O Seminário e o Instituto Preparam os Alunos para a Vida Eterna

  Sarah Jane Weaver, editora assistente do Church News

  • 8 Agosto 2013

Um professor do seminário ensina uma classe de alunos. O Élder Nelson incentivou os professores a dar um bom exemplo durante seu discurso para os Seminários e Institutos de Religião na transmissão realizada em 6 de agosto.

“Lembrem-se de que seu exemplo e suas ações falam mais alto que suas palavras. (…) Seu objetivo é viver o tipo de vida que seus alunos desejam ter.” — Élder Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos

O Seminário e o Instituto preparam os jovens para a maior de todas as bênçãos: a vida eterna, disse o Élder Russell M. Nelson, do Quórum dos Doze Apóstolos.

“Isso é de extrema importância. Está relacionado à fé, ao arrependimento, ao batismo, ao recebimento do dom do Espírito Santo, à investidura, às ordenanças de selamento e à fidelidade aos convênios feitos no templo sagrado. Preocupamo-nos com a perseverança deles até o fim.”

Em seu discurso pré-gravado como parte da transmissão de agosto dos Seminários e Institutos de Religião no dia 6, o Élder Nelson mencionou o conceito de “crescimento real” na Igreja.

“Isso se relaciona à conversão verdadeira e duradoura de cada membro da Igreja”, explicou ele. “Há muitas pessoas que veem a Igreja como uma mera organização social. Muitos vivem sem realmente compreender a veracidade do evangelho e as bênçãos eternas das ordenanças e dos convênios do templo.

Certamente nos importamos com o crescimento da Igreja como instituição.(…) Mas é com as pessoas que realmente nos preocupamos.”

A reunião foi traduzida e transmitida via satélite e Internet para instrutores do Seminário e Instituto em todo o mundo. Os oradores da transmissão, que foi realizada no pequeno teatro do Centro de Conferências, também incluíram o Élder Paul V. Johnson, dos Setenta, a irmã Linda K. Burton, presidente geral da Sociedade de Socorro, Chad H. Webb, administrador dos Seminários e Institutos de Religião, além de H. Kelly Haws e Richard D. Hawks, ambos administradores dos Seminários e Institutos de Religião.

O Élder V. Paul. Johnson, dos Setenta, o segundo a partir da esquerda e sua esposa, Jill, cantaram o hino intermediário durante a transmissão para os Seminários e Institutos de Religião, realizada do teatro no centro de conferências, em 6 de agosto. Fotografia: Sarah Jane Weaver.

Durante seu discurso, o Élder Nelson lembrou os instrutores que seu propósito, como citado no Manual para Professores e Líderes dos Seminários e Institutos de Religião, é “ajudar os jovens e jovens adultos a entender e confiar nos ensinamentos e na Expiação de Jesus Cristo, a qualificar-se para as bênçãos do templo e preparar a si mesmos, suas famílias e outras pessoas, para a vida eterna com o Pai Celestial.”

O Élder Nelson acrescentou: “Lembrem-se desse propósito todos os dias antes de darem aula”.

Para alcançar esse propósito, os professores devem viver o evangelho de Jesus Cristo e esforçar-se para ter a companhia do Espírito, ensinar os alunos a doutrina e princípios como encontrados nas escrituras e nas palavras dos profetas e administrar o programa e os recursos adequadamente, disse o Élder Nelson, ainda citando o manual.

Além disso, ele pediu aos instrutores para harmonizar seus esforços com prioridades proféticas.

Então, mencionou as responsabilidades missionárias da Igreja.

“A mudança recente na idade mínima para o serviço missionário de tempo integral traz implicações para os professores do Seminário e Instituto”, disse ele. “Agora, os jovens que vão servir missão têm menos tempo para se preparar. Por isso as famílias, os seminários e institutos têm a oportunidade maravilhosa de ajudar na preparação dos missionários.”

O Élder Nelson disse que os futuros missionários estão se preparando ao estudar as escrituras diligentemente. “Vocês conseguem imaginar um treinamento para missionários melhor do que o domínio das passagens-chave de escrituras e o aprendizado da doutrina de Cristo?”

Juntamente com os ajustes na idade dos missionários, disse ele, veio o desenvolvimento do novo currículo dos jovens, “Vem, e Segue-Me — Recursos de Aprendizado para os Jovens” e um convite para os jovens envolverem-se no trabalho de história da família.

Por fim, ele falou diretamente aos professores do Seminário e Instituto.

“Irmãos e irmãs, lembrem-se de que seu exemplo e suas ações falam mais alto que suas palavras. Pelo exemplo, vocês ensinam a doutrina fundamental do casamento e da família. Seus alunos prestarão atenção no modo em que vivem em família e na consideração que têm por ela, na maneira que respeitam seus convênios do casamento e amam seu cônjuge e filhos. Seu objetivo e sua esperança em relação à vida eterna serão mostrados aos alunos pela forma como vocês vivem. Seu objetivo é viver o tipo de vida que seus alunos desejam ter.”

O Élder Johnson, Comissário de Educação da Igreja, incentivou os professores a aceitar e adotar as futuras alterações.

Durante seu discurso, a irmã Burton falou de uma jovem de 15 anos de idade que era o único membro da Igreja em sua família. “Um aluno que compreende a profundidade e abrangência da Expiação de Jesus Cristo pode exercer uma profunda influência que levará a família ao templo, para tornar-se uma família eterna”, disse ela.

O irmão Webb estendeu o convite para que cada professor, em espírito de oração, pense em como incentivar cada jovem e jovem adulto a ter uma experiência pessoal significativa ao estudar o Livro de Mórmon.

O irmão Haws pediu aos instrutores para ensinar não apenas com as obras padrão da Igreja, mas também com as palavras dos profetas e apóstolos vivos.