O Élder Christofferson Visita os Membros na América Central

Contribuição de Por Katie Harmer, Notícias e Acontecimentos da Igreja

  • 28 January 2013

O Élder D. Todd Christofferson aperta a mão de uma moça em uma conferência nacional de jovens, no Panamá. Ilustração: James Dalrymple.

Destaques do Artigo

  • O Élder D. Todd Christofferson visitou a América Central em janeiro como parte de um exame anual de área.
  • Durante a viagem, ele se reuniu com os presidentes da Costa Rica e Guatemala.
  • Os membros devem concentrar-se em princípios espirituais para experimentar a verdadeira conversão.

“Nosso desejo é que todos virão a conhecer o Senhor e que não irão depender de outras pessoas para obter um testemunho.” — Élder D. Todd Christofferson do Quórum dos Doze Apóstolos.

O Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos, visitou os membros da Igreja e reuniu-se com os presidentes da Costa Rica e Guatemala durante uma viagem recente à América Central, 10–20 de janeiro de 2013.

“O perfil [da Igreja] está crescendo”, disse o Élder Christofferson sobre suas reuniões com a Presidente da Costa Rica, Laura Chinchilla e o Presidente da Guatemala, Otto Pérez Molina, para debater sobre o trabalho e o propósito da Igreja nessas áreas, que incluem oferecer orientação espiritual e ajuda humanitária.

“Eles estão se tornando mais conscientes de nossa presença e atividades”, disse ele. “Muitas vezes, porém, eles não percebem a plena extensão da presença e atividades da Igreja em um determinado país”, disse ele. “Ainda somos, de certo modo, invisíveis.”

Durante uma conferência de jovens adultos solteiros na Costa Rica, o Élder Christofferson comentou que disse à Presidente Chinchilla: “não sei exatamente por que, mas tenho a forte impressão de que o Senhor sorri para a Costa Rica”.

O Élder Christofferson, juntamente com Richard J. Maynes, da Presidência dos setenta, também se reuniu com os líderes e membros locais na Costa Rica, Guatemala e Panamá.

Com o número de templos na região dobrando nos últimos anos, a Igreja tem visto grandes índices de crescimento na América Central. O Templo de Tegucigalpa Honduras será o sexto templo da região quando for dedicado no dia 17 de março.

O Élder Christofferson, que fala espanhol fluentemente, foi capaz de interagir com os membros em toda a região. Ao assistir a conferências de estacas, conferências de jovens, serões e outras reuniões, ele enfocou em incentivar as pessoas a se tornarem verdadeiramente convertidas ao evangelho de Cristo.

“Nosso desejo é que todos virão a conhecer o Senhor e que eles não irão depender de outras pessoas para obter um testemunho”, disse o Élder Christofferson na conferência da estaca de Arraiján, Panamá.

Embora a América Central tenha um alto índice de crescimento, muitos membros têm dificuldade com a inatividade. Os membros que enfrentam pobreza gastam tanta energia apenas em sua subsistência que a plena participação pode frequentemente parecer apenas mais um fardo.

O Élder Christofferson disse aos membros que o evangelho “é a solução raiz para os problemas que enfrentam. Não é outra coisa com o que se preocupar. Não é mais alguma coisa para carregar. Ele é a solução para todo o resto”.

Como parte do enfoque na verdadeira conversão, a Presidência da Área da América Central está incentivando os membros a aplicarem cinco princípios em sua vida:

1. Participar do estudo das escrituras diariamente em família e individualmente.

2. Oferecer oração diária em família e individualmente.

3. Realizar reuniões familiares significativas.

4. Pagar um dízimo honesto e uma oferta de jejum generosa.

5. Participar de um jejum significativo.

O Élder James B. Martino, Presidente da área América Central, disse que esses princípios, embora básicos, ajudam os membros a tornarem-se verdadeiramente convertidos e dispostos a participar ativamente. Ele também salientou que ao servir e resgatar nossos irmãos e irmãs, a ênfase precisa ser em pessoas e não nos programas.

“Nós podemos estender a mão para muitas pessoas aqui que realmente só precisam de alguém para colocar o braço ao redor delas, alguém para dizer: ‘Eu me importo com você’, alguém para dizer: ‘Por que não volta’?” disse ele.

O Élder Christofferson falou muitas vezes da grande fé dos membros na América Central.

“É refrescante para minha fé ver a fé dos membros”, refletiu. “Eles não se sentem abandonados pelo Senhor em momentos de dificuldade mas, em vez disso, sentem-se suportados e sustentados. Isso afeta não apenas a eles, mas qualquer pessoa que os conheça ou tenham uma associação com eles, e isso me inclui”.

Ele lembrou os sentimentos que teve durante uma visita a uma pequena vila à beira do Lago Atitlán, um lago primitivo nas montanhas da Guatemala. Os moradores nativos vivem uma vida simples, mas difícil. Ele observou que, ao olhar seus rostos ele foi capaz de ver o amor de Deus.

“Eu tenho um sentimento de quão preciosos são aos olhos do Senhor, o quanto são importante para Ele. Havia uma certa inocência — uma pureza — mesmo que a maioria deles enfrentasse uma vida muito difícil. (…) Eles eram belos. Eles eram rostos belos, e o amor de Deus ficou evidente para mim”.

Ele testificou que o Senhor se lembra de Seus filhos, não importa onde moram.

“Eu sei que o Senhor está ciente deles. Sei que Ele é real. Sei que Ele vive e que está constantemente preocupado com suas orações, suas necessidades, sua vida e que ouve estas orações e as responde”.