"O Reino de Deus, ou nada" .

  Tuhanny Suzarte, estaca de Oeiras

  • 28 Outubro 2013

Jovens da estaca de Oeiras junto com os seus líderes no templo de Madrid

Nos passados dias 26 a 30 de Agosto, o templo de Madrid recebeu a conferência de jovens da estaca de Oeiras. Foi uma semana repleta de experiencias inesquecíveis, diversão e união.

Os jovens tiveram atividades divertidas tais como oficinas missionárias, atividades desportivas e um baile e também momentos espirituais como o magnifico Serão realizado pelo presidente do templo, cujo objetivo principal foi ajudar os jovens a compreenderam a importância de colocar o reino de Deus em primeiro lugar.

Esta conferência contou com a presença de mais de 60 jovens, sendo para muitos deles a primeira oportunidade de visitarem o templo. Ao longo da semana foi realizado no templo um grande trabalho vicário com muito amor e muito ânimo. Todos partilhámos e participamos das ordenanças no templo, tendo desfrutado do doce espírito que sentimos quando estamos na Casa do Senhor. O presidente do templo, a sua esposa e outros oficiantes instruíram os jovens acerca da importância das ordenanças vicárias que realizaram, compartilhando muitas histórias inspiradoras e poderosos testemunhos.

O ponto alto da conferência aconteceu no último dia, 30 de Agosto, aquando da reunião de testemunhos. Sentiu-se o Espírito muito forte com os testemunhos que foram prestados pelos maravilhosos jovens. Saímos todos com a vontade de voltar a estar juntos novamente na Casa do Senhor e partilhar novamente deste sentimento doce que vem do Espírito do Senhor.

Melanie Henriques de Sousa, ramo de Cascais

“Sou membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias há 5 meses e fui pela primeira vez ao templo. O sentimento foi maravilhoso. Senti muita calma e alegria, e só aquele momento e aquele lugar importavam. Foi realmente gratificante ter a oportunidade de fazer batismos e confirmações por outras pessoas que não tiveram essa oportunidade e que esperaram tanto tempo por aquele momento. Consegui sentir a alegria daqueles que aceitaram os batismos e as confirmações que fiz em lugar deles. Gostaria de deixar o meu testemunho que Jesus Cristo vive, que Ele é o nosso Salvador e o nosso maior exemplo. Joseph Smith foi o Profeta da Restauração, e que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a única e verdadeira Igreja de Jesus Cristo. E que o templo é realmente a casa do Senhor, e o lugar na erra onde podemos estar mais próximos d'Ele.”

Nicole Rocha, ala de Mem-Martins

“Amei ir ao templo. Foi a melhor semana que tive. Senti-me próxima do Pai Celestial e senti sempre o Espírito perto de mim. Senti-me muito próxima dos jovens e houve uma grande união e ajuda entre todos. Quando fui para casa senti-me triste porque senti que o Espírito não iria habitar em casa, mas sempre que há problemas em casa irei sempre pensar no Espírito e no meu testemunho de que o Pai Celestial me ama, que Jesus Cristo é o meu Salvador e que o Espírito irá estar sempre connosco se obedecermos às leis do Senhor. Ele vai nos proteger e amar sempre. A minha fé foi fortalecida e ganhei um testemunho. Quero voltar a ir ao templo com os jovens! Agora sinto um grande vazio porque não estou lá. Ao ver as pessoas a serem confirmadas e a receberem o Espírito Santo aos Domingos, lembro-me do trabalho que fiz no templo, e agora sei que foi grande. Quando vi o anjo Morôni virado para Jerusalém, senti uma grande força dentro de mim e algo que dizia “Eu estou a caminho, vai ficar tudo bem”. Acredito no Salvador e sei que Ele me conhece e sabe o que sinto.”

Ana Margarida Vieira Miranda, ramo de Torres Vedras

“Para mim esta viagem para o templo foi uma experiencia única, fiz novas amizades, foi uma bênção poder participar desta conferência, pois foi a primeira vez que entrei na Casa do Senhor. Esta foi uma viagem marcante. No templo senti que estava em casa, senti-me agradecida por estar aqui, apesar de estar longe da família eu sei que fiz o que o Senhor queria. Ao participar desta conferência meu testemunho foi fortalecido, senti o Espírito como nunca senti. Foi uma boa experiencia e quando houver outra viagem ao templo, vou fazer de tudo para vir e trazer um nome da minha família para poder batizar.”

Ana Santos, ala de Oeiras

“ Eu queria dar o meu testemunho que sei que Deus observa-me lá em cima e que vê os obstáculos que enfrento. Eu passo muitas dificuldades e foi-me muito difícil vir ao templo porque a viagem era muito cara e os meus pais não tinham dinheiro para pagar, mas no meu coração sentia sempre tudo iria se resolver. No dia da entrevista com o bispo, ele apanhou-me de surpresa, dizendo algo muito especial que me facilitaria a minha ida ao templo.

Esta viagem fez-me ver muitas coisas que tenho de mudar. Apercebi-me que tinha de lidar com os jovens de forma mais calma e carinhosa. Desta forma o Espírito iria estar comigo e dizer-me o que tinha de fazer.

Estou muito grata com todas as oportunidades que tenho, que me ajuda a crescer. Entrar no CTM, foi um momento muito especial para mim, fez aumentar a vontade que tenho de fazer missão. Eu sei que fiz a escolha certa, que Deus vive e que conhece cada um de nós.

Todo o trabalho que tenho feito para a minha mudança tem sido um exemplo para todos que estão a minha volta. Quando cheguei a porta da minha casa, sem tocar a porta, a minha mãe abriu a porta e deu-me um abraço e disse que já estava a minha espera. Cada vez mais tenho a certeza de que fiz aquilo que é correto.”