Notícias da Igreja

O Élder Cook dá Conselhos aos Santos Peruanos sobre a Família e o Trabalho Missionário

Contribuição de Sarah Jane Weaver, editora assistente do Church News

  • 11 Setembro 2013

O Élder Quentin L. Cook do Quórum dos Doze Apóstolos e o Élder Tad R. Callister da Presidência dos Setenta e sua respectiva esposa, a irmã Mary Cook e irmã Kathryn Callister, cumprimentam os membros e líderes no Peru.  Foto James Dalrymple.

No Peru, um país com uma rica história, o Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos e o Élder Tad R. Callister, da Presidência dos Setenta realizaram várias reuniões com membros e líderes do sacerdócio e visitaram 7 das 12 missões no país durante suas viagens entre os dias 19–26 de agosto.

O Peru, localizado no oeste da América do Sul, foi o lar de muitas culturas antigas, inclusive a civilização Norte Chico (uma das mais antigas do mundo) e do Império Inca. Os espanhóis chegaram à região no século XVI. “Algo singular sobre o Peru é que eles têm uma história que compreendem”, disse o Élder Cook, observando que os membros da Igreja honram sua rica história.

Essa história também torna os santos dos últimos dias locais mais conscientes do Livro de Mórmon. Os membros da Igreja no Peru “estão familiarizados com os princípios do Livro de Mórmon porque esses ensinamentos também podem ser encontrados, em muitos aspectos, em sua própria história”, explicou.

A visita do Élder Cook ao Peru ocorreu logo após o Élder D. Todd Christofferson, do Quórum dos Doze Apóstolos organizar a 100ª estaca no Peru, que ocorreu no dia 30 de junho.

O Peru tem mais de meio milhão de membros, 12 missões, um templo na capital e planeja construir mais dois— um em Trujillo e um em Arequipa. Apenas outros três países — Estados Unidos, México e Brasil — atingiram o marco de 100 estacas.

O Élder Callister disse que um dos pontos altos da visita ao Peru foi participar de uma avaliação da área com a Presidência de Área e os Setentas de Área do país. “Cada um deles fez um relatório sobre o que está fazendo em suas áreas”, disse ele. “Eles são homens eloquentes e dedicados. Foi gratificante ver quão experientes são os líderes pelo tempo que o evangelho está no Peru”.

Durante as reuniões, o Élder Cook disse aos santos dos últimos dias peruanos que há “a necessidade de coerência, amor e união na família” e que a família precisa fazer sacrifícios para ajudar a nova geração.

Além disso, disse que os membros locais não precisam apenas preparar missionários para entrar no campo missionário, mas precisam também ajudar os missionários que servem em suas áreas a encontrar oportunidades para ensinar.

“Achei a reação extraordinária”, disse ele.

Ele ensinou que a cooperação entre missionários e membros da Igreja é a maneira pela qual o senhor está acelerando o trabalho, ressaltando que até o final do ano haverá provavelmente 85.000 missionários no campo.

“Nunca houve, nesta dispensação, ou em qualquer outra dispensação, algo semelhante”, disse o Élder Cook.

O Élder Cook ressaltou que, apesar do recente sucesso econômico do Peru, ainda há um grande número de santos dos últimos dias que são muito pobres. “Eles reconhecem que o que realmente importa é ter o evangelho e as bênçãos do templo e saber que podem se reencontrar com sua família, com Deus, o Pai e Jesus Cristo”, disse ele. “Eles têm isso. Eles sabem disso.”

As Autoridades Gerais também visitaram a Venezuela como parte dessa mesma viagem, acompanhadas de sua respectiva esposa, irmã Mary Cook e irmã Kathryn Callister. Também os acompanharam em parte dessa viagem os membros da Presidência da Área América do Sul Noroeste da Igreja: o Élder Juan A. Uceda e esposa, irmã Maria Uceda; Élder W. Christopher Waddell e esposa, irmã Carol Waddell; e o Élder C. Scott Grow e esposa, irmã Rhonda Grow.

Em cada país, o Élder Cook e o Élder Callister disseram que conheceram membros e líderes locais que são “excelentes e espiritualmente fortes” e “focados em seus convênios do templo”.