Pesquisas Corroboram as Diretrizes de Namoro SUD

  Marianne Holman, Church News e Lois M. Collins, Deseret News

  • 6 January 2014

Um artigo publicado em dezembro, no Journal of Adolescence [Diário da Adolescência] sobre namoro, confirma a orientação profética dada, há décadas, aos jovens santos dos últimos dias.

Destaques do Artigo

  • Pesquisa publicada recentemente confirma a orientação profética dada aos jovens santos dos últimos dias, há décadas, a respeito de namoro.
  • Aqueles que começam os relacionamentos românticos de namoro muito jovens estão mais propensos a ter comportamentos problemáticos.
  • Os pais devem promover atividades que reúnam meninos e meninas de maneira bem estruturada e supervisionada.

“É um ponto importante que os pais monitorem o tipo de relações em que [seus] filhos adolescentes estejam envolvidos e que promovam atividades que reúnam meninos e meninas de maneira bem estruturada e supervisionada.” — Jennifer Connolly, professora de psicologia

Há uma progressão saudável no namoro, e aqueles que começam os relacionamentos românticos de namoro muito jovens estão mais propensos a ter comportamentos problemáticos na escola e em outras áreas da vida, de acordo com os pesquisadores da Universidade de York, em Toronto.

A pesquisa publicada recentemente confirma a orientação profética dada, há décadas, aos jovens santos dos últimos dias.

“É um ponto importante que os pais monitorem o tipo de relações em que [seus] filhos adolescentes estejam envolvidos e que promovam atividades que reúnam meninos e meninas de maneira bem estruturada e supervisionada”, disse Jennifer Connolly. Uma professora de psicologia na Universidade de York, autora do estudo, publicado em dezembro, no Journal of Adolescence [Diário da Adolescência]. “Crianças não têm um bom desempenho no tipo de relacionamento que as pessoas esperam encontrar entre os de 16 anos e mais”.

Apesar de uma “visão do mundo” em constante mudança, os profetas modernos permaneceram constantes em seus conselhos para os jovens da Igreja, a respeito do momento adequado para participar do namoro. Embora o namoro possa ser uma boa experiência de aprendizagem para os rapazes e moças, os líderes da Igreja aconselharam os jovens durante muitos anos, a namorarem dentro dos limites adequados — aqueles estabelecidos pelo Senhor.

“Nas culturas em que os encontros e o namoro são aceitáveis, um bom relacionamento pode ajudá-los a desenvolver amizades duradouras e, com o tempo, poderão encontrar um companheiro eterno”, cita o folheto Para o Vigor da Juventude. “Saiam apenas com aqueles que tenham altos padrões e em cuja companhia vocês possam manter seus padrões”.

O site dos jovens no LDS.org diz que o namoro pode ser uma excelente oportunidade de aprendizado, tanto para os rapazes como para as moças, a fim de aprender sobre si mesmos e para desenvolver relacionamentos de compreensão, respeito e apreço.

“Não namorem, até que tenham pelo menos dezesseis anos de idade”, diz o site. “Quando começarem a sair com alguém do sexo oposto, façam isso na companhia de um ou mais casais. Evitem sair sempre com a mesma pessoa. Desenvolver um relacionamento sério muito cedo na vida pode limitar o número de outras pessoas que você possa conhecer e pode, talvez, levar à imoralidade. Convidem seus pais a conhecerem as pessoas com quem vocês saem”.

A partir de atividades em grupo — tais como ir ao cinema e conversar com os amigos — e progredindo para relacionamentos do casal dentro do contexto de um grupo, com frequência levam a comportamentos mais saudáveis, disse a Dra. Connolly.

Os jovens que percorrem estágios progressivos de desenvolvimento romântico são os que estão fazendo o certo, disse ela.

Começando por atividades em grupo — como ir ao cinema e conversar com os amigos — e então progredindo até os relacionamentos como casal dentro do contexto de um grupo, com frequência levam a comportamentos mais saudáveis.

Embora nem todos os comportamentos no namoro sejam problemáticos, os pesquisadores dizem que alguns que namoram aos 13 ou 14 anos de idade, com um único companheiro, estão mais propensos a ter problemas do que aqueles que têm mais interações românticas casuais em um ambiente de grupo. Alguns desses comportamentos incluíam o comportamento impulsivo, entrar em discussões com amigos, brigas em casa e distúrbios na escola. O namoro mais jovem também pode aumentar uso de bebidas alcoólicas e levar à atividade sexual. O progresso saudável para o namoro começa com atividades em grupo que envolvam ambos os sexos no início da adolescência; em seguida, conforme os adolescentes ficarem mais velhos, começam a passar para casais.

De acordo com um artigo na New Era, de abril de 2010, intitulado “Dating FAQs” [PF sobre Namoro], “Você precisa tentar fazer muitos amigos, mesmo que haja uma pessoa com quem prefira estar”. O Para o Vigor da Juventude diz, ‘Evitem sair sempre com a mesma pessoa’. As razões para esse conselho têm a ver com o tempo e a segurança. Vocês ainda não estão prontos para o casamento; portanto, o namoro firme não tem nenhum propósito real. E as pessoas nesse tipo de relacionamento exclusivo provavelmente vão querer começar a expressar seus sentimentos fisicamente. Quanto mais o relacionamento continua sem nenhuma perspectiva imediata de casamento, maior a probabilidade de um casal se meter em apuros”.

Limites claros podem trazer felicidade no namoro e ajudar os jovens a aprenderem como progredir de maneira adequada e saudável.

“Quando você tiver idade suficiente [16 anos], deve começar a namorar”, disse o Presidente Boyd K. Packer do Quórum dos Doze Apóstolos, em um artigo de junho de 2004 na A Liahona. “É bom que os rapazes e as moças aprendam a se conhecer e a se apreciarem mutuamente. É bom que participem de esportes, bailes e piqueniques, e que façam todas as coisas que os jovens gostam de fazer. Incentivamos vocês, jovens, a namorar. Incentivamos vocês a estabelecerem altos padrões de namoro” (“Você Está no Banco do Motorista”).