O Profeta Aconselha os Jovens Adultos a Serem Exemplos de Retidão

Contribuição de Heather Whittle Wrigley, Notícias e Acontecimentos da Igreja

  • 1 November 2011

Em seu discurso, o Presidente Monson incentivou os membros a ler o Livro de Mórmon e a descobrir, por si próprios, a verdade nele contida.

Destaques do Artigo

  • Ao discursar aos jovens adultos da BYU—Provo, o Presidente Monson os incentivou a “serem exemplos de retidão”.
  • Nossa responsabilidade, disse ele, é de manter nossa luz acesa para que as outras pessoas vejam-na e sigam-na.
  • Por meio de Cristo, disse o Presidente Monson, a natureza humana pode ser transformada, “e homens e mulheres transformados, podem transformar o mundo”.

“Temos inúmeras oportunidades de brilhar. (…) À medida que seguimos o exemplo do Salvador, teremos a oportunidade de ser uma luz na vida das pessoas que nos cercam, como aconteceu no passado”. —Presidente Thomas S. Monson, Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

No dia 1º de novembro de 2011, em um devocional na Universidade Brigham Young—Provo que lotou a capacidade de 22.700 lugares do Marriott Center, o Presidente Thomas S. Monson da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, aconselhou todos os presentes a “serem exemplos de retidão”.

Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos, e Ann M. Dibb, segunda conselheira na presidência das Moças e filha do Presidente Monson, também estavam presentes.

“Fiquei imaginando o que eu poderia dizer a vocês hoje, já que estou diante de uma das mais maravilhosas audiências do mundo”, iniciou. “Cada um de vocês é um ser único (…) e ainda assim há tantas coisas que temos em comum uns com os outros. (…) Temos em comum o evangelho de Jesus Cristo, e sabemos que é nossa responsabilidade compartilhá-lo com as outras pessoas.”

Citando o Apóstolo Paulo do Novo Testamento—“Mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza (I Timóteo 4:12)—o Presidente Monson expressou seu desejo de que os membros da Igreja sejam uma luz para o mundo.

“O que é luz?” perguntou. “Prefiro simplesmente dizer que é ‘algo que ilumina’.Que dá um exemplo de retidão (…) que pode ajudar a iluminar um mundo em crescente escuridão.”

Ele salientou que para muitos, a luz está tão fraca a ponto de estar quase apagada. Nossa responsabilidade, disse ele, é de manter nossa luz acesa para que as outras pessoas vejam-na e sigam-na.

A fim de sermos o exemplo dos fiéis, entretanto, precisamos nós mesmos acreditar. Ele disse: “Depende de cada um de nós desenvolver a fé necessária para sobreviver espiritualmente e para projetar nossa luz para que as outras pessoas a vejam. (…) Lembrem-se de que a fé e a dúvida não existem no mesmo lugar e nem ao mesmo tempo”.

Uma das melhores maneiras de adquirirmos e mantermos nossa fé, o Presidente Monson explicou, é lendo e estudando as escrituras, orando com frequência e constância.

“Você já leu o Livro de Mórmon? Você já testou a promessa encontrada em Morôni?” perguntou.

Ele contou a história de Clayton M. Christensen, que leu o Livro de Mórmon sozinho pela primeira vez enquanto estava fazendo faculdade na Universidade de Oxford. Ele já o tinha lido sete vezes, mas sempre por obrigação.

Toda noite das 23h até a meia-noite ele lia, e ao terminar cada página, fazia uma oração.

“Uma noite”, contou o Presidente Monson, “quando ele chegou aos capítulos finais de Segundo Néfi, ele fez a oração, sentou-se na cadeira, e abriu o livro. De repente, o quarto se encheu de um Espírito belo, cálido e amoroso que o envolveu e penetrou em sua alma, enchendo-lhe com um sentimento de amor que ele nem sequer imaginava que poderia sentir. (…) Ele conseguiu enxergar a verdade naquelas palavras que ele nem sequer imaginava que poderia entender. Ele pôde ver as glórias da eternidade e pôde ver o que Deus tinha reservado para ele, como um de Seus filhos. (…) Esse mesmo Espírito sempre retornava, e isso mudou seu coração e sua vida para sempre”.

O Presidente Monson ressaltou que, por meio de Cristo, a natureza humana pode ser transformada, “e homens e mulheres transformados, podem transformar o mundo”.

Ele aconselhou as pessoas presentes a separar um tempo todos os dias para saber por si mesmos se o Livro de Mórmon é verdadeiro, “e isso mudará o coração de vocês, e mudará a vida de vocês”, disse ele.

Citando 3 Néfi 12:16—“Portanto fazei brilhar vossa luz diante deste povo de tal forma que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está no céu”—o Presidente Monson explicou que Cristo é “‘a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo’ (João 1:9), a luz que ‘resplandece nas trevas’” (João 1:5).

Para concluir, ele disse: “Temos inúmeras oportunidades de brilhar. (…) À medida que seguimos o exemplo do Salvador, teremos a oportunidade de ser uma luz na vida das pessoas que nos cercam, como aconteceu no passado”.

Chamado como o 16º Presidente da Igreja em fevereiro de 2008, a última vez que o Presidente Monson havia falado aos alunos em um devocional da BYU fora em 2009, quando compartilhou histórias da vida dos Presidentes da Igreja que o antecederam e aconselhou os alunos a seguirem o exemplo deles.

O Presidente Monson recebeu seu mestrado em administração de empresas pela BYU e depois recebeu seu doutorado com honra da mesma instituição em 1981.