Nova Junta das Moças Inclui Membros Internacionais

Contribuição de Sarah Jane Weaver, editora assistente do Church News

  • 15 Fevereiro 2014

A nova junta geral das Moças consiste de quatro mulheres de Utah e cinco mulheres que moram no Brasil, Peru, Japão, África do Sul e na Cidade de Nova York.

As mulheres de áreas fora de Utah, agora servindo na junta geral das Moças, serão os “olhos e ouvidos” das líderes na sede da Igreja, disse a Irmã Bonnie L. Oscarson.

A presidente geral das Moças disse que, dado o crescimento internacional da Igreja, era a hora de chamar mulheres que representem todos os membros da Igreja para a junta geral. A Irmã Oscarson anunciou a mudança em 3 de fevereiro, durante uma entrevista com o Church News com a Irmã Linda K. Burton, presidente geral da Sociedade de Socorro, e a Irmã Rosemary M. Wixom, presidente geral da Primária.

No passado, as juntas gerais eram compostas por mulheres que moravam no local, disse ela. “Mas decidimos que gostaríamos de ver certa representação internacional em nossa junta, e o uso da tecnologia torna isso possível”.

A nova junta geral das Moças será formada por quatro mulheres de Utah, que vão auxiliar a presidência de maneiras mais imediatas na sede. Elas vão servir, com a ajuda de teleconferência, com cinco mulheres que moram no Brasil, Peru, Japão, África do Sul e na Cidade de Nova York. “É uma Igreja mundial”, disse a Irmã Oscarson. “Estamos entusiasmadas em ter os olhos e ouvidos das irmãs de outros países, para nos dar ideias sobre quais são as necessidades das Moças”.

O Élder Jeffrey R. Holland e o Élder D. Todd Christofferson do Quórum dos Doze Apóstolos, fizeram o chamado para os membros da junta internacional por meio de teleconferência.

“Estamos tão animados com esse desenvolvimento quanto está a nossa presidência geral das Moças”, disse o Élder Holland, Encarregado do Conselho Executivo do Sacerdócio, que assessora as organizações da Sociedade de Socorro, Moças e Primária. “Quando foram chamadas, essas irmãs foram convidadas a pensar criativa e amplamente sobre as tarefas — e os anos — que estão à frente. Em particular, sentimos a necessidade de uma representação geográfica mais ampla em sua junta, porém não nos dirigimos à presidência com relação a isso. Queríamos que essa fosse sua junta, fazendo seu trabalho em resposta à inspiração que elas mesmas receberiam. E elas certamente a estão recebendo!”

A Irmã Oscarson disse que, quando ela e suas conselheiras foram chamadas em abril passado, foram incentivadas a “pensar com criatividade” a respeito de como desejavam que fosse sua junta. “Nós não fizemos essa ideia surgir por nós mesmas”, disse ela. “Fomos orientadas (...) por nossos líderes do sacerdócio e incentivadas a procurar a inspiração sobre qual seria a coisa certa para esta época”.

O Élder Holland disse que a Primeira Presidência e Quórum dos Doze Apóstolos ficaram entusiasmados e impressionados pela “proposta sólida apresentada pela [presidência geral das Moças], as questões em que já tinham pensado e a seleção das mulheres que serviriam com elas — quatro de Utah, e cinco de um círculo mais amplo da Igreja”.

Ele disse que as presidências gerais da Sociedade de Socorro e da Primária foram incluídas no debate desde o princípio e vão se beneficiar com o que as Moças aprenderem nos meses vindouros.

“É uma época maravilhosa para as mulheres da Igreja — de todas as idades e origens”, disse ele.

A Irmã Burton disse que as presidências gerais das organizações da Sociedade de Socorro e Primária vão observar e aprender com a junta internacional das Moças.

“Incluímos certa experiência internacional em nossas juntas”, disse ela, observando que chamaram mulheres que moraram e serviram na Igreja fora dos Estados Unidos. Mas é diferente estar servindo com mulheres que atualmente mora fora de Utah, disse ela. A presidência geral das Moças “aprenderá ao longo do caminho e vamos estar ouvindo e nos aconselhando bem de perto”.

Bonnie L. Oscarson, presidente geral das Moças

A Irmã Oscarson acrescentou: “Ao desenvolvermos essa ideia e conversamos sobre ela em nossa presidência, certificamo-nos de nos aconselhar com [as presidências gerais da Primária e da Sociedade de Socorro], sabendo que, no futuro, isso poderia influenciar também em suas juntas”.

Ela disse que as Presidências de Área também foram envolvidas no processo — recomendando irmãs para o serviço e no chamado das irmãs.

“Foi uma experiência muito agradável, quando foram feitos os chamados”, disse ela. “O espírito na sala estava muito forte. Foi uma afirmação verdadeira para nós de que isso vai dar certo, de que podemos nos comunicar de espírito para espírito”.

Essas irmãs, acrescentou, foram escolhidas por meio de inspiração, ainda que a presidência não tivesse que encontrá-las pessoalmente.

“Elas têm dons e talentos e pontos fortes e eles vieram à tona, enquanto estávamos conversando umas com as outras”.

As mulheres vão reportar-se à presidência geral das Moças.

“Mas esperamos que elas usem as informações que estão obtendo e também mantenham a Presidência da Área informada. Achamos que elas vão ser um recurso para a Presidência da Área”.

A Irmã Oscarson disse que a tecnologia torna a comunicação — com os telefones celulares, e-mails e teleconferências — possível a um baixo custo.

Ela disse que os membros da junta irão aconselhar-se, receberão designações e ajudarão com o treinamento.

“Vamos pedir-lhes que se reúnam em comitês que estejam desenvolvendo programas. Por exemplo, se decidíssemos que era hora de refazer o manual de acampamento, poderíamos formar um comitê. E pensem no grande valor de se ter irmãs de todas as partes do mundo para dar a opinião delas sobre o que é fazer acampamento em diferentes partes do mundo”.

A Irmã Wixom disse que a junta internacional unificará as mulheres da Igreja. “Podemos viver em países diferentes, podemos ter culturas diferentes, mas nossas necessidades são as mesmas, e nosso propósito é o mesmo.”

Para mais informações sobre cada membro da junta, visite lds.org/go/YWbios

Para assistir ao vídeo da entrevista com as três presidentes gerais, acesse lds.org/go/generalpresidentsvideo