela”, do Manual 2: Administração da Igreja.

2. Quem é responsável por orientar e treinar os responsáveis pelo acervo de manuais da ala?

Resposta: Os responsáveis pelo acervo de manuais da ala são chamados por um integrante do bispado e orientados por um dos membros da presidência da Escola Dominical da ala. Treinamento adicional pode ser providenciado pela presidência da Escola Dominical da estaca.

3. Como os responsáveis pelo acervo de manuais podem incentivar os membros a emprestarem materiais do acervo de manuais para usar em seus chamados da Igreja e no lar?

Resposta: Os responsáveis pelo acervo de manuais podem dar ideias ou anunciar o horário do acervo de manuais e os recursos disponíveis nos programas impressos para a reunião sacramental, nos jornais da ala ou quadros de avisos. Talvez também seja interessante fazer uma visitação pública para os membros se familiarizarem com os materiais, equipamentos e serviços disponíveis no acervo de manuais. Os responsáveis pelo acervo de manuais devem examinar previamente os materiais e recomendá-los aos membros individualmente e às famílias com necessidades específicas.

4. Livros e materiais audiovisuais doados por membros da ala podem ser incluídos no acervo de manuais?

Resposta: Livros e materiais audiovisuais produzidos e distribuídos pela Igreja podem ser guardados no acervo de manuais e emprestados. Livros e materiais produzidos comercialmente, mesmo que de autoria e criação de membros da Igreja, não devem fazer parte do acervo de manuais. Os professores devem ser dissuadidos a usar materiais não aprovados pela Igreja para preparar ou dar aulas.

5. Equipamentos e materiais que não são mais usados pelos membros da ala ainda devem ser guardados no acervo de manuais?

Resposta: Não. Equipamentos e materiais que não são mais usados pelos membros da ala devem ser descartados. Para mais instruções, veja a página Procedimentos para a Adição e Descarte de Materiais deste site.

6. É permitido que os responsáveis pelo acervo de manuais não assistam às aulas do sacerdócio, Sociedade de Socorro ou Escola Dominical com o intuito de ajudar os professores e de cumprir suas tarefas no acervo?

Resposta: Se o tempo não for suficiente para ajudar os professores no intervalo entre as aulas, os responsáveis pelo acervo de manuais devem levar em consideração a opção de abrir o acervo antes do início do bloco de reuniões, ou talvez de abri-lo uma ou duas noites por semana. Em capelas utilizadas por mais de uma ala, os responsáveis pelo acervo de manuais de uma ala podem servir no acervo durante o horário das reuniões de outra ala. Tais horários precisam ser examinados e aprovados pelo comitê de coordenação do acervo de manuais da capela, o qual supervisiona o acervo em capelas utilizadas por mais de uma ala.

7. Como os responsáveis pelo acervo de manuais preparam o orçamento do acervo da capela?

Resposta: Os responsáveis pelo acervo de manuais e a presidência da Escola Dominical devem reunir-se para discutir sobre as necessidades do acervo. A presidência da Escola Dominical recomenda ao bispado como a verba do fundo de orçamento da ala destinada ao acervo de manuais deve ser usada. Em capelas utilizadas por mais de uma ala, o comitê de coordenação do acervo de manuais da capela deve reunir-se para determinar o orçamento do acervo e como o mesmo será distribuído entre as alas que utilizam o acervo.

8. Com que frequência o comitê de coordenação do acervo de manuais da capela deve reunir-se?

Resposta: A frequência das reuniões deve ser determinada pelos líderes locais do sacerdócio. O encarregado do comitê é responsável por organizar as reuniões. O responsável pelo acervo de manuais da capela deve informar ao encarregado sobre questões que devem ser discutidas pelo comitê.