Um Livro com Promessa

Craig C. Christensen

Of the First Quorum of the Seventy


Oro para que continuemos a usar o Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo para compartilhar a mensagem do evangelho com nossa família e amigos.

Meus queridos irmãos e irmãs, tive o privilégio de apoiar com vocês o Presidente Thomas S. Monson, seus conselheiros na Primeira Presidência e os Doze Apóstolos, como profetas, videntes e reveladores. Testifico que os profetas “[falam] como forem movidos pelo Espírito Santo. E tudo que disserem, quando movidos pelo Espírito Santo, será escritura, será a vontade do Senhor (…) e o poder de Deus para a salvação” (D&C 68:3–4).

Como membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias temos o benefício e a bênção das escrituras vivas, conforme declaradas por aqueles que foram apoiados como profetas, bem como as escrituras canonizadas encontradas na Bíblia, no Livro de Mórmon, em Doutrina e Convênios e na Pérola de Grande Valor. O profeta Néfi escreveu: “Minha alma se deleita nas escrituras e meu coração nelas medita e escreve-as para instrução e proveito de meus filhos” (2 Néfi 4:15). As escrituras, em especial o Livro de Mórmon, levam as pessoas a acreditarem em Deus e a “[reconciliarem-se] com ele pela expiação de Cristo, seu Filho Unigênito” (Jacó 4:11).

Há vários meses, um amigo e eu tivemos a oportunidade de presentear um colega, que não é membro da Igreja, com um conjunto de escrituras. Sabendo que esse presente poderia ser algo que mudaria sua vida, bem como a nossa, tivemos o cuidado de gravar o nome dele em cada livro. Quando o presenteamos com aqueles registros sagrados, vimos que ele ficou profundamente tocado com a importância e sinceridade de nossa dádiva. Por vários minutos, ele ficou examinando cada livro em silêncio, passando a mão na capa e folheando algumas páginas.

Reconhecendo a importância do momento, nós o ajudamos a abrir na página de rosto do Livro de Mórmon e começamos a explicar que o Livro de Mórmon era outro testamento ou testemunha de Jesus Cristo. Ele então fez uma pergunta que todo membro com espírito missionário está ansioso por ouvir: “Por que precisamos de mais testemunhas de Jesus Cristo além da Bíblia?” Em vez de responder rapidamente, perguntamos por que ele achava isso importante. Sua resposta pareceu ainda mais inspirada que sua pergunta. Ele sugeriu que, como parecia haver tantas variações na Bíblia e em seus ensinamentos, precisávamos de uma espécie de voz esclarecedora, algo que nos ajudasse a compreender melhor a Bíblia. Seu comentário deu-nos a chance de compartilhar nossos sentimentos e testemunho a respeito tanto da Bíblia como do Livro de Mórmon.

Começamos expressando nossa devoção às doutrinas e ensinamentos da Bíblia, especialmente do Novo Testamento, e nossa forte convicção dessas coisas. O fato de podermos ler muitas palavras do Salvador, proferidas enquanto Ele ensinava o evangelho durante Seu ministério mortal, ajuda-nos a conhecê-Lo e mostra-nos que podemos tornar-nos mais semelhantes a Ele. Declaramos então que, tal como a Bíblia, o Livro de Mórmon é outra prova de que Deus ama todos os Seus filhos e proveu um meio para que voltemos a viver com Ele. Passamos uma hora ou mais examinando muitos aspectos do Livro de Mórmon, inclusive sua história e origem divina. Permitam-me compartilhar algumas das coisas sobre as quais conversamos.

Um Livro com Promessa

Explicamos, em primeiro lugar, que o Livro de Mórmon é um livro com promessa. Embora sua história seja, por si só, muito interessante, ele é um importante livro de escrituras que deve ser recebido e lido sob a influência do Espírito Santo. Todos os que estudam e ponderam seus ensinamentos recebem a promessa encontrada no último capítulo de Morôni (ver Morôni 10:3–4), bem como na introdução do Livro de Mórmon, em que lemos: “Convidamos todos os homens [e mulheres] de toda parte a lerem o Livro de Mórmon, ponderarem no coração a mensagem que ele contém e depois perguntarem a Deus, o Pai Eterno, em nome de Cristo, se o livro é verdadeiro. Os que assim fizerem e perguntarem com fé obterão, pelo poder do Espírito Santo, um testemunho de sua veracidade e divindade”. Passamos então vários minutos ensinando sobre a oração e sobre como o Espírito Santo pode manifestar-Se em nosso coração e confirmar que o Livro de Mórmon é verdadeiro.

Um Livro com Propósito

Em seguida, explicamos que o Livro de Mórmon é um livro com propósito. Na página de rosto, lemos que o Livro de Mórmon foi “escrito por mandamento” e “pelo espírito de profecia e de revelação”, “para ser revelado pelo dom e poder de Deus” a fim de convencer todos nós de que “Jesus é o Cristo, o Deus Eterno”. Em uma declaração pessoal desse propósito, Néfi, um dos autores do Livro de Mórmon, escreveu: “Pois tudo o que desejo é persuadir os homens a virem ao Deus de Abraão e o Deus de Isaque e o Deus de Jacó e serem salvos” (1 Néfi 6:4).

Um Livro Que Ensina o Grande Plano de Felicidade

Além disso, explicamos que o Livro de Mórmon é um livro que ensina “o grande plano de felicidade” (Alma 42:8; ver também versículos 5, 13, 31; 2 Néfi 9). Com palavras profundas, mas compreensíveis, o Livro de Mórmon ensina o propósito da vida, de onde viemos e o que acontece quando morremos. Aprendemos sobre a fé em Jesus Cristo e Seu sacrifício expiatório, sobre o arrependimento, sobre a importância do batismo por imersão e sobre o dom e poder do Espírito Santo. Estudando as doutrinas do Livro de Mórmon e banqueteando-nos nelas, conseguimos ter “um perfeito esplendor de esperança e amor a Deus e a todos os homens”, com o desejo de perseverar “até o fim”, para que “[tenhamos] vida eterna” (2 Néfi 31:20).

Um Livro Que Testifica que Jesus É o Cristo

E o mais importante foi que declaramos que o Livro de Mórmon é um livro que testifica que Jesus é o Cristo, o Salvador do mundo. Grandes profetas do Livro de Mórmon prestaram solene testemunho de que Jesus Cristo é o Criador da Terra (ver Mosias 3:8), o Redentor da humanidade (ver Helamã 5:9–12), o Unigênito do Pai (ver 1 Néfi 11:18–21; Jacó 4:11). Aqueles profetas do Livro de Mórmon conheceram-No, tal como Abraão e Moisés, e receberam e ensinaram Seu evangelho eterno. Ao lermos e estudarmos suas palavras, adquirimos uma compreensão maior do incomparável amor do Salvador, de Sua vida e exemplo perfeitos, e das bênçãos de Seu grandioso sacrifício expiatório.

Um Livro Que Comprova a Missão Profética de Joseph Smith

Testificamos, então, que o Livro de Mórmon é uma prova concreta de que Joseph Smith foi escolhido pela mão do Senhor para restaurar a Igreja de Jesus Cristo na Terra nestes últimos dias. Conforme declarado na introdução do Livro de Mórmon: “Os que obtiverem do Santo Espírito [um] divino testemunho [da divindade do Livro de Mórmon] saberão, pelo mesmo poder, que Jesus Cristo é o Salvador do mundo, que Joseph Smith é o seu revelador e profeta nestes últimos dias e que A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é o reino do Senhor restabelecido na Terra”.

Desde que Samuel Smith saiu a pregar o evangelho com uns poucos exemplares da primeira edição, o Livro de Mórmon abençoou a vida de milhões em todo o mundo. Oro para que continuemos a usar o Livro de Mórmon: Outro Testamento de Jesus Cristo para compartilhar a mensagem do evangelho com nossa família e amigos. Se fizermos isso, como aconteceu com nosso querido amigo, muitos terão grande interesse em conhecer mais sobre a vida e missão do Salvador e Seu grande plano de felicidade para cada um de nós.

Expresso meu solene testemunho de que o Livro de Mórmon é verdadeiro. É um livro que provocou uma vigorosa mudança em minha vida. Sei que Deus vive. Jesus é o Cristo. Seu evangelho foi restaurado na Terra. O Presidente Thomas S. Monson é Seu profeta e oráculo vivo em nossos dias. O Espírito que sinto ao ler e ponderar o Livro de Mórmon diariamente e ao orar a respeito dele fortalece minha compreensão e testemunho dessas coisas e confirma para mim que elas são verdadeiras. Presto humildemente esse testemunho para vocês, em nome de Jesus Cristo. Amém.