“Luz das Nações”: Programa Cultural SUD Destaca a Diversidade

  Enviado por Jason Swensen, redator da equipe do Church News

  • 30 Outubro 2012

Dançarinos participam do ensaio final para o programa da Igreja, “Luz de las Naciones” (Luz das Nações) no centro de conferências SUD.

“Nossa Igreja é realmente internacional. Os membros estão em quase todas as nações e representam muitas culturas e origens. Aqui em Utah, a Igreja reconhece e aprecia a grande diversidade da comunidade.” Élder L. Whitney Clayton da Presidência dos Setenta

Fili Sagapolutele é um homem ocupado — um advogado local com uma pesada carga de trabalho e muitas obrigações profissionais e familiares.

Mas quando perguntaram a esse morador de Lehi se ele poderia ajudar na coreografia de danças Samoanas e Havaianas para o programa cultural da Igreja deste fim de semana, ele aceitou com entusiasmo.

“Foi um grande momento de comprometimento — mas que modo melhor de servir do que compartilhar seus talentos?” disse ele.

O irmão Sagapolutele é apenas um dos 1.500 moradores de Utah que estavam envolvidos na produção de “Luz de las Naciones: Sus Promesas” (em português “Luz das Nações: Suas Promessas”). É um programa festivo e colorido de música e dança que foi realizado nas noites de sexta e sábado dos dias 26 e 27 de outubro no centro de conferências.

O elenco incluía centenas de voluntários de todo o estado que apresentaram músicas, danças e números instrumentais das diversificadas tradições e culturas latinas e polinésias. O programa foi apresentado em espanhol, com um número limitado de fones de ouvido disponíveis para os que quisessem ouvir em inglês e português.

Programas culturais semelhantes foram organizados pela Igreja em 2004 e 2006.

“Nossa Igreja é realmente uma Igreja Internacional”, disse o Élder L. Whitney Clayton, da Presidência dos Setenta. Os membros estão em quase todas as nações e representam muitas culturas e origens. Aqui em Utah, a Igreja reconhece e aprecia a grande diversidade da comunidade.”

“Luz de las Naciones”, acrescentou, reflete a grande família global da Igreja.

“Embora o programa seja produzido localmente por centenas de voluntários, esperamos que seu impacto se estenda muito além dos limites de Utah por meio da subsequente transmissão e distribuição”, disse o Élder Clayton. “Nosso apoio ao evento é outro exemplo de inclusão e alcance internacional da Igreja.”

O programa contou sobre as diversas tradições a respeito do grande deus branco, muito populares entre os habitantes nativos das América do Sul e do Norte e das Ilhas do Pacífico. Foram destacados também o surgimento do Livro de Mórmon e a profecia do retorno de Jesus Cristo.

O elenco disse que esperava que o público compreendesse a mensagem abrangente do programa.

“Esse será um evento maravilhoso para unir as comunidades”, disse Annya Becerra, mexicana que mora em Orem e que fez parte do elenco.

O programa foi gravado para as futuras transmissões internacionais da BYUtv International.

Antes do evento, os visitantes tiveram a oportunidade de ver uma exposição no centro de conferências, com trabalhos de artistas latino-americanos e polinésios, bem como fotografias da primeira unidade de língua espanhola SUD em Utah.