40º aniversário da revelação de 1978: “Ser um”

  • 1º de junho de 2018
Data
1º de junho de 2018

Comemore o 40º aniversário da revelação de 1978 sobre o sacerdócio com os membros do mundo inteiro em 1º de junho de 2018, assistindo ao espetáculo musical “Ser um”, no centro de conferências em Salt Lake City, Utah, que será transmitido para todo o mundo.

Destaques de Artigos

  • Os ingressos para a apresentação ao vivo estão esgotados, mas ela será transmitida online e via satélite.

A Primeira Presidência anunciou um evento especial em todo o mundo para comemorar o 40º aniversário da revelação de 1978 sobre o sacerdócio, e convida adultos e crianças de todas as idades e nacionalidades para assistirem à transmissão.

Os ingressos para o espetáculo musical ao vivo estão esgotados.

“Ser um” é o tema do espetáculo, que se baseia na admoestação “sede um; e se não sois um, não sois meus” (D&C 38:27). A apresentação será feita com mensagens de líderes da Igreja e apresentações de Gladys Knight, Alex Boyé, família Bonner, Unity Gospel Choir International e membros do Coro do Tabernáculo Mórmon.

Como assistir

Assista à transmissão mundial ao vivo na sexta-feira, 1 de junho de 2018 às 7:30 (horário de Salt Lake City). A transmissão será ao vivo no sistema de satélites da Igreja, no LDS.org, MoTab.org, mormonchannel.org, Facebook, Instagram, Mormon Channel para Roku e Mormon Channel no YouTube.

A transmissão estará disponível para visualização logo após o espetáculo no endereço broadcasts.LDS.org em linguagem norte-americana de sinais, inglês, haitiano, francês, português e espanhol. Outros idiomas serão acrescentados nas semanas seguintes.

Os líderes do sacerdócio devem determinar a data e o horário de exibição que forem mais adequados para as pessoas de sua área.

Especialistas de tecnologia da estaca

Os especialistas de tecnologia da estaca devem consultar a programação da transmissão.

Um dia excepcional

Há quarenta anos, um dia realmente excepcional na história da Igreja e do mundo, o presidente Spencer W. Kimball anunciou que a oportunidade de receber todas as bênçãos do sacerdócio seria dada a todos os filhos de Deus em todo o mundo (ver Declaração Oficial 2).

Embora a comemoração de junho seja em homenagem à história dos pioneiros mórmons negros e saliente o fato de que “todos são iguais perante Deus” (2 Néfi 26:33) em sua família global, o espetáculo pretende ser muito mais do que uma comemoração. Também será uma renovação do nosso compromisso coletivo de buscar a união em nosso relacionamento uns com os outros e com o céu.

Embora algumas atitudes e comportamentos como raiva, intolerância, racismo, preconceitos e intolerância causem separação e divisão entre as pessoas, felizmente, os profetas têm ensinado que “um grande dia de união está chegando” (“Com os corações entrelaçados em união”, Conferência Geral de outubro de 2008).

O presidente Russell M. Nelson e sua esposa, Wendy, são cumprimentados por membros da Igreja como Mercy Makau e sua família, em Nairóbi, Quênia, em seu tour mundial, em 16 de abril de 2018.

O presidente M. Russell Ballard disse: “Precisamos ter compaixão pelos filhos de Deus e eliminar qualquer preconceito, seja de raça, gênero ou nacionalidade. Que todos saibam que acreditamos verdadeiramente que as bênçãos do evangelho restaurado de Jesus Cristo estão à disposição de todos os filhos de Deus” (“A jornada continua!”, Conferência Geral de outubro de 2017).

O élder Quentin L. Cook acrescentou: “Qualquer um que reivindique superioridade dentro do plano do Pai devido a características como raça, sexo, nacionalidade, língua ou situação econômica está moralmente errado e não compreende o propósito real do Senhor para todos os filhos de Deus” (“O cotidiano eterno”, Conferência Geral de outubro de 2017).

Saiba mais em BeOne.lds.org, que contém uma mensagem da Primeira Presidência e histórias de fé dos membros da Igreja.

“Ser um”, o espetáculo musical para comemorar os 40 anos de aniversário da revelação de 1978 sobre o sacerdócio, também é uma oportunidade de renovar nosso compromisso coletivo de buscar a união em nosso relacionamento uns com os outros e com o céu.