Presidente Eyring: “Você Nunca Está Sozinho no Trabalho do Senhor”

  Sarah Jane Weaver, editora assistente do jornal Church News

  • 9 July 2013

O Presidente Henry B. Eyring, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência, fala no Seminário para Novos Presidentes de Missão em 24 de junho.

Destaques do Artigo

  • O Presidente Henry B. Eyring deixou uma mensagem para ajudar a eliminar a dúvida durante o Seminário para Novos Presidentes de Missão.
  • A maior evidência de aprovação é que o Senhor confia em Seus filhos, enviando o Espírito para testificar, guiá-los e ajudá-los, disse ele.
  • As características de um servo do Senhor totalmente qualificado, descrevem a capacidade de trabalhar com outras pessoas e influenciá-las.

“Você nunca está sozinho no trabalho do Senhor.” — Presidente Henry B. Eyring, da Primeira Presidência

PROVO, UTAH

O Presidente Henry B. Eyring, Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência, deixou uma mensagem que se destina a ajudar as pessoas a eliminar a dúvida no Seminário para Novos Presidentes de Missão em 24 de junho.

“Você nunca está sozinho no trabalho do Senhor”, disse ele. “Nós, que somos chamados por Deus, sabemos que isso é verdade, mas às vezes sentimos e agimos como se esse fato não fosse uma realidade prática e diária em nosso serviço no reino de Deus.

“Se pudéssemos sentir a realidade do que significa ser chamado à vinha para servir com o Senhor, Ele poderia substituir nossa dúvida por coragem para seguir em frente”, comentou ele.

O Presidente Eyring disse que somente o Pai, Seu Filho Amado, e o Espírito Santo podem prover a certeza de que todos os santos dos últimos dias precisam para seguir adiante com destemor em seu serviço. “Não é o que fizemos que importa”, disse ele. “É como nosso coração foi mudado por meio da nossa obediência fiel. E somente Deus sabe disso.”

O Presidente Eyring disse que todos sentem alguma alegria e certeza ao ouvirem que fizeram um bom trabalho. Mas, ele acrescentou: Somente Deus conhece o coração da pessoa.

“Há somente uma audiência que na qual posso confiar perfeitamente”, disse ele. “Somente Deus é uma fonte do elogio ‘Bem está, servo bom e fiel’ (Mateus 25:21). E o prêmio de que precisamos é saber que servindo o Senhor fielmente, nós nos tornamos mais semelhantes a Ele.”

O Presidente Eyring disse que a maior evidência de aprovação é que o Senhor confia em Seus filhos, enviando o Espírito para testificar, guiá-los e ajudá-los na colheita. “Acho que isso só vem depois de oração, estudo das escrituras e das palavras dos profetas vivos, estrita obediência, amor ao próximo, humilde atenção ao que o Espírito diz e longo e doloroso serviço.”

O Presidente Eyring disse que desejava que o processo não exigisse tanto esforço e que a aprovação viesse mais rapidamente. “Gostaria que a colheita fosse fácil e que o Espírito Santo fosse dado só pelo fato de pedirmos. (…) O Espírito Santo vem à medida que procuramos dar o nosso melhor. E é o Espírito Santo que tanto nos purifica e transmite a aprovação do Senhor.”

As características de um servo do Senhor totalmente qualificado, descrevem a capacidade de trabalhar com outras pessoas e influenciá-las, disse ele. “Elas incluem pelo menos estas cinco: temperança, paciência, bondade fraternal, caridade e humildade. É por isso que nunca estamos sozinhos no serviço do Senhor. Sempre trabalhamos com nosso Mestre e servimos ao próximo.”

Os novos presidentes de missão tomam notas durante uma sessão de treinamento em 24 de junho.

O Presidente Eyring fez uma sugestão para professores bem-sucedidos: “Que trabalhem com fé para sentir o verdadeiro amor de Deus pelo aluno”, disse ele.

“Cada palavra nessa ideia é importante. É preciso ter fé no Salvador de que Ele ama todos os alunos o suficiente para ter pagado o preço de seus pecados. Com algumas das pessoas que seus missionários vão ensinar, eles vão precisar ter muita fé. Isso vai exigir oração e estudo das escrituras para conseguir essa fé e sentir esse amor. É preciso mais do que um sentimento de compaixão. Pode exigir pedir à pessoa que assuma compromissos para fazer coisas difíceis.”

Ensinar, acrescentou ele, é apenas uma das maneiras de os Santos dos Últimos Dias trabalharem com as pessoas no serviço missionário. “Mas todo esse trabalho, para ser eficiente, deve ser o resultado de nosso amor a Deus. (…) Nossa tarefa é fazer o melhor que pudermos para deixar o Senhor estabelecer esse padrão elevado na vida diária de nossos missionários, na nossa própria vida e no coração dos membros que o Senhor convida a servir conosco na vinha.”