O Élder Holland Diz aos Missionários para “Investir” no Trabalho

  R. Scott Lloyd, redator do Jornal Church News

  • 24 January 2013

O Élder Jeffrey R. Holland segura um cartão de índice contendo uma citação de Joseph Smith, que leu em seu discurso aos missionários no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, em 15 de janeiro. Foto por R. Scott Lloyd.

Destaques do Artigo

  • O Élder Jeffrey R. Holland falou aos missionários no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, no dia 15 de janeiro.
  • Esta geração vai ajudar a Igreja a se preparar para a Segunda Vinda de Cristo, um processo que já começou, disse ele.
  • Para serem bem sucedidos, os missionários devem buscar a conversão pessoal, obedecer às regras, ter o Espírito de Deus e trabalhar arduamente.

“Esperamos que sejam missionários maduros, poderosos, corajosos e espirituais. E vocês precisam ter uma convicção inabalável desta obra em seu coração.” — Élder Jeffrey R. Holland, do Quórum do Doze Apóstolos

Deve ter havido um momento mais emocionante para ser um missionário da Igreja, “mas não sei quando foi isso”, declarou Elder Jeffrey R. Holland aos missionários no Centro de Treinamento Missionário de Provo, em um devocional realizado no dia 15 de janeiro.

“Há um entusiasmo, uma animação, um zelo hoje que é diferente de tudo o que já vi nos últimos anos”, disse o Élder Holland. Ele mencionou o aumento dramático do interesse dos jovens em servir desde que o Presidente Monson anunciou, na Conferência Geral de outubro, a redução da idade de qualificação para o serviço missionário para 18 anos para os homens e 19 anos para as mulheres.

O Élder Holland leu uma citação do Profeta Joseph Smith, que disse ter assumido um novo sentido para ele, embora fosse igualmente verdadeira quando Joseph fez a declaração nos primeiros dias da Igreja, quando havia apenas algumas centenas de membros. O Profeta disse: “A edificação de Sião é uma causa que foi do interesse do povo de Deus em todas as épocas; é um tema sobre o qual profetas, sacerdotes e reis falaram com especial deleite; eles aguardaram com grande e alegre expectativa o dia em que vivemos; e inflamados com esse alegre anseio celeste, cantaram, escreveram e profetizaram a respeito de nossos dias, mas morreram sem vê-lo; somos o povo abençoado que Deus escolheu para trazer à luz a glória dos últimos dias” (History of the Church, vol. 4, pp. 609–610).

“Estou ‘em chamas com expectativa e alegria celestial’”, disse o Élder Holland, “e se soubesse cantar, eu cantaria!”

O Élder Holland disse o que sente a respeito dos apóstolos, profetas, sacerdotes e reis anteriores — os antigos missionários — “que apesar de saberem que não teriam sucesso em seus dias, conseguiram continuar a trabalhar, porque sabiam que teríamos sucesso. Nesse sentido poderiam cantar, profetizar e ser grato, não por sua época, mas por nossos dias”.

Ele acrescentou: “Esta é a geração em que o trabalho não falhará. Esta é a dispensação que receberá o Filho de Deus como o Cordeiro de Deus, e Lhe entregaremos a Igreja do Cordeiro”.

Ele disse que os missionários sempre lhe perguntam quando a Segunda Vinda de Cristo ocorrerá. Ele responde que não sabe. “Mas sou rápido em dizer que processo já começou”, disse, explicando que começou com a aparição do Pai e do Filho ao Profeta Joseph Smith em 1820 e culminará com a vinda de Cristo para reinar pessoalmente na Terra, porém, sobre tal culminação “ninguém sabe” o dia ou a hora (ver D&C 49:7).

Devido à importância dos últimos dias, “vocês têm que ser os melhores missionários que já tivemos, porque nenhuma tarefa jamais foi colocada diante de um missionário como a que estamos colocando diante de vocês”, disse o Élder Holland. “Esperamos que sejam missionários maduros, poderosos, corajosos e espirituais. E vocês precisam ter uma convicção inabalável desta obra em seu coração”.

Ele disse: “os missionários são obrigados a voltar para casa com pelo menos um converso: Você! Não há desculpa no tempo ou na eternidade para que não tenham uma conversão preciosa”.

Missionários no Centro de Treinamento Missionário em Provo, Utah, preparam-se para ouvir a mensagem do Élder Holland, no dia 15 de janeiro. Foto por R. Scott Lloyd.

Falando de sua própria experiência missionária, o Élder Holland disse: “Tudo o que considero neste mundo, tenho por causa desta Igreja, e tudo o que tenho por causa desta Igreja parece ter começado com a bênção da minha missão”.

Ele disse que por causa da grandeza de sua própria experiência de missão, “não posso suportar que vocês não tenham essa mesma experiência”.

“Então você tem que investir-se nisto pelo seu bem, pelo bem da Igreja e pelo bem do céu. Os anjos estão sorrindo para esta dispensação e esperam muito de vocês para que o senhor possa vir triunfante. Uma [grande responsabilidade] foi colocada sobre seus ombros.

“Sabemos disso. Sabemos que vocês são jovens, mas não nos desculpamos por isso. Deus escolheu os jovens para fazer Seu trabalho desde o princípio dos tempos, e Ele os escolheu”.

A ideia por trás do guia missionário atual Pregar Meu Evangelho, é “para convertê-lo e ajudá-lo a converter os pesquisadores [individualmente]”, disse ele.

Ele acrescentou que o título do guia missionário foi tirado da seção 50 de Doutrina e Convênios e que o pronome pessoal “meu” refere-se ao próprio Salvador.

“A questão é que vocês precisam entender que este é o evangelho do Salvador. Quando souberem disso (…) então saberão por que tem que pregá-lo à Sua maneira”. Por esse motivo, os missionários são aconselhados a serem obedientes às regras da missão, ele explicou, acrescentando que ao fazer isso, eles podem ensinar com poder e grande autoridade porque serão investidos com o Espírito.

O Élder Holland deu aos missionários esta fórmula para que possam saber que estão atendendo as expectativas do Senhor: “Procurem a conversão pessoal, obedeçam às regras da missão, esforcem-se para ter o Espírito do Senhor em sua vida e trabalhem arduamente. Estas são coisas que todos os missionários podem fazer.

“Se fizerem essas coisas, prometo-lhes em nome do Senhor e com a autoridade do meu ofício, que serão um sucesso aos Seus  olhos, independente de quantos batismos de conversos forem capazes de ter em seu pedaço específico da vinha”.