O Élder Cook e o Élder Christofferson Visitam a Área Ásia Norte da Igreja

Contribuição: Por Sarah Jane Weaver, editora assistente do jornal Church News

  • 12 Junho 2014

O Élder D. Todd Christofferson cumprimenta os membros em Daejeon, Coreia, em 31 de maio de 2014.

Destaques de Artigos

  • Os santos dos últimos dias ativos no Japão e Coreia são excepcionalmente comprometidos, disse o Élder Quentin L. Cook depois de visitar os países entre 22 de maio e 1º de junho e de se reunir com os membros, missionários e líderes do sacerdócio.

Os santos dos últimos dias ativos no Japão e Coreia são excepcionalmente comprometidos com o evangelho, disse o Élder Quentin L. Cook depois de visitar os países entre 22 de maio e 1º de junho e de se reunir com os membros, missionários e líderes do sacerdócio.

“Eles são atuantes e são um exemplo de caráter cristão e da disposição de prestar testemunho do Salvador em nações que não têm uma maioria cristã”, disse o Élder Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos.

O Élder Cook e sua esposa, Mary, foram acompanhados na viagem pelos Élder D. Todd Christofferson do Quórum dos Doze e sua esposa, Katherine; Élder Richard J. Maynes da Presidência dos Setenta e sua esposa, Nancy; e pelos membros da Presidência de Área Ásia Norte da Igreja — o Élder Michael T. Ringwood, o Élder Koichi Aoyagi e o Élder Scott D. Whiting.

Como parte de suas designações no Japão e na Coreia, o Élder Cook, o Élder Christofferson e o Élder Maynes realizaram uma análise da Área Ásia Norte da Igreja; realizaram conferências de liderança do sacerdócio, devocionais com os membros e reuniões missionárias; participaram de um seminário dos presidentes de missão; e se reuniram com líderes do governo.

“Os santos na Área Ásia Norte são espiritualmente independentes e muito independentes na área temporal”, relatou o Élder Cook.

O Élder Christofferson disse que o Senhor abençoou os membros na área por causa de sua fidelidade. Eles estavam otimistas “a despeito de quaisquer desafios que enfrentam”, disse ele, observando que eles são “uma minoria distinta” em países onde o cristianismo está em minoria.

O Élder Maynes disse que um dos maiores desafios enfrentados pelos membros da Igreja no Japão e na Coreia está em tentar coordenar o tempo necessário para servir na Igreja com seu horário de trabalho diário. “Muitos membros trabalham até tarde da noite durante a semana. Muitos também trabalham aos sábados. Os jovens têm a escola e acompanhamentos especiais agendados que os mantêm ocupados durante a semana à noite. Muitas de suas atividades escolares são programadas para dias da semana. Tanto os adultos quanto os jovens fazem o melhor tentando cumprir suas muitas responsabilidades”.

O Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos se reúne com os membros da Igreja na Área Ásia Norte.

Os membros em Sapporo, Japão, assistem ao devocional, em 28 de maio de 2014, para ouvir o Élder D. Todd Christofferson.

O Élder D. Todd Christofferson visitou o local do futuro Templo de Sapporo Japão durante sua visita à Ásia, em maio de 2014.

O Élder Quentin L. Cook, o Ministro Gyu-hyeon Kim, da Coreia e o Élder D. Todd Christofferson se reuniram.

O Élder Cook reuniu-se com os membros e líderes em Tóquio, Japão e em Seul, Coreia e falou para os missionários das Missões Japão Tóquio e Japão Tóquio Sul e das Missões Coreia Seul e Coreia Seul Sul. O Élder Christofferson participou de reuniões em Tóquio, Sapporo e Osaka, Japão e Daejeon e Gwangju, Coreia e se reuniu com os missionários das Missões Japão Kobe, Japão Sapporo e Coreia Daejeon.

Os missionários na área são “animados e entusiasmados”, disse o Élder Cook. “Uma das nossas mensagens principais é que os missionários precisam ser edificadores de ala e ramo. Eles precisam concentrar-se mais plenamente com o conselho da ala em encontrar e ensinar os membros menos ativos”.

O Élder Christofferson disse que o número de missionários que servem em Área Ásia Norte da Igreja aumentou em mais de 1.000 no ano passado. Como resultado, os missionários “passam uma parte significativa de seu tempo trabalhando com membros menos ativos e encontrando os que estão na categoria perdidos e desconhecidos. Eles estão envolvidos nos conselhos de ala. Os missionários estão lhes ajudando com as pessoas e famílias específicas”.

Durante o seminário de presidentes de missão o Élder Cook, o Élder Christofferson e o Élder Maynes falaram para 12 presidentes de missão e respectivas esposas de sete missões no Japão, quatro missões na Coreia e uma missão em Guam/Micronésia. O Élder Cook disse que era emocionante se reunir com os presidentes de missão, que “estão com a um desempenho em um nível muito alto”.

O Élder Christofferson viajou para Sapporo e Osaka, no Japão — para se reunir com os membros e missionários e visitar o local do Templo de Sapporo Japão, que está em construção. Os membros estão entusiasmados com o progresso da obra, disse ele.

Além de se reunir com os líderes, os membros e missionários da Igreja, o Élder Cook reuniu-se com Keiji Furuya e Hakubun Shimomura, membros da Câmara dos Deputados e membros do gabinete do primeiro-ministro do Japão. O Élder Cook e o Élder Christofferson também se reuniram com Gyu-hyeon Kim, um santo dos últimos dias, que serve como vice-ministro das Relações Exteriores e de Comércio e é o diretor executivo do Conselho de Segurança Nacional na Coreia. “Agradecemos ele por seu serviço”, disse o Élder Cook.

O Élder Maynes participou de reuniões de liderança do sacerdócio com o Élder Cook em Tóquio, Japão e o com o Élder Christofferson em Daejeon, Coreia. “A participação de Setentas de Área locais, juntamente com a participação de presidentes de estaca e seus conselheiros, bispos, líderes de grupo dos sumos sacerdotes e presidentes de quórum de élderes nessas conferências de liderança do sacerdócio, foi inspirada e poderosa”, disse ele. “Esses grandes homens representam líderes do sacerdócio experientes e eficazes que são dedicados em levar a obra do Senhor adiante nesta bela e especial região do mundo”.

Durante a análise de área em Tóquio, o Élder Cook, o Élder Christofferson e o Élder Maynes abordaram os desafios do trabalho missionário, o custo de propriedades para capelas, o sucesso do novo currículo dos jovens e a força total da nova geração. Todos os líderes expressaram apreço pela Presidência da área Ásia Norte. “Estamos muito impressionados com a maneira maravilhosa com que a Presidência da Área preside a área“, disse o Élder Cook.

O Élder Christofferson disse que o currículo dos jovens é o “contraponto cultural à maneira como as escolas operam” na Ásia, onde não há muita livre participação por parte dos alunos. O novo currículo dos jovens é uma abordagem diferente para o aprendizado do que o que eles são acostumados a ver, disse ele. “Eles estão se acostumando com ele, e isso está aumentando o entusiasmo das pessoas em relação ao aprendizado do evangelho. Ela está começando a transbordar para o lar, que é a meta principal”.

O Élder Christofferson dedicou uma nova capela em Gwangju, Coreia. O novo edifício se tornou possível quando os líderes da Igreja venderam propriedades em bairros mais velhos e compraram um terreno maior em uma área que cresce em força na cidade — algo que está acontecendo no Japão e na Coreia. A capela de Gwangju é um edifício “impressionante” em das vias principais e tem acesso fácil por meio de transporte público, disse ele.

Na dedicação da capela, o Élder Christofferson falou sobre a Igreja na Coreia há 50 ou 60 anos. Naquela época, a Igreja tinha poucos membros, em sua maioria jovens adultos.

“O país era pobre. Havia muita pobreza, muita fome. Agora é um país próspero e uma Igreja próspera, disse ele, comentando a transformação que ocorreu num período de mais de meio século. “O Senhor realmente tem abençoado a Igreja, o povo e o país — em parte pelo bem dos membros devido à sua fidelidade”.