Dia das Mãos Que Ajudam no Brasil Beneficia Todas as Pessoas

  • 8 Agosto 2011

Destaques do Artigo

  • Em 2011 comemora-se o 12º aniversário do programa Mãos Que Ajudam no Brasil.
  • Em 30 de julho, 120.000 voluntários do programa Mãos Que Ajudam participaram de um dia nacional de serviço no Brasil.
  • No começo do ano, a Primeira Presidência convidou todas as unidades da Igreja, em todas as partes, para comemorar o 75º aniversário do programa de Bem-Estar da Igreja organizando seu próprio dia de serviço.

Em 30 de julho de 2011, coletes amarelos roubaram a cena em centenas de projetos de serviço pelo Brasil em comemoração ao 12º aniversário do projeto Mãos Que Ajudam, um programa de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias que busca prestar serviço à comunidade e ajuda de emergência aos necessitados.

O projeto Mãos Que Ajudam teve seu início no Brasil como uma forma de reunir amigos e vizinhos aos esforços de ajuda humanitária da Igreja. Desde essa época, o projeto é um grande evento anual.

O dia de serviço deste ano foi repleto de canto, risos e aplausos enquanto 120.000 homens, mulheres e crianças varriam ruas, limpavam escolas, reparavam edifícios, embelezavam praças e participavam de outros projetos de serviço no maior e mais populoso país da América Latina. Os membros da Igreja, em parceria com os membros da comunidade, prestaram serviço que irá beneficiar a todas as pessoas.

Em Belo Horizonte, Recife e na Bahia mais de 6.000 voluntários mobilizaram-se para lutar contra a dengue. No Rio de Janeiro, os voluntários limparam escolas públicas e creches. Em Porto Alegre, 1.500 voluntários limparam escolas e alguns participaram de palestras sobre prevenção do uso de drogas.

Em outros lugares os membros fizeram palhaços com material reciclado para serem entregues às crianças em creches, clínicas, abrigos, etc.

Nos dois meses que antecederam o dia de serviço, mais de 500 voluntários trabalharam para arrecadar donativos que foram entregues a 175 famílias necessitadas em São José no dia 30 de julho.

Os membros da Igreja em Blumenau doaram cerca de 150 quilos de alimento à Casa de Apoio às Crianças Portadoras de Mielomeningocele e Neoplasia. Os voluntários também ensinaram princípios básicos de armazenamento de alimentos à instituição.

“As técnicas que aprendemos irão nos ajudar a manter o alimento na despensa, uma vez que boa parte de nossos alimentos estraga-se no ambiente úmido”, disse a assistente social Adriane J. Backes Ruoff.

Alguns projetos Mãos Que Ajudam aconteceram antes do dia de serviço de 30 de julho.

Em fevereiro, mais de 1.000 santos dos últimos dias e amigos da Igreja reuniram-se na região montanhosa de Nova Friburgo, um município do Rio de Janeiro, levando vassouras, pás e carrinhos de mão para limpar as ruas, os hospitais e as escolas da cidade após a onda de inundações devastadoras e deslizamentos de terra em janeiro.

Por meio do programa Mãos Que Ajudam, os santos dos últimos dias reuniram-se em outras ocasiões e em muitas áreas do mundo para limpar e embelezar as comunidades. Milhares de voluntários doaram milhões de horas de serviço.

O projeto Mãos Que Ajudam não apenas socorre os necessitados e melhora as comunidades, o site do projeto Mãos Que Ajudam diz que ele fortalece os membros, proporciona a oportunidade de compartilhar o evangelho indiretamente, ajuda a desenvolver relacionamentos entre os líderes da Igreja e os líderes governamentais e melhora a imagem da Igreja.

No ano passado, mais de 100.000 voluntários santos dos últimos dias e amigos da Igreja reuniram-se ao longo da praia de Copacabana, no sudeste do Brasil, para ajudar a recolher lixo e limpar.

Em 2009, no 10º aniversário do programa, o senador Álvaro Dias, membro do Senado Federal do Brasil, disse o seguinte sobre o dia de serviço: “Um gesto vale mais do que mil palavras. (…) Esse gesto tem muito poder para colocar em prática aqui o que vocês pregam como Igreja”.

No começo do ano, a Primeira Presidência convidou todas as unidades da Igreja, em todas as partes do mundo, para comemorar o 75º aniversário do programa de Bem-Estar da Igreja organizando seu próprio dia de serviço.