Moças “Eleitas” Importantes para a Obra de Salvação

  Pela Irmã Neill F. Marriott, segunda conselheira na presidência geral das Moças

  • 25 July 2013

A Irmã Neill F. Marriott, segunda conselheira na presidência geral das Moças, diz que as moças dignas precisam compreender que têm uma parte essencial e fundamental na obra de salvação do Senhor nestes últimos dias.

“Devemos ajudar as moças a se dedicarem a um trabalho altruísta, talvez recebendo pouco reconhecimento ou atenção públicos. Em vez disso, elas precisam sentir o grande amor do Senhor por elas e por seus esforços pela influência do Espírito Santo.” — Irmã Neill F. Marriott, da presidência geral das Moças

Eu me candidatei a líder de torcida no sétimo ano e perdi a eleição Quando minha mãe me levou de carro da escola para casa naquele dia, lembro-me de haver apertado os olhos ao tentar conter as lágrimas. Meu raciocínio de 12 anos de idade foi mais ou menos assim: “Acho que é isso. Sou um fracasso. Não fui escolhida. Nunca vou ser eleita para nada”. Com o tempo, vieram momentos felizes na escola, mas mal eu sabia então, em minha angústia, que cada filha digna de Deus é “eleita” à Sua vista.

Ele nos valoriza Ele nos ama. Cada filha de Deus é amada por Ele que quer ver-nos todos ter sucesso.

Maneiras Serenas do Espírito

Cento e oitenta e três anos atrás, Emma Smith, esposa do Profeta Joseph Smith, ouviu a voz do Senhor por meio da bênção de seu marido, dizendo-lhe que ela era uma mulher eleita, a quem o Senhor havia chamado. Lemos o relato em Doutrina e Convênios 25.

Visto que as moças dignas da Igreja são ‘elegíveis’, elas precisam compreender que têm uma parte importante e fundamental na obra de salvação do Senhor, nestes últimos dias.

Elas precisam estar prontas e dispostas a trabalhar com todo o seu “coração, poder, mente e força” (Doutrina e Convênios 4:2) no estabelecimento de Seu reino na Terra. Sua parte será realizada pela maneira serena do espírito, bem como em maneiras mais preeminentes. As grandes coisas que acontecem, tais como servir de testemunha de Deus, receber as bênçãos do templo, ensinar a verdade, o casamento eterno com um digno portador do sacerdócio e criar uma família justa, podem exigir muitos pequenos momentos de fidelidade — muitas vezes sem alarde.

Devemos ajudar as moças a se dedicarem a um trabalho altruísta, talvez recebendo pouco reconhecimento ou atenção públicos. Em vez disso, elas precisam sentir o grande amor do Senhor por elas e por seus esforços por meio da influência do Espírito Santo À medida que esses sentimentos vêm, aumenta a fé em Jesus Cristo. Aumenta, então, a capacidade de servir.

Poder dos Convênios

Foi dito a Emma Smith sobre o grande trabalho que ela faria para edificar o reino. As moças de hoje não são diferentes. Vai-lhes ser dito, em várias bênçãos, do trabalho que podem fazer para ajudar na construção do reino de Deus na Terra. Elas podem aprender o seu papel na obra de salvação, não apenas por meio de chamados, mas também pela inspiração pessoal do Espírito Santo. Elas receberão influxos para saber o que dizer, como prestar testemunho, quando servir e como agir com fé.

Na verdade, seu papel na obra de salvação já começou. Começou com um poderoso convênio eterno, que fizeram com Deus no batismo, e esse convênio é renovado semanalmente ao tomarem o sacramento. Essas ordenanças do sacerdócio estão funcionando em sua vida ao viverem os mandamentos. As moças precisam compreender que já estão se esforçando nesse trabalho, ao aprenderem a honrar seus convênios. Sua força espiritual talvez seja maior do que imaginam.

Irmã Neill F. Marriott, segunda conselheira na presidência geral das Moças

A esposa do Profeta foi aconselhada a guardar os mandamentos e apegar-se aos convênios que havia feito. Apegar-se aos convênios não é algo sem importância; apegar-se significa segurar firmemente ou agarrar-se. Os convênios feitos com o Pai Celestial advêm por meio do poder do sacerdócio e são promessas eternas. Como tal, eles nos conectam com os poderes do céu e nos permitem receber tudo o que o Pai oferece. O serviço na obra de salvação só se tornará eficaz por meio do poder do convênio.

A Obra de Salvação

Como podem as moças ser dignas da eleição de Deus? Qual é seu lugar na edificação do reino de Deus na Terra ou, em outras palavras, na obra de salvação?

Elas estão aqui para um grande propósito na verdadeira Igreja do Senhor. A própria natureza das mulheres é ser uma influência para o bem, tanto espiritual quanto fisicamente. “A Família: Proclamação ao Mundo” afirma que as mulheres têm dons especiais para nutrir, e é claro que elas são as que criam os próprios filhos espirituais do Pai Celestial. Que grande direito e confiança Ele dá a Suas filhas para trazer filhos ao mundo e ensinar-lhes a verdade!

Emma Smith recebeu uma grande lista de responsabilidades na seção 25. A parte de cada pessoa na edificação do reino pode ser diferente, mas observem o conselho dado a Emma sobre como cumprir sua obra: reconfortar, regozijando-se, exortando e explicando as escrituras por meio da orientação do Espírito. Essas são palavras corajosas, talvez até arrojadas. As moças podem fazer todas essas coisas agora. Quanto mais elas realmente as realizam, mais estão participando na obra de salvação. E leiam também as advertências a Emma Smith: acautela-te contra o orgulho, continua com mansidão, não murmures e guardes os mandamentos continuamente.

Moças Eleitas

Em 1 Néfi 19:23, somos ensinados a “aplicar todas as escrituras a nós”. Ao aplicarmos Doutrina e Convênios 25 a nós, aquelas palavras sagradas dadas a Emma Smith podem também guiar cada moça como uma filha eleita de Deus a se tornar uma professora e nutridora eficaz do evangelho, esposa confortadora, mãe inspirada, missionária por toda a vida e líder corajosa.

Se permanecermos fiéis a nossos convênios, seremos escolhidas, mesmo eleitas, para a obra do reino, e a alegria será nossa.