Ao Voltarmos a Nos Encontrar

Thomas S. Monson

President of the Church


O serviço missionário é um dever do sacerdócio — uma obrigação que o Senhor espera de nós, que tanto recebemos Dele.

Meus amados irmãos e irmãs, queremos dar-lhes as boas-vindas à conferência geral, que está sendo vista e ouvida por diversos meios de comunicação no mundo inteiro. Expressamos nossa gratidão a todos os que estão envolvidos na complicada logística deste grande empreendimento.

Desde abril, quando nos reunimos pela última vez, o trabalho da Igreja progrediu sem impedimentos. Tive o privilégio de dedicar quatro novos templos. Acompanhado de meus conselheiros e de outras Autoridades Gerais, viajei para Gila Valley, Arizona; para Vancouver, Colúmbia Britânica; para Cebu City, nas Filipinas; e para Kiev, Ucrânia. O templo construído em cada um desses lugares é magnificamente belo. Cada um desses templos é uma bênção na vida de nossos membros e uma influência positiva para os que não são de nossa religião.

Na véspera da dedicação de cada templo, tivemos o privilégio de assistir a uma celebração cultural, da qual participaram nossos jovens e mesmo alguns não tão jovens assim. Esses eventos foram geralmente realizados em grandes estádios, embora em Kiev tenhamos nos reunido em um belo palácio. A dança, o canto, os números musicais e as apresentações foram excelentes. Expresso meu elogio e amor a todos os que estiveram envolvidos.

Cada dedicação de templo foi um banquete espiritual. Sentimos o Espírito do Senhor em todas elas.

No mês que vem, rededicaremos o Templo de Laie Havaí, um de nossos templos mais antigos, que passou por grandes reformas com duração de muitos meses. Aguardamos ansiosamente essa ocasião sagrada.

Continuamos a construir templos. Nesta manhã, tenho o prazer de anunciar cinco novos templos, cujos terrenos estão sendo adquiridos e que, nos meses e anos vindouros, serão construídos nos seguintes lugares: Lisboa, Portugal; Indianápolis, Indiana; Urdaneta, Filipinas; Hartford, Connecticut; e em Tijuana, México.

As ordenanças realizadas em nossos templos são fundamentais para nossa salvação e para a salvação de nossos entes queridos falecidos. Continuemos fielmente a frequentar os templos, que estão sendo construídos cada vez mais perto de nossos membros.

Agora, antes de ouvirmos nossos oradores desta manhã, gostaria de mencionar um assunto que está sempre em meu coração e que merece toda a nossa atenção. Refiro-me ao trabalho missionário.

Em primeiro lugar, aos rapazes do Sacerdócio Aarônico e a vocês rapazes que estão-se tornando élderes, repito o que os profetas há muito têm ensinado: todo rapaz digno e capaz deve preparar-se para servir em uma missão. O serviço missionário é um dever do sacerdócio — uma obrigação que o Senhor espera de nós, que tanto recebemos Dele. Rapazes, eu os admoesto a prepararem-se para servir como missionários. Mantenham-se limpos, puros e dignos de representar o Senhor. Mantenham sua saúde e suas forças. Estudem as escrituras. Onde for possível, participem do seminário ou do instituto. Procurem conhecer bem o guia missionário Pregar Meu Evangelho.

Uma palavra para vocês, moças: embora não tenham a mesma responsabilidade de servir como missionárias de tempo integral, como os rapazes do sacerdócio têm, vocês também fazem uma valiosa contribuição como missionárias, e ficamos felizes quando decidem servir.

E agora para vocês, irmãos e irmãs mais idosos, precisamos de muitos mais casais idosos. Aos casais fiéis que hoje servem ou que serviram no passado, queremos agradecer a vocês por sua fé e devoção ao evangelho de Jesus Cristo. Vocês servem de boa vontade e o fazem muito bem, realizando muitas coisas boas.

Aos que ainda não estão na idade de servir como casal missionário, peço-lhes que se preparem agora para o dia em que você e seu cônjuge poderão fazê-lo. Se as circunstâncias permitirem, quando estiverem prontos para se aposentar, e se sua saúde permitir, apresentem-se como voluntários para deixar o lar e servir como missionários de tempo integral. Há poucas ocasiões em sua vida em que vocês desfrutarão o doce espírito e a satisfação de servirem juntos em tempo integral na obra do Mestre.

Meus irmãos e irmãs, que estejamos em sintonia com o Espírito do Senhor ao ouvir as palavras de Seus servos nos próximos dois dias. Que essa seja a bênção concedida a cada um de nós, eu oro humildemente, em nome de Jesus Cristo. Amém.