Notícias da Igreja

O Élder Costa Oferece Consolo e Ajuda no Japão

Contribuição de Conan Grames, DIRETOR DE ASSUNTOS PÚBLICOS, ÁREA ÁSIA NORTE

  • 25 Maio 2011

O Élder Claudio R. M. Costa da Presidência dos Setenta (o segundo a partir da esquerda) e o Élder Gary E. Stevenson dos Setenta (o segundo a partir da direita), presidente da Área Ásia Norte, entrega materiais escolares durante visita ao Japão na qual o Élder Costa também entregou outros donativos da Igreja.

O Élder Claudio R. M. Costa da Presidência dos Setenta viajou recentemente pelo Japão levando consolo, orientação e ajuda àqueles que ainda estão se recuperando do terremoto e do tsunami devastadores que atingiram o país em 11 de março.

O Élder Costa e sua esposa, Margareth Fernandes Morgado, falaram em um serão em Sendai, que fica no epicentro original do terremoto de magnitude 9.0, onde aconteceram os piores estragos.

“Em 1832, o Senhor (…) sabia o que iria acontecer aqui”, disse ele ao citar a sessão 88 de Doutrina e Convênios. “Ele nos envia Sua mensagem para trazer paz ao nosso coração (…) e conhecermos melhor o Deus que adoramos”.

O Élder e a irmã Costa viajaram com o presidente da Área Ásia Norte Gary E. Stevenson e sua esposa, Lesa, para a pequena cidade de Onagawa no litoral Norte do Japão durante a visita. A cidadezinha foi quase totalmente destruída pelo tsunami e dez por cento da cidade — aproximadamente 1.000 pessoas — estão mortas ou desaparecidas como resultado do desastre.

Eles deram ao prefeito de Onagawa cinco vans para serem usadas como transporte pelas pessoas da cidade para ir às compras, aos banheiros públicos e para ir ao médico.

Em outro lugar, o Élder Costa visitou um grande centro de refugiados onde estão morando aproximadamente 800 pessoas no chão de um ginásio desde que ocorreu o desastre. A cada família foi demarcado um espaço de alguns metros quadrados no chão. As famílias receberam cobertores e roupas como parte do auxílio prestado.

A irmã Costa e a irmã Stevenson visitaram uma escola de ensino fundamental, onde presentearam o diretor com mochilas escolares para as crianças. As mochilas foram feitas à mão por irmãs da Igreja que moram no Japão.

Nos últimos meses, a Igreja fez doações à Cruz Vermelha Japonesa e a outras três prefeituras afetadas pela crise. A Igreja também comprou alimentos, equipamentos e entregou uma enorme quantidade de itens doados — mais de 180.000 quilos. Aproximadamente 10.000 voluntários da Igreja doaram cerca de 100.000 horas de serviço. A ajuda humanitária que foi prestada durante a crise no Japão será uma das maiores da história da Igreja. O Élder Costa disse que faria um relato ao bispo presidente informando que a ajuda está sendo bem recebida e que o dinheiro está sendo bem empregado.

“O mundo inteiro está orando por vocês”, ele disse aos membros no Japão. “Eu vejo um futuro brilhante aqui. Quando chegamos aqui (…) eu vi muita vida e vi as pessoas com um desejo muito grande de ir em frente e fazer o melhor que puderem. Sou grato pelo desejo que vocês têm de servir ao Senhor e tenho certeza absoluta de que o Senhor vai continuar abençoando vocês”.