Notícias da Igreja

Concerto de Natal do Coro do Tabernáculo

Contribuição de Heather Whittle Wrigley, Notícias e Acontecimentos da Igreja

  • 18 Dezembro 2011
Data
18 Dezembro 2011

No domingo, 18 de dezembro de 2011, a série de concertos anuais, “Natal com o Coro do Tabernáculo Mórmon, Orquestra da Praça do Templo e Sinos da Praça do Templo”, chegaram ao final após quatro apresentações musicais, o relato de histórias e números de dança inspirados na Renascença.

Aproximadamente 84.000 pessoas assistiram aos quatro dias de concerto; o total de solicitação de ingressos para o concerto deste ano chegou a mais de um milhão.

Os concertos não são transmitidos ou arquivados, mas como aconteceu no concerto do ano passado, o Concerto de Natal de 2011 irá ao ar pela PBS até o final do próximo ano. Entretanto, os leitores podem assistir a toda a última música tocada no concerto, “Angels, from the Realms of Glory,” acima, no Notícias e Acontecimentos da Igreja.

“Essa é uma forma de as pessoas saberem que temos um testemunho do Senhor Jesus Cristo e de que Ele está no centro de nossas atenções na época de Natal”, disse o gerente geral do Coro do Tabernáculo Mórmon, Scott Barrick. “É uma forma de adorá-Lo e de celebrar o que Ele nos deu.”

O elaborado cenário do palco, com torres de castelos, bandeiras festivas e janelas de vidro brilhantes formaram a atmosfera medieval que prevaleceu durante os concertos. Os dançarinos vestidos de azul royal, dourado e vermelho abriram o concerto entrando em procissão ao som de “Sing Forth This Day”, composto pelo diretor do coro, Mack Wilberg.

“Uma das razões porque esse concerto é tão popular é que ele é cheio de alegria”, disse o irmão Wilberg, que desempenha um papel-chave na criação do visual e da música tema do concerto anual. “[Nós] tentamos retratar a beleza e a alegria dessa época.”

A atriz britânica e convidada especial Jane Seymour começou sua narração: “‘Era uma vez’: É assim que começam as histórias de Natal: ‘The Little Match Girl’, ‘The Drummer Boy’— essas são histórias que nos fazem lembrar que não importa como as coisas pareçam ser, tudo é possível no Natal. E assim começamos. Era uma vez pessoas em castelos e chalés pelo mundo que se reuniram para se alegrar.”

Outro convidado especial, o barítono e cantor de ópera Nathan Gunn, emprestou sua voz versátil a várias peças, inclusive as músicas estrangeiras de Natal “In dulci jubilo” e “Sing Lullaby”, “Mighty Lord, and King All Glorious”, de Bach, e a sempre popular “Twas the Night Before Christmas”, de Ken Darby e Harry Simeone.

O organista principal, Richard Elliott, tocou sua composição original,“Shepherds’ Dance”, que exibiu a potência do som do órgão de tubos do Centro de Conferências.

Os Sinos da Praça do Templo abrilhantaram a música da orquestra com o som de sinos tocados manualmente.

O programa culminou com o arranjo do irmão Wilberg de “Noite Feliz”, apresentado pelo coro e pela orquestra e com a participação do Sr. Gunn. A atriz Jane Seymour prosseguiu, lendo Lucas 2, que relata o nascimento de Jesus Cristo.

“É tão maravilhoso (…) ter a oportunidade de compartilhar o verdadeiro significado do Natal com tantas pessoas porque, para mim, o Natal é a época mais especial do ano”, disse ela. “É uma época na qual paramos para refletir nos desafios que tivemos, nas dificuldades que as pessoas ao nosso redor estão tendo e no amor que compartilhamos uns com os outros.”

Como de outras vezes, o concerto terminou com a canção natalina francesa “Angels, from the Realms of Glory.”