Notícias da Igreja

Novas Líderes das Moças Expressam Gratidão e Esperança

  Irmã Bonnie L. Oscarson, irmã Carol F. McConkie e irmã Neill F. Marriott, presidência geral das Moças

  • 3 June 2013

As irmãs Carol F. McConkie, Bonnie Lee Green Oscarson e Neill F. Marriott posam para uma foto em Salt Lake City, na segunda-feira, 8 de abril de 2013.  Fotografia: Ravell Call, Deseret News.

Os Novos Inícios é um evento importante realizado todos os anos para as moças em todas as alas da Igreja. Nós, como a nova presidência geral das Moças, estamos gostando muito dos nossos próprios “novos inícios” que começaram desde que fomos apoiadas na conferência geral de abril.

Somos gratas pelas maravilhosas manifestações de amor e apoio que recebemos dos membros em todo o mundo. É uma grande honra e privilégio para nós ser chamadas para servir as moças da Igreja nesta época emocionante. Com o anúncio recente da diminuição na idade com que os jovens missionários podem servir, a introdução no mundo inteiro do novo currículo dos jovens Vem, e Segue-Me e a ênfase nos jovens para que se envolvam com a pesquisa de história da família, sentimo-nos abençoadas por fazer parte desse período de aceleração da obra do Senhor (ver D&C 88:73).

Há muitas coisas que temos de fazer, bem como todos os envolvidos, a fim de ajudar os jovens a se converterem mais ao evangelho de Jesus Cristo. É uma bênção e um desafio pelos quais somos muito gratas. Nós, como presidência, gostaríamos de expressar nossos sentimentos e esperanças ao embarcarmos nesse “novo começo”.

Irmã Bonnie L. Oscarson

Durante o mês passado, tive a oportunidade de conversar com moças tanto em salas de aula da Igreja como em vários outros ambientes. Vi e senti por mim mesma como as moças da Igreja são valentes e o quanto elas desejam seguir as palavras dos profetas vivos e ser verdadeiras discípulas de Jesus Cristo. Nossos jovens estão indo ao templo, fazendo história da família e assumindo papéis de liderança e ensino em seus quóruns e classes.

Mesmo que eles enfrentem desafios, tentações e dificuldades que nenhuma juventude da história do mundo tenha enfrentado, eles estão se mantendo firmes em seu compromisso de ser diferentes do mundo.

Aqueles que têm a oportunidade de ensinar, amar e orientar esses jovens precisam buscar orientação e inspiração do amoroso Pai Celestial como nunca antes a fim de ajudá-los a seguir o caminho que conduz ao templo e, por fim, de volta à presença Dele. Sou grata pelo privilégio de trabalhar em conjunto com líderes inspirados do sacerdócio e das Moças em todo o mundo nesta grande obra e oro para que todos nós possamos buscar e receber orientação divina ao cumprirmos nossos chamados. Com a ajuda do Senhor, acontecerão milagres e a vida das pessoas será abençoada.

Irmã Carol F. McConkie

Que privilégio sagrado é ajudar nossas preciosas moças no caminho do convênio que leva ao Senhor e Sua Santa Casa! Para mim, todos os dias na organização das Moças é “um novo início”. Quando cada moça compreende que ela é filha espiritual de pais celestiais com uma natureza divina e destino eterno, ela ganha um novo senso de identidade.

Vemos sua autoconfiança aumentar quando ela acredita que Deus a conhece e ama individualmente, compreende o coração dela, e ouve e responde suas orações. Regozijamo-nos quando ela acredita que Ele providenciou um Salvador para ela, por meio do qual ela recebe a certeza da imortalidade e a promessa de vida eterna.

Testemunhamos sua paz e certeza quando ela reconhece e segue os sussurros do Espírito Santo que lhe ensina a verdade, consola, guia e protege enquanto trilha o caminho estreito e apertado. Sinto-me extremamente grata por pais, líderes e líderes do sacerdócio fiéis que ensinam e testificam sobre doutrinas preciosas do evangelho e que são exemplos da alegria de se viver o evangelho de Jesus Cristo. Juntos podemos fortalecer as moças para que elas possam permanecer em lugares santos e fazer brilhar a luz de Cristo no mundo.

Irmã Neill F. Marriott

Meu “novo começo” na presidência geral das Moças me lembra minha primeira experiência de acampamento das Moças. Eu estava sentada em uma canoa lotada de meninas-moças muito animadas. Remávamos nossa canoa sobrecarregada na direção de outra com somente três lauréis. Em um esforço para aliviar nossa canoa, decidi pular para a canoa das lauréis e pisei com entusiasmo na borda da nossa. Oito meninas-moças e uma consultora espantada caíram no lago. Rindo, sacudindo-se e agarrando-se à canoa, mostramos apoio e amor umas às outras. Assim é com meu novo chamado, pois eu entrei num “lago” de oportunidades e alegria, cheio de moças que são filhas amadas do Pai Celestial. A grande, até mesmo santa, responsabilidade das líderes das Moças em todo o mundo é ensinar fé em Jesus Cristo e ajudar as moças a ser dignas de fazer convênios sagrados e receber as ordenanças do templo. Que possamos levar a verdade e o amor da Expiação do Salvador onde quer que estejamos, sempre que testificarmos, e em tudo o que fizermos, para que as moças sintam o influxo do Espírito Santo em sua vida e vivam o evangelho com constância e alegria.

Para nós e para as moças, imergir nas doutrinas do evangelho pode ser ainda mais emocionante do que cair de uma canoa dentro de um lago!