Os Membros da Igreja na Croácia Comemoram os 40 anos da Presença da Igreja no País

  • 10 Outubro 2012

O Élder Erich W. Kopischke, dos Setenta, cumprimenta dignitários como parte da comemoração de três dias aos 40 anos da presença da Igreja na Croácia.  Foto cortesia do jornal Church News.

Destaques do Artigo

  • Mais de 375 pessoas reuniram-se na Croácia para comemorar o 40º aniversário dos primeiros batismos no país.
  • O Élder Erich W. Kopischke, dos Setenta, presidiu as celebrações e falou na conferência comemorativa de domingo.
  • A Iugoslávia foi dedicada para a pregação do evangelho pelo então Élder Thomas S. Monson, em 1985.
  • Em setembro de 2010, o Élder Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, dedicou os países que compunham a antiga Iugoslávia.

“Estou profundamente convencido de que a Igreja e seus membros abençoarão a nação croata. (…) A força da Igreja vem do povo e do que as pessoas fazem e o que representam.” — Élder Erich W. Kopischke, dos Setenta, Presidente da Área Europa

Para comemorar o 40º aniversário dos primeiros batismos realizados na antiga Iugoslávia — batismos realizados por Krešimir Ćosić — mais de 375 pessoas reuniram-se na Croácia para três dias de eventos.

Esses eventos, presididos pelo Élder Erich W. Kopischke, dos Setenta, Presidente da Área Europa, comemoraram também que todos os países da antiga Iugoslávia — e Europa — tenham missionários de proselitismo e unidades da Igreja.

Esta foi a primeira vez que os membros da Igreja, de cada um dos quatro países da Missão Adriático Norte (Bósnia-Herzegovina, Croácia, Sérvia e Eslovênia) se haviam reunido, desde a Guerra dos Balcãs, na década de 1990.

Contando a História da Igreja Local

Os primeiros eventos foram realizados de 1º – 2 de junho, no Krešimir Ćosić Dvor (Estado), na Ilha de Ugljan, perto de Zadar, Croácia. Os dois dias na ilha incluiram um devocional noturno especial; batismos de novos conversos no Adriático, cedo, pela manhã; treinamento para os líderes do sacerdócio, mulheres e jovens; e um passeio por locais históricos da Igreja em Zadar e seu entorno, onde Krešimir Ćosić cresceu e iniciou as primeiras atividades da Igreja na Iugoslávia.

A história da Igreja nessa Terra começou com o batismo de Krešimir Ćosić, em Utah, em 1971. Krešimir, um jovem herói nacional nos esportes na Iugoslávia, tinha ido para a Universidade Brigham Young, a fim de jogar basquete. Logo voltou para sua pátria amada, a fim de partilhar as bênçãos do evangelho com o seu país. A história paralela de “Kreso” e o início da Igreja foi recitada e comemorada com alegria.

Muitos dos primeiros membros da Igreja nesses países, assim como os primeiros missionários e membros que foram fundamentais no crescimento da Igreja aqui, viajaram para participar dos eventos. Os participantes incluíram a família de Truman e Ann Madsen, que foram representados pela irmã Madsen, a filha Mindy M. Davis e a neta da irmã Madsen, Molly Davis.

Ann falou dos dias de Kreso na BYU e de sua conversão. Mišo e Ankica Ostarčevic, o primeiro casal batizado por Kreso e o primeiro a ser selados no templo, falaram sobre as lutas iniciais da Igreja nascente em Zadar e outras partes da Croácia. Ivan Valek, amigo e presidente do distrito por longo tempo, acrescentou suas lembranças e testemunho. Doug Richards, seu companheiro e primeiros missionário com Kreso e sua esposa, Kerry, descreveram suas experiências com Kreso na BYU e na Iugoslávia. Mila Ranovic, a primeira missionária a sair da Sérvia, contou sua história e narrou o início da Igreja na Sérvia. Albin e Boža Lotrič (ele foi o primeiro homem da Eslovênia a filiar-se à Igreja e foram o primeiro casal vivendo na Eslovênia a ser selado no templo) relataram eventos relacionados ao seu país. Johann Wondra, que havia presidido a missão, e sua esposa, Ursula, contaram histórias de seu tempo de serviço. Durante o devocional, todos falaram sobre a história que testemunharam.

O Élder Kopischke concluiu, resumindo o grande legado de fé que existe nesses países e o futuro maravilhoso da Igreja que os espera.

Na manhã seguinte, Swen R. Swensen, que presidiu a missão, na década de 1990, e sua esposa, Gretel, discursaram em uma reunião batismal, como fez Taca Mirijevski, um dos primeiros membros da Igreja na Sérvia.

Comemorar o Crescimento da Igreja e Olhar para Diante

Depois dos dois dias na Ilha de Ugljan e em Zadar, aqueles que haviam se reunido viajaram para Zagrebe, capital da Croácia, onde uma conferência comemorativa se realizou no domingo com outros membros, pesquisadores e convidados — inclusive antigas autoridades do governo local e nacional, líderes religiosos e membros da mídia.

O Élder Kopischke falou sobre a Igreja na Croácia nessa reunião: “ Estou profundamente convencido de que a Igreja e seus membros abençoarão a nação croata. (…) A força da Igreja vem pelo povo e o que as pessoas fazem e o que representam.”

O Élder Kopischke disse que um relacionamento pessoal com Deus “não é apenas uma filosofia. Não é apenas uma tradição. É real. E essa crença pessoal tem um impacto sobre a maneira em que agimos. Você não pode dizer: ‘eu creio em Deus’ e odiar e não tolerar seu próximo. Isso não é possível. Você não pode dizer: ‘Eu amo a Deus’ e [não ser] tolerante para alguém que tenha crenças diferentes. Somos todos filhos de nosso Pai Celestial.”

O Élder Kopischke assegurou aos convidados, “Nós nos uniremos a vocês em qualquer coalizão de boa vontade, para proteger os valores das famílias, casamento, liberdade e trabalho árduo.”

A conferência do distrito da Croácia que se seguiu, foi a experiência máxima do fim de semana.

  • O Presidente Miljenko Babić, presidente do distrito da Croácia, e seu conselheiro, Jasmin Ibrahimovic, falaram de sua visão para uma futura estaca. Eles falaram da unidade, fé e amor que seriam necessários para alcançar essa meta.
  • A irmã Fátima Hamzac, presidente da Sociedade de Socorro do distrito, ensinou a procurar e encontrar o que é bom uns nos outros.
  • O Presidente Edward B. Rowe, da Missão Adriático Norte, falou de 40 anos de construção de um alicerce forte e declarou que o alicerce estava concluído e que tinha chegado o tempo de erguer o “belo edifício que o Senhor deseja que tenhamos aqui.”
  • O Élder Kopischke terminou a reunião, explicando que a “Croácia está em ação. (…) Com as pessoas felizes, a Igreja crescerá. A maior fonte de felicidade é Jesus Cristo.”

A Iugoslávia foi dedicada pelo então Élder Thomas S. Monson, em 1985, para a pregação do evangelho. Mais recentemente, em setembro de 2010, o Élder Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, dedicou os países que compunham a antiga Iugoslávia.

A respeito dos acontecimentos do 40º aniversário, o Presidente Rowe disse: “Reunimos os nossos membros ativos, menos ativos e futuros dos longinquos cantos da missão. Nós os convidamos para um ambiente sereno, onde podem divisar, além de seu ambiente diário e obter uma verdadeira visão de quem são, o que o Senhor pretende que se tornem. O que aconteceu durante esses três dias foi uma manifestação incrível e sagrada do Espírito sobre aqueles que se reuniram vindos dessas nações.”