Notícias da Igreja

O Presidente Monson na Alemanha

  Reinhard Staubach, editor do boletim regional

  • 16 November 2012

Alemanha. Poucos dias após a Conferência Geral, no início de outubro de 2012, o Presidente Thomas S. Monson visitou a Alemanha e dirigiu-se a mais de 10.000 Santos dos Últimos Dias em quatro reuniões especiais. Outros milhares assistiram à transmissão via satélite deste evento nas suas casas e no Centennial Hall, em Frankfurt, tendo sido difundida esta reunião para todas as capelas da Alemanha, Áustria e Suíça. O foco da sua mensagem foi o convite de seguir a Jesus Cristo.

O Elder José Teixeira, Presidente da Área da Europa, acompanhou o Presidente Monson nas reuniões realizadas em Hamburgo, Berlim, Munique e Frankfurt, onde também se dirigiu aos santos. Ele testemunhou aos presentes que estavam a ouvir as palavras do profeta vivo e pediu-lhes que o escutassem.

Nas reuniões, o Presidente Monson falou repetidas vezes acerca de Jesus Cristo, e, falando no Sports Arena de Hamburgo a 13 de outubro de 2012, disse, entre outras coisas: “A minha oração hoje é a de que possamos ter ouvidos atentos, para O escutarmos a bater à porta, e possamos valorizar o convite do Senhor e ter a sabedoria de abrir a porta de entrada para os nossos corações, assim como o portal das nossas mentes, para que Jesus Cristo possa entrar em nós.” O irmão Daniel Schröder, que participou dessa reunião, relembra: “O Presidente Monson incentivou-nos a buscar sabedoria nos melhores livros. Ele recordou-nos que as nossas escolhas e decisões determinam o nosso destino. Ele desafiou-nos a seguir a Cristo e disse: 'Escolham trabalhar… não basta apenas ter o desejo e o compromisso - temos também de o fazer.’” O irmão Andreas Heilmann salientou as seguintes palavras do Profeta: “Deus abençoa-nos com a luz, mas ele não nos obriga a obter a glória. Preparemo-nos continuamente de modo a termos sempre o Espírito connosco. Uma das experiências mais belas da vida é ser um instrumento nas mãos do Senhor para abençoar outras pessoas.” Dirigindo-se aos presentes, depois do seu discurso, o Presidente Monson disse em alemão: “Ich liebe Dich” (“Eu amo-vos”, em Português).

No domingo seguinte, o Presidente Monson falou no Centro Internacional de Congressos em Messedamm em Berlim, onde o trânsito caótico impediu um início atempado da reunião. A irmã Eva-Maria Bartsch relatou: “Quando finalmente o Presidente Thomas S. Monson entrou acompanhado de outros líderes da Igreja, todos os presentes se colocaram de pé e seguiu-se um silêncio expectante… Ele cumprimentou a congregação calorosa e carinhosamente. Ele recordou a sua primeira experiência de “Checkpoint Charlie”, em 1968, quando visitou as alas de Görlitz e Dresden. Com o decorrer dos anos ele pôde ver o cumprimento de todas as promessas e bênçãos dadas.”

Foi também em 1968 que o Presidente Monson prometeu aos membros da antiga República Democrática Alemã: “Se permanecerem fiéis aos mandamentos de Deus, todas as bênçãos desfrutadas pelos membros da Igreja de outros países serão também vossas.” Esta promessa foi cumprida. Os missionários da Igreja foram autorizados a entrar no país, os missionários da República Democrática Alemã receberam permissão para deixar o país para servir no exterior e um templo foi construído em Freiberg.

Em virtude da reunião realizada a 20 de outubro de 2012, no Residenz Munique, a irmã Regina Schaunig comentou: “Foi simplesmente uma experiência tremenda poder ver e ouvir o Profeta! Ele mostrou à Alemanha e aos países de língua alemã o quanto ele ama o povo que aqui vive, e à medida que é influenciado pelo Espírito, ele vem espontaneamente para nos servir… Ele deu-nos o exemplo de como Jesus agiria. Pudemos realmente vislumbrar o amor de Cristo diante de nós.”

Logo no início do seu discurso no Centennial Hall, em Frankfurt, o Presidente Monson disse: “Eu não consigo expressar-lhes como me sinto! Já há várias semanas que ansiava poder estar convosco aqui hoje! Viajei por todo o vosso país e também fui à Suíça e à Áustria. Quero dizer que vos amo a todos.” O Presidente Monson enriqueceu as suas observações com diversos relatos de eventos da sua vida, que mal podem ser aqui contados.

A reunião de 21 de outubro de 2012, no Centennial Hall em Frankfurt foi transmitida ao vivo via satélite para as capelas nas áreas de língua alemã. A irmã Doris Weidmann assistiu a uma dessas transmissões e relatou: “O discurso do Presidente Monson foi muito comovente e pessoal. Ele colocou Cristo no centro do seu discurso, salientando que devemos segui-Lo, procurando resgatar os nossos semelhantes que se encontram no lado obscuro da vida. Eu fiquei particularmente comovida com a história do homem de 91 anos de idade, que esperou em vão pela visita dos seus familiares no dia do seu aniversário.”

A irmã Marianne Dannenberg relatou: “O Centennial Hall tem capacidade para mais de 2.000 pessoas e estava completamente cheio. Eu pensei nas muitas pessoas que estavam a testemunhar por meio da sua presença a importância que o Profeta tem nas suas vidas e que esperavam que algo importante resultasse deste dia. Quando o Presidente Monson foi então saudado pelos presentes que se levantaram para cantar o hino “Damos Graças, Ó Deus; por um Profeta”, uma das estrofes do hino teve um impacto especial em mim, ‘quando alguém nossa paz ameaçar, só em ti nós teremos confiança!’”