Irmã da Sociedade de Socorro Supervisiona Evento da Copa do Mundo na Costa Rica

Contribuição de Extraído do Church News

  • 29 Abril 2014

A irmã Yolanda Camacho serviu recentemente como diretora administrativa da Copa do Mundo Feminina Sub-17 em sua terra natal, Costa Rica.  Foto: cortesia da Área América Central.

Destaques de Artigos

  • Yolanda Camacho, membro da Costa Rica, serviu como diretora administrativa da Copa do Mundo Feminina Sub-17 de 2014.

“Depois de minha experiência com a Copa do mundo, posso garantir que as coisas que aprendemos no evangelho podem ajudar-nos a obter sucesso em nossas vidas. Deus nos apoia e protege.” — Yolanda Camacho

Se o futebol é o esporte mais popular do mundo, então os torneios de futebol da Copa do Mundo podem certamente ser contados entre os eventos esportivos mais populares do globo.

A Costa Rica serviu de palco recentemente para a Copa do mundo Feminina Sub-17, tornando-se o primeiro país da América Central a sediar um torneio de Copa do mundo. A competição internacional reuniu as seleções de 32 nações e atraiu a atenção de fanáticos por futebol em todo o mundo.

Enquanto os atletas e treinadores exerciam suas atividades em estádios de futebol pela Costa Rica, uma irmã da Sociedade de Socorro incansável, chamada Yolanda Camacho, dirigiu o enorme evento fora das quatro linhas.

Fã de futebol por muitos anos, a irmã Camacho serviu como diretora administrativa do prestigioso evento esportivo. Ela supervisionou quase todos os aspectos administrativos relevantes da competição que foi seguida por torcedores em todo o mundo.

A Copa do Mundo Feminina Sub-17 de 2014 — que a Costa Rica concorreu com o Japão para sediar — está sendo reconhecida como um sucesso, em grande parte graças aos esforços da irmã Camacho. As lições que aprendeu com décadas de serviço na Igreja ajudaram-na bastante durante o evento.

“Como membros da Igreja, estamos acostumados a participar de atividades e esportes”, disse ela. “Depois de minha experiência com a Copa do mundo, posso garantir que as coisas que aprendemos no evangelho podem ajudar-nos a obter sucesso em nossas vidas. Deus nos apoia e protege.”

A irmã Camacho filiou-se à Igreja há 43 anos. Ela desenvolveu um amor duradouro pelas escrituras e pelos recursos educacionais da Igreja. Seus ensinamentos também ajudaram-na a tornar-se uma construtora de pontes, aproximando pessoas por todo o mundo.

Organizar um evento de Copa do Mundo não é uma tarefa qualquer. Mas a irmã Camacho tinha esperanças que o campeonato em sua terra natal, depois de testemunhar a Nova Zelândia e outras nações relativamente pequenas sediarem Copas do Mundo, fosse bem-sucedido. Ela preparou-se meticulosamente por três anos para o evento esportivo de duas semanas.

O planejamento e execução da competição exigiu liderança, perseverança e muito trabalho árduo. “Mas ver a Copa do Mundo acontecer na Costa Rica e depois constatar que o campeonato decorreu muito bem, foi algo que me deu grande satisfação”, disse ela.

A irmã Camacho ganhou a reputação de ser uma organizadora qualificada, após anos de serviço voluntário em eventos futebolísticos na Costa Rica.

A irmã Camacho, uma profissional da quiropraxia, mora na cidade interiorana de Alajuela com seu marido, Gregory Kortman. Seus dois filhos adultos, Francis e Jessica, residem nos Estados Unidos.

Seus diversos deveres cívicos forneceram-lhe muitas oportunidades de compartilhar seu testemunho da Igreja.

“Eu me considero uma ‘embaixadora anônima’ da Igreja”, disse ela. “Aonde quer que eu vá, falo com as pessoas — tanto membros quanto não membros — e sempre converso com eles sobre o que o evangelho tem feito em minha vida.”