A Faculdade LDS Bussines College com 125 anos de experiência ajuda membros e líderes

  Heather Whittle Wrigley, Notícias e Acontecimentos da Igreja

  • 22 July 2011

Destaques do Artigo

  • Em novembro, a LDS Business College comemora 125 anos.
  • A LDS Business College (LDSBC) tem como foco cursos profissionalizantes de dois anos.
  • Seu processo de matrícula aberto atrai alunos de todas as idades, formações e nacionalidades.

“Nosso principal propósito [na LDS Business College] é ajudar os alunos a adquirir habilidades específicas e ingressar no mercado de trabalho e dessa forma começar a contribuir na comunidade, na família e na Igreja.”

— J. Lawrence Richards, diretor da faculdade

Enquanto a faculdade da Igreja LDS Business College (LDSBC) comemora 125 anos, é interessante olhar para trás e ver sua história de ajudar membros e líderes da Igreja.

Situada no centro de Salt Lake City, a menos de um quilômetro a oeste da Praça do Templo e cercada por uma comunidade profissional cheia de energia, o exterior dourado da LDSBC dá uma aparência elegante, mas em seu interior é “trabalho duro”. Lá dentro, os alunos trabalham com o objetivo de atingir a graduação de dois anos em matérias que vão de contabilidade a decoração de interiores.

Teve seu início em 1886 como a Salt Lake Academy [Academia de Salt Lake]. Ela abriu as portas com 84 alunos matriculados. Desde aquela época, tem sido reconhecida por sua educação voltada para habilidades específicas em um ambiente espiritual.

Com uma sucessão de doze diretores, a faculdade, que cresce rapidamente, tem uma tradição forte de alunos internacionais — quase vinte por cento vem de países fora dos EUA — e mais de 76.000 ex-alunos.

“Estamos vendo um crescimento que permitirá um número maior de pessoas e alunos não tradicionais obter a instrução de que precisam”, disse Louise Brown, diretor de assuntos públicos da faculdade. “Atendemos um grupo de pessoas que de outra forma não seria atingido pelo Sistema Educacional da Igreja.”

Contudo, isso não é a única coisa que torna a LDSBC atrativa. Hoje em dia, o grande número de professores e funcionários dedicados serve aproximadamente 1.900 alunos de uma vez — 99 por cento desses alunos são membros da Igreja e 44 por cento, ex-missionários.

Essa faculdade particular de dois anos sem fins lucrativos é atrativa para os alunos por diversas razões, disse o diretor da LDSBC, J. Lawrence Richards, mas há quatro pontos que a distinguem de outras instituições de ensino superior.

Primeiro, a faculdade tem como foco principal cursos profissionalizantes de dois anos. “Nosso principal propósito é ajudar os alunos a adquirir habilidades específicas e ingressar no mercado de trabalho e dessa forma começar a contribuir na comunidade, na família e na Igreja.”

Ele citou informações que mostram que a maior parte do crescimento em novos empregos está acontecendo na área técnica — e não na área do tradicional bacharelado — e que muitos desses empregos pagam salários maiores do que as posições ocupadas por aqueles que têm cursos de quatro anos.

Segundo, o grupo de alunos da escola é distinto. Um processo de matrícula aberto significa que os alunos não se qualificam por meio de uma pontuação em um teste padronizado. “Estamos mais interessados em saber se o aluno tem um coração justo para vir e aprender da maneira do Senhor e se eles estão dispostos a trabalhar duro”, explicou o diretor Richards.

Ao contrário de grande parte das faculdades, a maioria dos professores da LDS Business College é composta por profissionais atuantes no mercado que ensinam exatamente no período em que não estão servindo a comunidade por meio de seu trabalho, emprego ou profissão.

Por último, o diretor Richards enfatizou que a LDSBC se destaca por seu tamanho — é a menor das quatro escolas da Igreja — o que permite que a escola opere em um nível muito mais pessoal e crie um ambiente familiar que é “difícil de reproduzir em outras instituições de ensino”.

De acordo com Brown, a faculdade foi fundada sob a filosofia de que os alunos precisavam de um lugar onde pudessem obter instrução em um ambiente espiritual. Por exemplo, Mark Drennen, que se formou na LDSBC em 2007 antes de estudar engenharia elétrica na BYU, escolheu a escola pelos padrões, pelo ambiente e pelas mensalidades mais baratas.

A LDSBC com turmas menores e um ambiente com um número menor de alunos por professor, não somente o ajudou a decidir aperfeiçoar sua habilidade de estudar, mas ajudou-o a decidir entrar no curso de engenharia elétrica por meio do trabalho que fez com o departamento de TI [Tecnologia da Informação] da escola.

“Na faculdade havia uma amizade espiritual bem maior (…) se comparado com a experiência mais comum de ir para a sala de aula com um bocado de gente, onde a única coisa que se tem em comum é estar na mesma classe e provavelmente pertencer à mesma religião”, escreveu ele. “Na LDS Business College a maioria das pessoas fica mais próxima e forte junta.”

Craig V. Nelson, vice-presidente de assuntos públicos e expansão na LDSBC, concorda que o espírito é a chave. “Se convidarmos o Espírito para nosso campus individual e coletivamente, o Espírito guiará os alunos, aumentará o aprendizado e refinará o caráter”, disse ele. “Podemos proporcionar aos empregadores funcionários qualificados e éticos.”

Em abril de 2011, aproximadamente 485 formandos concluíram o curso de dois anos e 125 certificados foram emitidos. A faculdade tem uma marca de colocação de 90 por cento dos formandos em empregos no período de seis meses.

O Élder Russell M. Nelson do Quórum dos Doze, que frequentou por um curto período de tempo a LDSBC em 1941, falou aos formandos que o objetivo final da verdadeira educação é a formação do caráter.

“O mundo no qual vivemos está cheio de confusão, ganância e energia negligente, que não será o padrão para os alunos que estudam aqui”, disse ele. “Esperamos ideais elevados usados com moderação e um sentimento de obrigação em servir.”

Um desses nobres ideais é educar a comunidade do futuro e os líderes da Igreja, disse o diretor Richards: “Desempenhamos um papel importante no trabalho da Igreja de criar líderes que possam ajudar a Igreja a crescer em todo o mundo”.

“Não temos lugar para todos”, acrescentou Craig Nelson. “Mas a LDS Business College oferece pontos de acesso essenciais para muitas pessoas que precisam de uma educação superior, que precisam saber para onde estão indo.”