Notícias da Igreja

Élder Andersen Comemora o 30º Aniversário da Igreja no Haiti

  Enviado por Jason Swensen, redator da equipe do Church News

  • 28 Fevereiro 2013

O Élder Neal L. Andersen, sua esposa, Kathy e os líderes e missionários do Haiti junto a uma placa comemorativa marcando o início da Igreja no Haiti.  Fotografia de cortesia da Área do Caribe.

Há três décadas, o Presidente Thomas S. Monson, que era membro do Quórum dos Doze Apóstolos, visitou o Haiti e dedicou a terra para a pregação do evangelho restaurado. Desde aquela época, os membros haitianos e seus vizinhos suportaram estarrecedoras dificuldades econômicas e, há três anos, um terremoto devastador.

Mas quando o Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, visitou recentemente o Haiti, foi recebido por santos dos últimos dias tementes a Deus e esperançosos que estão dedicando sua vida ao serviço do evangelho. Com o Élder Andersen falando em todas as reuniões em francês, os membros pela primeira vez ouviram o evangelho de um membro do Quórum dos Doze Apóstolos sem tradução. O Apóstolo esteve no Haiti como parte de uma visita da Igreja à Área do Caribe.

“A visita do Élder Andersen no Haiti jamais será esquecida pelos membros da Igreja”, disse o Élder Wilford W. Andersen, Presidente da Área do Caribe. “Ele apertou a mão deles, expressou seu amor e deu-lhes conselhos inspirados em um idioma que eles compreendem.”

A visita do Élder Andersen ao Haiti comemorou o aniversário de 30 anos da Igreja no país. No dia 12 de fevereiro, o Élder e a Irmã Andersen e um grande grupo de membros haitianos foram de carro à Montanha de Boutilliers, num ponto mais acima da capital Porto Príncipe onde o Élder Monson fez sua oração dedicatória.

Ali, o Élder Andersen presidiu a inauguração de uma placa que servirá como uma lembrança permanente dos primórdios da Igreja no Haiti. Os membros que se reuniram para a cerimônia de inauguração ficaram muito emocionados ao ver a mensagem do Presidente Monson que foi gravada antes do evento na televisão.

Em sua mensagem, o Presidente Monson disse que seus deveres o impediram de estar no Haiti pessoalmente, “mas meu coração sem dúvida está com vocês ao refletirmos juntos no progresso extraordinário do reino de Deus em seu país, bem como nas bênçãos que todos nós desfrutamos como filhos do nosso Pai Celestial”.

O Presidente da Igreja observou o crescimento que ocorreu no Haiti desde sua visita em 1983, quando a Igreja estava em sua infância.

“Agora, com cerca de 20.000 membros em quatro estacas e três distritos, a Igreja está se tornando uma grande bênção para o país do Haiti e seu povo”, disse ele. “Milhares de famílias fiéis ajoelham-se juntas diariamente em oração familiar para agradecer a Deus por Suas bênçãos e para buscar proteção. Sei que essas orações são ouvidas e respondidas”.

O Presidente Monson concluiu sua mensagem, dizendo que “dias gloriosos” aguardam os membros que guardam seus convênios sagrados.

 

“A mensagem do Presidente Monson foi cheia de fé e esperança. Ele tocou o coração de nossos santos haitianos. Eles sabem que o Profeta se lembra deles e os ama”, disse o Élder Wilford W. Andersen.

No evento comemorativo, o Élder Andersen falou da “profunda gratidão” da Igreja pelas diversas pessoas que desempenharam papéis importantes no estabelecimento dos fundamentos do evangelho no solo haitiano. O trabalho do evangelho é basicamente um trabalho espiritual, acrescentou. “As coisas importantes da vida não são as escolhas entre a riqueza e a pobreza ou entre a fama e o anonimato — as escolhas importantes na vida são entre o bem e o mal”, disse ele.

O serviço missionário, acrescentou, foi um milagre no Haiti. “Nada vai mudar mais este país do que o evangelho de Jesus Cristo. Vamos falar de Cristo. Vamos falar de Seu exemplo, Seu poder expiatório e Sua Ressurreição.”

“Vocês (…) são uma luz para o país.”