Notícias da Igreja

Voluntários da Igreja no Japão Usam a Internet para Localizar Pessoas Desaparecidas

  • 13 Abril 2011

No Japão, voluntários usaram a Internet e redes de mídia social para reunir familiares e entes queridos após o terremoto da magnitude de 9.0 que ocorreu em março.

Nos últimos anos, os líderes da Igreja têm incentivado os membros a usar a Internet para compartilhar o evangelho, encontrar pessoas prontas para saber mais sobre a igreja e levá-las aos missionários. Depois do grande terremoto no Japão em março, um pequeno grupo de Santos dos Últimos Dias no Japão, no entanto, começou a usar a Internet para encontrar missionários e membros e levá-los às capelas locais.

Na sexta, 11 de março de 2011, um terremoto da magnitude de 9.0 atingiu a costa norte do Japão, derrubando edifícios e causando um tsunami. Com a maioria das operadoras telefônicas inoperantes, líderes locais da Igreja e membros voluntários trabalharam dia e noite para fazer contato com os missionários e membros nas áreas devastadas utilizando todos os meios possíveis, inclusive a internet.

Dois desses voluntários foram Momoko Yamashita, 32, da estaca Japão Yokohama, e Mieko Takahashi, 38, da estaca Japão Tóquio. Quase imediatamente após o desastre, essas irmãs usaram a Internet, redes de mídia social e suas habilidades comunicativas para unirem-se aos esforços de outros na busca pelos desaparecidos.

Por exemplo, elas estavam tentando fazer contato com duas missionárias. Elas conseguiram uma lista dos telefones que os missionários discaram dos celulares da operadora telefônica e ligaram para esses números. Um membro atendeu e informou-lhes de que as missionárias haviam acabado de chegar a um centro de evacuação. A partir disso, elas foram capazes de determinar onde estavam. 

Tal ato engenhoso, portanto, não foi o único feito por elas, reconheceu a irmã Yamashita. “Tentamos cada pequena ideia ou inspirações que nos veio”, ela disse. “Só o fato de poder fazer alguma coisa já nos acalmou e a orientação do Espírito realmente nos trouxe paz”.

Outra maneira usada pelas irmãs para ajudar foi o uso de sites de redes sociais. As pessoas nos centros de evacuação escreveram seus nomes em quadros de avisos. Fotos desses quadros foram carregadas na Internet e voluntários digitaram os nomes em planilhas e as colocaram disponíveis na Internet. A irmã Takahashi e outros acessaram essas listas e usaram sites de redes sociais, incluindo o Twitter e o Mixi, uma rede social japonesa similar ao Facebook, para procurar os nomes das pessoas que foram declaradas desaparecidas.  

Com a ajuda dessas irmãs, todos os missionários foram localizados em 24 horas. Em três dias, os líderes locais e voluntários conseguiram avaliar a situação de 95% dos membros da Igreja no Japão. Desde então, os missionários foram levados das áreas de maior devastação para missões próximas ao Japão.

O trabalho no Japão continua, disse a irmã Yamashita. Ela e outros continuam ajudando a localizar membros da Igreja, deslocar missionários e ajudar com os esforços de auxílio a vítimas de desastres.

“Foi inspirador assistir aos membros da Igreja no Japão colocarem a tecnologia moderna em bom uso ao localizar os membros e missionários de modo tão rápido”, disse Nate Leishman, gerente administrativo SUD de resposta a desastre humanitário. “O uso da mídia social para encontrar membros e outros no Japão é um grande exemplo de como o poder da Internet pode ser usado para ajudar a Igreja nos esforços de auxílio a vítimas de desastres. Sou grato aos membros do Japão que tomaram a iniciativa e deram de seu tempo para ajudar líderes da igreja nesses esforços”.