O Élder Perry Aconselha os Formandos da Universidade a Manterem a Vida Equilibrada

  Marianne Holman, da redação do Church News

  • 1 Maio 2013

O Élder. L. Tom Perry, do Quórum dos Doze Apóstolos fala para os recém-formados na Universidade Brigham Young nas cerimônias de formatura de abril de 2013, em Provo, Utah, EUA, na quinta-feira, 25 de abril de 2013.  Fotografia: D. Jeffrey. Allred.

Destaques do Artigo

  • O L. Élder. Tom Perry incentivou os recém-formados a encontrarem um equilíbrio entre as necessidades físicas e emocionais, atividades de tempo livre, segurança financeira e força espiritual.

“Certifiquem-se de que ao deixar esta universidade e se estabelecer, onde quer que forem morar, que o evangelho sempre será parte de seu lar. (…) Tornem o evangelho de Jesus Cristo parte ativa de sua vida”.

“As escolhas de vocês vão fazer toda a diferença naquilo que desejam atingir”, o Élder L. Tom Perry do Quórum dos Doze Apóstolos, disse durante a cerimônia formatura, realizada no Marriott Center da Universidade Brigham Young, em 25 de abril.

“Com todas essas novas decisões e desafios diante de vocês (…) Eu os incentivo a buscar e encontrar um ponto de equilíbrio na vida futura”, disse o Élder Perry.

Ao compartilhar uma tradição familiar, o Élder Perry contou como seus pais colocavam quatro objetos — uma mamadeira, um banco, um brinquedo e uma Bíblia — na frente de seu filho no primeiro aniversário do bebê.

“Esses quatro objetos são representantes dos valores diferentes que cada um de nós e que vocês formandos têm em sua vida — as nossas prioridades e como podemos aprender a encontrar equilíbrio em toda a mortalidade”, disse ele.

O Élder Perry enfatizou a importância de encontrar equilíbrio entre as quatro prioridades específicas na vida.

A Mamadeira

A garrafa representava a boa saúde física e força emocional, ele ensinou.

Ao se referir a sua própria saúde ele disse: “Fui abençoado a minha vida inteira por ter boa saúde. Isso me permitiu servir em muitos cargos. Jamais imaginei que eu viveria para ter a idade que tenho agora, mas como sou grato por estar vivo e ser capaz de fazer tudo o que o Senhor ainda quer que eu faça. Se vocês vão continuar a progredir espiritualmente ao longo de sua vida, então vocês devem se assegurar de cuidar de suas necessidades físicas e emocionais.

O Brinquedo

“O brinquedo que meus pais mostraram representava a necessidade de ter tempo, de reconhecer o valor pessoal e aumentá-lo”, disse ele. “Façam coisas no seu tempo livre que aumentem o seu valor pessoal. O que mais me incomoda é ver o tempo ser desperdiçado! Programem o seu tempo com sabedoria e se certifiquem de sempre haver tempo para a família, trabalho, relaxamento e ponderação”.

O Élder Perry enfatizou a necessidade de reservarmos tempo para a família, tempo para o trabalho, tempo para estudar, tempo para o serviço, tempo para o lazer, tempo para nós mesmos e acima de tudo, tempo para Cristo.

O Banco

“O banco representava a importância da segurança financeira”, disse o Élder Perry . “Vivemos em uma época financeiramente perigosa”.

A independência financeira é sempre falada, mas raramente praticada, ele disse, indicando que mais famílias estão vivendo com dinheiro emprestado para atender a suas carências e necessidades diárias.

“Uma das lições mais importantes que vocês vão aprender será sobre a segurança e a paz que vem do viver dentro de suas posses. (…) Se gastarem mais do que recebem, haverá sofrimento e tristeza, a menos e até que vocês aprendam a viver de modo mais providencial”, disse ele. “Entendam que no início não terão todas as coisas em seu lar”.

As Escrituras

“A Bíblia que meus pais mostravam para suas crianças representava a necessidade de uma força espiritual individual”, ele ensinou. “Ensinamos força espiritual para nossos filhos ao oferecer bênçãos paternas, nos ajoelharmos diariamente para oração familiar, frequentarmos regularmente o templo, participarmos regularmente das reuniões da Igreja e estudarmos as escrituras diariamente”.

Um lar centralizado em Cristo será sempre um porto seguro para os filhos e os pais precisam ensinar a fé no Salvador em tudo o que fazem, disse ele. “As escrituras nos ensinam como nos aproximarmos mais de Deus e de Seu Filho, Jesus Cristo”, ele disse. “Elas nos ensinam a viver e como nos arrependermos quando cometemos erros. Nos lembram do valor que cada um de nós tem como filho ou filha de Deus. Somos Seus filhos. Ele nos ama. Ele quer que voltemos a viver com Ele novamente. (…)

“A oração diária e o estudo diário das escrituras devem ser parte do lar de cada santo dos últimos dias. “Certifiquem-se de que ao deixar esta universidade e se estabelecer, onde quer que forem morar, que o evangelho sempre será parte de seu lar. (…) Tornem o evangelho de Jesus Cristo parte ativa de sua vida”.