“Minha Missão É Abençoar”, Diz o Presidente Eyring aos Presidentes de Missão e Suas Respectivas Esposas

Contribuição de Sarah Jane Weaver, redatora associada do Church News

  • 6 Julho 2015

Presidente Henry B. Eyring, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência, mostra uma placa que esteve pendurada em sua casa por muitos anos. A placa tem uma citação inspirada do Presidente Gordon B. Hinckley: “Minha missão é abençoar.”  Foto: Matthew Reier.

Destaques de Artigos

  • O Presidente Eyring foi inspirado pelo Presidente Gordon B. Hinckley, que disse aos presidentes de missão e suas respectivas esposas para adotarem o lema: “Minha missão é abençoar”.
  • Se amarmos ao Senhor, podemos encontrar tempo para ser missionários.
  • Os santos dos últimos dias podem oferecer o evangelho para outras pessoas porque eles têm o mesmo amor que os filhos de Mosias sentiram por seus inimigos.

“Nossa grande oportunidade e nosso maior desafio é prestar testemunho de que Jesus é o Cristo, o filho do Deus vivo, e que Ele deu sua vida pelos pecados de cada um de nós.” — Presidente Henry B. Eyring

PROVO, UTAH

Os santos dos últimos dias fizeram o convênio de fazer tudo o que puderem para ajudar outras pessoas a adquirir e exercer a fé no Senhor que as conduzirá a se qualificarem para a gloriosa bênção da vida eterna, disse o Presidente Henry B. Eyring no Seminário para Novos Presidentes de Missão de 2015, no dia 26 de junho.

“A fé no Senhor Jesus Cristo gera o poder para fazer convênios e guardá-los até o fim”, disse o Presidente Eyring, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência. “É a fé no Senhor que traz as pessoas ao verdadeiro arrependimento. É a fé em Jesus Cristo que as conduz ao batismo. É a fé no Salvador que conduz todos nós a sempre nos lembrar Dele e, portanto, ter o Espírito Santo como nosso companheiro. E é a fé que vai nos motivar a orar sempre ao Pai para que não sejamos vencidos.

“Nossa grande oportunidade e nosso maior desafio é prestar testemunho de que Jesus é o Cristo, o filho do Deus vivo, e que Ele deu sua vida pelos pecados de cada um de nós.”

O Presidente Eyring começou seu discurso, intitulado “Minha Missão É Abençoar”, contando sobre uma lembrança de um seminário semelhante que frequentou há muito tempo.

“Ouvia enquanto o Presidente Gordon B. Hinckley falava. Ele não disse o porquê de todo presidente de missão e sua esposa terem escolhido servir. Em vez disso, ele disse-lhes por que o Senhor os havia chamado. Ele instou-os para levar esse lema como sua responsabilidade pessoal: ‘Minha missão é abençoar’.”

O Presidente Eyring disse que as palavras do Presidente Hinckley o tocaram tão profundamente que ele as gravou em uma placa de madeira.

“Ela ficou pendurada na parede de nossa casa enquanto nossos quatro filhos cresceram e partiram para servir — dois no Japão, um no Chile e um na Holanda. Eles a olhavam quando vinham visitar-nos em nossa casa quando cada um serviu como bispo. Eu lia a placa quando saía para ensinar o evangelho de Jesus Cristo aos filhos do Pai Celestial em todo o mundo.”

Um coro de missionários que servem no Centro de Treinamento Missionário de Provo cantou em uma sessão do Seminário para Novos Presidentes de Missão de 2015. Foto: Matthew Reier.

O Seminário para Novos Presidentes de Missão de 2015 trouxe 126 casais de várias regiões do mundo para ser instruídos no Centro de Treinamento Missionário, em Provo, Utah. Foto: Matthew Reier.

As bênçãos de maior valor vêm de Deus, ele explicou.

“Em todos os momentos de nosso serviço ao próximo por Ele, podemos demonstrar por meio de nossas ações que o Salvador é nosso amigo querido, nosso irmão amado e nosso exemplo constante”, disse ele.

O Presidente Eyring disse que, por causa de nosso amor pelo Senhor, todas as pessoas podem encontrar tempo para ser um missionário. “Vai ser à sua própria maneira e à medida que as circunstâncias permitirem, mas vocês vão encontrar maneiras de falar com alguém em um parque ou em uma estação ferroviária — como fiz uma vez em Tóquio.

Vocês podem não falar o idioma, como eu quando estive no Japão. Mas um rapaz alto chamou minha atenção no meio da multidão. Aproximei-me dele. Para minha surpresa, ele falava e compreendia inglês.

Ele era da China e estava estudando no Japão. Conversamos. Ele perguntou por que eu estava no Japão. Isso me deu a oportunidade de prestar meu testemunho do Salvador. Ele pareceu interessado. Eu o apresentei aos missionários que estavam por perto.”

Essa é uma história simples, o Presidente Eyring disse: “mas isso me fez mudar, e isso mudou os missionários. Senti em meu coração que o Senhor havia trazido aquele jovem para que eu pudesse encontrá-lo. Os missionários viram que um apóstolo reservou tempo para oferecer as bênçãos da expiação para um estranho”.

O Presidente Eyring disse que os santos dos últimos dias podem oferecer o evangelho para outras pessoas porque eles têm o mesmo amor que os filhos de Mosias sentiram por seus inimigos.

“E ao fazê-lo, vocês sentirão o amor e apreço do Senhor. Vocês sentirão que Ele foi adiante de vocês, como Ele prometeu que faria.

Ele vai conduzi-los às pessoas preparadas para vocês. E Ele colocará anjos, como os missionários no Japão foram para mim, à vossa esquerda e à vossa direita.

E em seguida, você poderá testificar por experiência própria que o Senhor está trabalhando na obra conosco.”

Os santos dos últimos dias são os servos do Senhor em Sua vinha, disse o Presidente Eyring. “O Pai Celestial responderá ao pedido do Salvador para enviar o Espírito Santo como companheiro em seu serviço missionário. O Espírito Santo irá realizar Sua missão de prestar testemunho do Cristo vivo. (…) Sua capacidade de testificar e ensinar sobre Ele será aumentada.”

O Presidente Eyring encerrou prestando testemunho do Salvador.

“Testifico que sei que Jesus Cristo vive. Testifico que esta é Sua Igreja. (…) Vocês serão abençoados quando abençoarem outras pessoas com seu testemunho do Pai e de Seu Filho amado.”