Recitais de Órgão no Tabernáculo

Programação dos Recitais Diários do Órgão do Tabernáculo


 

Descrição do Evento

Os organistas contratados e organistas convidados executam recitais de 30 minutos no Tabernáculo das 12h (meio-dia) às 12h30, de segunda-feira a sábado. Os recitais no domingo são realizados das 14h às 14h30, no Tabernáculo. O impressionante órgão de tubos é um símbolo da importância que os santos dos últimos dias dão à adoração a Deus por meio da música.

O órgão do Tabernáculo tem uma história interessante. O Presidente Brigham Young pediu a Joseph Harris Ridges, que nasceu e foi criado perto de uma fábrica de órgãos na Inglaterra, que construísse o primeiro órgão do Tabernáculo. A madeira adequada foi localizada e trazida por voluntários das montanhas de Parowan e Pine Valley, 480 quilômetros ao sul de Salt Lake City. No início, o órgão funcionava por meio de foles manuais, mais tarde por energia hidráulica e atualmente por eletricidade. Com o desenvolvimento das técnicas em construção de órgãos, o instrumento foi renovado e ampliado várias vezes. Agora com 11.623 tubos, o órgão tem 206 conjuntos de tubos (série) de timbres, contando o console com cinco manuais ou teclados. O órgão do Tabernáculo é considerado um dos melhores do mundo.

O órgão do Centro de Conferências foi construído entre 2000-2003 pela empresa Schoenstein & Co., de San Francisco. Esse órgão, em estilo romântico americano, produz música com um som vívido, com a riqueza e o calor que são característicos dos instrumentos do estilo inglês. Embora tenha sido projetado principalmente com a finalidade de fornecer música para acompanhar coros e outras produções musicais, também cria uma bela música para apresentações solo. Um console de cinco teclados controla os 7.708 tubos de seus 130 conjuntos, que se espalham em sete divisões.

Além dos recitais diários, os cinco organistas contratados acompanham o Coro do Tabernáculo Mórmon em todos os concertos, ensaios, turnês e transmissões. Eles também apresentam solistas nas transmissões semanais do programa Música e Palavras de Inspiração, que é realizado no Tabernáculo da Praça do Templo ou no Centro de Conferências, dependendo da época do ano.

Richard Elliott

O organista do Tabernáculo, Richard Elliott, nascido em Baltimore, Maryland, recebeu seu primeiro treinamento musical no Conservatório Peabody e na Universidade Católica da América. Recebeu o grau de bacharel em música pelo Curtis Institute na Filadélfia e os graus de mestre e doutor pela Eastman School of Music em Rochester, Nova York. Enquanto estudava na Filadélfia, serviu como organista assistente no famoso órgão Wanamaker.

Clay Christiansen

O organista do Tabernáculo, Clay Christiansen, foi organista e regente do coro da Catedral de St. Mark, de Salt Lake City, por dez anos e organista da congregação Kol Ami, sinagoga judaica de Salt Lake City por cinco anos, antes de ser escolhido organista do Tabernáculo em 1982. Ele recebeu o grau de bacharel pela Universidade Brigham Young e os graus de mestre e doutor pela Universidade de Utah. Apresentações solo já o levaram a muitos lugares dos Estados Unidos, do Canadá e da Inglaterra.

Andrew Unsworth

O organista do Tabernáculo, Andrew Unsworth, foi criado em Potsdam, Nova York, em uma família de músicos. Ele recebeu o grau de bacharel em música pela Universidade Brigham Young e o mestrado e o doutorado pela Universidade Duke. Antes de se tornar organista na Praça do Templo, Unsworth trabalhou como regente assistente e como organista na Catedral de Madeleine, em Salt Lake City, e mais recentemente como professor assistente de órgão e de história da música na Universidade Estadual Stephen F. Austin, em Nacogdoches, Texas.

Bonnie Lauper Goodliffe

A organista da Praça do Templo, Bonnie Lauper Goodliffe, recebeu o bacharelado e o mestrado pela Universidade Brigham Young. Ela participou de um programa da BYU de estudos fora do país, em Salzburgo, Áustria, onde foi aluna de órgão de Oskar Peter, no Conservatório Mozarteum. Ela é organista da Praça do Templo desde 1984; seus deveres também incluem trabalhar com o Coro da Praça do Templo e as escolas de treinamento afiliadas.

Linda Swenson Margetts

A organista da Praça do Templo, Linda Swenson Margetts, recebeu o grau de bacharel e mestre em execução de órgão pela Universidade Brigham Young e o doutorado pela Universidade de Utah, onde também serve como instrutora. Ela é organista da Praça do Templo desde 1984; seus deveres também incluem trabalhar com o Coro da Praça do Templo e as escolas de treinamento afiliadas.


Ingressos


Não há necessidade de ingressos para esses recitais. A entrada no Tabernáculo é pela porta 11.


 Considerações Especiais

  • Assentos disponíveis para cadeirantes.
  • Solicitamos que não sejam utilizados equipamentos fotográficos ou de gravação durante os recitais. Os visitantes podem tirar fotografias antes e depois dos recitais.
  • Os visitantes que desejarem sair cedo poderão fazê-lo depois da primeira seleção de músicas. Depois disso, as portas ficarão fechadas até o término do recital.