Élder Christofferson Aconselha Estudar a Vida de Joseph Smith

  Marianne Holman, da redação do Church News

  • 25 Setembro 2013

O Élder D. Todd Christofferson e sua mulher, Kathy, comprimentam alunos em um devocional na BYU – Idaho, em 24 de setembro.

“Na medida em que pudermos, queremos saber o que [Joseph Smith] sabia; queremos entender o que entendeu; queremos nos aproximar de Deus como ele o fez.” — Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze

Joseph Smith é o grande revelador de Jesus Cristo nos últimos dias, ensinou o Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos, durante um devocional no câmpus da BYU–Idaho, em 24 de setembro.

”Sem a sua comissão recebida do Pai e do Filho, sem suas ordenações ao sacerdócio e as chaves que recebeu das mãos de mensageiros celestialmente designados, sem a plenitude do evangelho restaurado por meio de suas visões e revelações e suas traduções do Livro de Mórmon e da Bíblia, o que teríamos é algo muito menor do que o verdadeiro cristianismo.”

O papel crucial de Joseph e suas muitas contribuições para a restauração da Igreja de Jesus Cristo à Terra hoje levaram muitas vozes a se elevarem, louvando ou criticando sua vida, observou o Élder Christofferson.

“É uma coisa natural que qualquer um que se oponha à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias—sua obra, suas doutrinas, seus membros — ataque Joseph Smith”, disse ele. “Não devemos nos surpreender nem nos alarmar, nem ficar na defensiva. O Senhor disse ao próprio Profeta que não se surpreendesse.”

É por meio do estudo das revelações e ensinamentos de Joseph Smith que as pessoas aprofundarão sua fé em Cristo e fortalecerão seu testemunho do evangelho restaurado. “Nosso estudo da vida e ministério do Profeta é mais do que um exercício intelectual para satisfazer a curiosidade”, disse ele. “Na medida em que pudermos, queremos saber o que ele sabia, entender o que ele entendia; queremos nos achegar a Deus como ele o fez. (…)

O crescente acesso que temos à obra e ensinamentos do Profeta preenche antigos vazios em nosso conhecimento, confirma algumas coisas que já sabíamos ou pensávamos, e provê respostas a perguntas que possamos ter tido.”

O Élder Christofferson acrescentou que, de modo realista, as pessoas não devem esperar saber todas as respostas nesta vida, ou mesmo todas as perguntas.

O Élder Christofferson observou que o trabalho de alguns pesquisadores tem a intenção de “minar seu caráter, magnificar suas falhas e, se possível, destruir sua influência”.

“O produto do trabalho deles pode, com frequência, ser chocante, assim como podem sê-lo as questões levantadas às vezes por historiadores honestos. (…) Mas, eu lhes daria este conselho em seu próprio estudo: sejam pacientes, não sejam superficiais e não ignorem o Espírito.”

Embora algumas respostas venham rapidamente ou com pouco esforço, outras são simplesmente indisponíveis no momento por falta de informações ou evidências.

“No entanto, não suponham que a falta de evidência referente a algo hoje signifique que a evidência não exista ou que não estará acessível no futuro”, disse ele. “A ausência de evidência não é prova. (…) Onde as respostas forem incompletas, ou faltarem completamente, o paciente estudo e espera por novas informações e descobertas a se apresentarem serão com frequência recompensados com o entendimento.”

As pessoas não devem tirar conclusões baseadas em afirmativas não examinadas ou pesquisas incompletas, ou serem influenciadas por pesquisadores que não sejam sinceros, ensinou o Apóstolo. Baseando-se nas palavras do assistente do historiador da Igreja, Rick Turley, o Élder Christofferson disse: “Não estudem a História da Igreja com pouca profundidade”.

O Élder Christofferson incentivou os membros a terem cuidado para não atribuir a Joseph Smith perfeições que ele próprio não se atribuiu.

“Ele não precisa ter sido sobre-humano para ser o instrumento nas mãos de Deus que sabemos que foi. (…) A maravilha não é que ele nunca tenha apresentado falhas humanas, mas, sim, que ele tenha sido bem-sucedido em sua missão. Seus frutos são tanto inegáveis como incomparáveis”, disse ele.

Ele salientou a importância de aprender tanto pelo estudo como pela fé, obtendo “completo entendimento” por meio do testemunho do Espírito.

“Em questões de fé, um testemunho espiritual é muito importante, se quisermos evitar ser “levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens, que, com astúcia, enganam fraudulosamente”, disse ele.

“Com uma certeza derivada do Espírito, vocês podem prosseguir no trabalho do Senhor e continuar aprofundando seus relacionamentos com o Pai Celestial, enquanto procuram ou esperam por respostas. Se determinarem sentar-se e ficar parados até que todas as perguntas sejam respondidas e todo sussurro de dúvida resolvido, nunca poderão movimentar-se, porque, nesta vida, haverá sempre alguma questão pendente, coisas ainda não explicadas.”

O Élder Christofferson disse que “o chamado profético de Joseph Smith é básico para nossa religião”; no entanto, o alicerce sobre o qual todos os outros elementos do plano de salvação se baseiam é na crucificação e ressurreição de Jesus Cristo.

“Entre os mortais, o Senhor Jesus Cristo nunca teve testemunha mais garantida, nenhum defensor mais leal do que Joseph Smith, Seu profeta, vidente e revelador”, disse o Élder Christofferson.

“Por seu testemunho pessoal do Salvador ressuscitado, por sua tradução e publicação do Livro de Mórmon, e por seu martírio, Joseph Smith depositou diante do mundo a preeminente revelação de Jesus Cristo para a nossa época”.