Os Exemplos de Retidão das Mulheres Promovem o Trabalho de Salvação

  Junta geral da Sociedade de Socorro e Sarah Jane Weaver, editora assistente do Church News

  • 18 June 2013

Melissa Stilson, da Ala Council Bluffs, Estaca Council Bluffs Iowa, com os filhos, Derek, 4; Chloe, 2; e Emma, cinco meses. Ela está procurando ajudar os filhos a seguirem o exemplo do Salvador.  Fotografia: cortesia de Melissa Stilson.

Destaques do Artigo

  • Quando os santos dos últimos dias vivem o evangelho de Jesus Cristo, eles crescem linha sobre linha, tornando-se mais semelhantes ao Salvador, ao amar e servir ao próximo.
  • Ponderar e estudar a vida do Salvador ajuda as mulheres a cumprirem suas funções essenciais como exemplos, mães e professoras.
  • Quando as mulheres seguem o exemplo do Salvador, conseguem fazer muito para promover o trabalho de salvação.

“Nada há neste mundo que seja tão pessoal, inspirador e capaz de mudar vidas quanto a influência de uma mulher justa.” — Élder M. Russell Ballard, do Quórum dos Doze

Este é o primeiro artigo de uma série contínua da Sociedade de Socorro, para ajudar as mulheres da Igreja a descobrirem coisas pequenas e simples, a fim de se tornarem mais semelhantes ao Salvador, ao se envolverem no trabalho de salvação em seu lar, em sua comunidade e na Igreja.

Melissa Stilson, da Ala Council Bluffs, Estaca Council Bluffs Iowa, percebe que os filhos pequenos muitas vezes seguem o exemplo dela.

Derek, de quatro anos, segura amorosamente sua irmãzinha nos braços, cantando baixinho para ela: “Eu Quero Ser Como Cristo”.

Chloe, de 2 anos, faz compras com a mãe, levando seu próprio carrinho de compras para crianças, enquanto alegremente escolhe itens para o jantar da família.

A Irmã Stilson disse que ponderar e estudar a vida do Salvador a ajuda a compreender a importância de seu trabalho como mãe. Ao observar como os filhos imitam suas ações, ela percebe seu importante papel de ensinar-lhes e mostrar-lhes o caminho, seguindo o exemplo do Salvador em sua própria vida.

Quando os santos dos últimos dias vivem o evangelho de Jesus Cristo, eles crescem linha sobre linha, tornando-se mais semelhantes ao Salvador ao amar e servir o próximo. Da mesma forma que a irmã Stilson, o exemplo deles em família e para outras pessoas é muito importante.

Em um esforço para se tornar mais semelhantes ao Salvador, as mulheres santos dos últimos dias devem perguntar-se:

• O que é um discipulado?

• Como posso me tornar mais semelhante ao Salvador Jesus Cristo?

• Como meu exemplo ajuda os outros a se tornarem discípulos de Jesus Cristo?

• Como a Sociedade de Socorro ajuda as irmãs a participarem, ao seguir o exemplo de Jesus Cristo e tornarem-se melhores discípulas?

• Estou dando um exemplo de discipulado em meu lar? Caso contrário, o que preciso mudar para fazê-lo?

A irmã Emmeline B. Wells, quinta presidente geral da Sociedade de Socorro da Igreja, exortou as irmãs a colocarem a caridade em ação, como ensinou o Profeta Joseph Smith há mais de 70 anos. Ela encorajou-as a ter paciência com seus entes queridos e a ser gentis com seus semelhantes — inclusive os inimigos — e a prestar serviço aos necessitados. “As irmãs da Sociedade de Socorro seguiram esse conselho. Elas procuraram receber e compartilhar o puro amor de Cristo, que sabiam que nunca lhes falharia. Esse amor iria sustê-las em épocas de guerra e paz” (Filhas em Meu Reino: A História e o Trabalho da Sociedade de Socorro, 2011, pp. 64–65).

Outro exemplo de discipulado moderno é a irmã Susan R. Bednar, esposa do Élder David A. Bednar do Quórum dos Doze.

O Élder Bednar disse que, antes de assistir às reuniões sacramentais, a irmã Bednar frequentemente ora para ter olhos espirituais para ver os que estão necessitando de alguma coisa. “Frequentemente, ao observar os irmãos, irmãs e crianças na congregação, ela sente uma inspiração espiritual para conversar ou telefonar para determinada pessoa”, disse o Élder Bednar, em um discurso num devocional na BYU. “E quando a minha mulher recebe essa inspiração, ela prontamente age e obedece. Frequentemente acontece que assim que é proferido o “amém” da última oração, ela vai falar com uma adolescente, abraçar uma irmã ou, ao voltarmos para casa, imediatamente pega o telefone e faz uma chamada. Desde que conheço minha mulher, as pessoas se maravilham com sua capacidade de discernir as necessidades delas. Frequentemente perguntam para ela: “Como foi que você soube?” O dom espiritual da percepção rápida permitiu que ela visse e agisse prontamente, e foi uma grande bênção espiritual na vida de muitas pessoas” (“Percepção Rápida”, A Liahona, dezembro de 2006, p. 33).

Seguir a Cristo, Servindo Individualmente

O Profeta Joseph Smith ensinou: “Não há nada mais certeiro para levar as pessoas a abandonar o pecado do que dar-lhes a mão e cuidar delas com ternura” (Filhas em Meu Reino, p. 24).

“Uma das maiores evidências que temos de que nosso amado profeta, o Presidente Thomas S. Monson, é o servo escolhido do Senhor, é que ele aprendeu a seguir o exemplo do Salvador, servindo individualmente, um por um. Nós, que entramos nas águas do batismo, fizemos o convênio de fazer o mesmo. Fizemos o convênio de ‛sempre nos lembrar [do Salvador] e guardar [seus] mandamentos’ (D&C 20:77), e Ele disse: ‘O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei’ (João 15:12). (…)

“Com a prática, cada um de nós pode tornar-se mais semelhante ao Salvador, ao servir aos filhos de Deus. Para ajudar-nos a amar melhor uns aos outros, gostaria de sugerir quatro palavras a ser lembradas: ‘Primeiro observar, depois servir’” (Linda K. Burton, “Primeiro Observar, Depois Servir”, Conferência Geral de outubro de 2012).

“Nada há neste mundo que seja tão pessoal, inspirador e capaz de mudar vidas, quanto a influência de uma mulher justa. (...) Todas as mulheres têm em sua natureza divina o inerente talento e mordomia de mãe” (M. Russell Ballard, Filhas em Meu Reino, p. 169).