Organizada uma nova estaca em Cabo Verde, na cidade do Mindelo, São Vicente

  Redação da Sala de Imprensa Mórmon

  • 13 Maio 2013

A Presidência da Estaca de Mindelo, Cabo Verde: César Fortes, presidente (Centro), Anastácio Tavares, 1º Conselheiro (esquerda) e Zacarias Fortes, 2º Conselheiro (direita)

 “Um momento histórico!”. Foi com estas palavras que o Elder José Teixeira, presidente da Área Europa, designou a criação da primeira estaca no Mindelo. Cerca de 950 pessoas marcaram presença na organização da estaca no domingo 4 de maio de 2013. Era uma meta há muito traçada e que foi agora alcançada. Como afirmou no seu testemunho, Mauro Reis, secretário da estaca, “Sião está aqui!”.

Os membros tiveram a oportunidade de apoiar a organização da estaca. César Fortes foi chamado como presidente e como conselheiros, Anastácio Tavares e Zacarias Fortes. A estaca conta com nove unidades, seis são alas e três são ramos. Cinco alas cobrirão a cidade do Mindelo, outra em Porto Novo, na ilha de Santo Antão. Esta ilha terá também um ramo, em Ponta do Sol. Outros dois ramos ficarão localizados na ilha do Sal.

O presidente César Fortes desfiou as suas memórias de 22 anos atrás, quando as primeiras reuniões realizadas em São Vicente contavam apenas com seis membros, dois deles missionários.

A conferência foi presidida pelo Elder José Teixeira, Presidente da Área da Europa. Foi acompanhado pelo Elder Joaquim Moreira, Setenta de Área. O tempo foi de instrução e de fortalecimento dos membros nessa nova etapa do crescimento da igreja em Cabo Verde. O conceito de estaca foi amplamente abordado pelos oradores, mas com o Presidente da Missão, Presidente Oliveira, a mostrar que apesar da organização da Estaca existem muitas coisas que não vão mudar. Entre elas estão o ensino, o serviço ao próximo, e o propósito de ajudar o Senhor “a levar a efeito a imortalidade do homem”.

Na perspectiva de ajudar o crescimento da igreja integrando os recém-conversos e menos ativos, o Elder Teixeira deixou uma admoestação aos membros no sentido de “se certificarem de que as pessoas recebem as próximas ordenanças”, incluindo as do templo. Ensinou ainda que os membros a devem andar pela fé não apenas acreditando nos princípios mas colocando-os em prática.
A conferência contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, e de representantes de outras instituições com as quais a Igreja tem trabalhado em projetos sociais, como é o caso da Cruz Vermelha de Cabo Verde.

O sentimento dos membros

Vera Lopes, membro da agora ala Mindelo 3, expressa a alegria de ter uma estaca em Mindelo. “Com certeza isso é uma bênção para todos os membros e não só”, exterioriza, mas não encontra palavras para descrever o sentimento sobre esta realização. “É o resultado de um esforço colectivo dos membros, mas acima de tudo uma demonstração de que o Pai Celestial nos ama e está desejoso de nos abençoar”.

Para Elton Sequeira que vinha servindo com presidente do Ramo 1, classifica como o “realizar de um sonho para os membros fiéis aqui em Mindelo, Santo Antão e Sal”. Num nível mais pessoal, Vacilisio Gomes afirma que é o que ele sonhou desde que se converteu para a igreja e que estar presente nesta ocasião “foi uma experiencia maravilhosa onde pode sentir o espírito durante os dois dias da conferência”. “Foi uma experiência espiritual gratificante ter participado nesta reunião histórica, especialmente a conferência do Domingo, em que ao apoiar a Presidência da Estaca apresentada, pude sentir o espírito desse chamado sagrado!“. Para Elton esta é uma prova do amor do Pai Celestial e do de Seu Filho Jesus Cristo “para com seus filhos nessas ilhas do mar!”

A conferência na qual a estaca do Mindelo foi organizada contou com uma celebração cultural no sábado à tarde. Em Maio de 2012, havia sido organizada a primeira estaca de Cabo Verde, na cidade da Praia, na ilha de Santiago.