“Filhas em Meu Reino”: A História e o Trabalho da Sociedade de Socorro

Julie B. Beck

Presidente Geral da Sociedade de Socorro


O estudo da história da Sociedade de Socorro define e exprime quem somos como discípulas e seguidoras de nosso Salvador, Jesus Cristo.

Esta reunião é uma dádiva para todas as filhas do Pai Celestial que desejam aprender e conhecer a vontade e a mente de Deus e compreender suas responsabilidades no plano Dele. Conversei com muitas de vocês no ano passado e senti o coração tocado ao fitá-las nos olhos, abraçá-las, rir e chorar com vocês e ouvi-las falar de suas tristezas, alegrias e vitórias. Cada uma de vocês tem um valor indescritível, e o Pai Celestial as conhece individualmente. Como filhas de Deus, vocês se preparam para designações eternas, e cada uma de vocês tem identidade, natureza e responsabilidade femininas. O sucesso das famílias e comunidades desta Igreja e do precioso plano de salvação depende de sua fidelidade. Oh, queridas irmãs, como amamos vocês e oramos por vocês!

Todas nós estamos no meio de uma experiência muito pessoal na mortalidade. Duas irmãs que conheci recentemente ilustram como se vive fielmente. Uma das irmãs mora na região central do Brasil. Sua adorável casa de tijolos vermelhos, com seu quintal de terra vermelha, cercada por um muro de tijolos vermelhos, é um refúgio e abrigo do mundo exterior. Seus filhos ativos e vivazes sabem cantar os hinos da Primária, e nas paredes da casa estão afixadas gravuras do Salvador, de templos e de profetas de Deus, recortadas da revista A Liahona. Ela e o marido fizeram sacrifícios pessoais para serem selados no templo a fim de que os filhos nascessem no convênio. Ela me disse que ora continuamente para que o Senhor lhe dê suficiente força e inspiração para criar os filhos na luz, na verdade e na força do evangelho.

Outra irmã mora sozinha num minúsculo apartamento no octogésimo andar de um prédio em Hong Kong. Ela tem algumas dificuldades físicas, mas é independente e alegre. Ela é o único membro da Igreja na família. Numa pequena estante estão suas escrituras, seus manuais da Sociedade de Socorro e outros livros da Igreja. Ela fez de seu lar um refúgio repleto da presença do Espírito, e ela é uma luz para todos em seu ramo.

Advertências

Sabemos que muitas irmãs vivem em situação opressiva ou arriscada. Algumas passam fome constantemente, e outras precisam reunir coragem todos os dias para continuar a ter fé, apesar das frustrações e da traição que sofrem. Como vivemos nos últimos dias nesta Terra, há sinais de grandes dificuldades em toda parte. Há muitos mitos e conceitos errôneos sobre a força, o propósito e a posição das mulheres da Igreja. Os mitos mais difundidos dão a entender que somos menos importantes que os homens, que geralmente somos dóceis, mas mal-informadas, e que não importa o que façamos, jamais conseguiremos ser aceitas por nosso Pai Celestial. Como disse o Apóstolo Pedro, há “entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertadamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou”. 1

O Livro de Mórmon descreve o que acontece hoje:

“Pois eis que nesse dia [Satanás] se enfurecerá no coração dos filhos dos homens e incitá-los-á a irarem-se contra o que é bom.

E a outros pacificará e acalentará com segurança carnal, de modo que dirão: Tudo vai bem em Sião; sim, Sião prospera. Tudo vai bem —e assim o diabo engana suas almas e os conduz cuidadosamente ao inferno.

E eis que a outros ele lisonjeia, dizendo-lhes que não há inferno; e diz: Eu não sou o diabo, porque ele não existe —e assim lhes sussurra aos ouvidos até agarrá-los com suas terríveis correntes”. 2

No crescente clima de cobrança de direitos, desculpas, apatia e tentação, as filhas de Deus que não são vigilantes, fervorosas e inspiradas sofrem um risco cada vez maior de se tornarem o que as escrituras descrevem como “mulheres néscias” 3 que adoram “deuses estranhos”. 4 Infelizmente, em consequência das dificuldades da vida e das difundidas heresias do mundo, muitas irmãs acreditam mais nos mitos do que na verdade. Esse desvio em relação ao plano de Deus é visto em pesquisas que demonstram que muitas não estão fazendo coisas essenciais como orar e ler as escrituras. O próprio Senhor disse que este é um “dia de advertência e não de muitas palavras”. 5

A Sociedade de Socorro Foi Organizada para Ser uma Proteção e um Refúgio

Para zelar por Suas filhas, ensiná-las e inspirá-las nestes tempos perigosos, Deus autorizou o Profeta Joseph Smith a organizar as mulheres da Igreja. Essa organização estabelecida por Deus e dirigida pelo sacerdócio foi chamada de Sociedade de Socorro.

O propósito da Sociedade de Socorro é preparar as filhas de Deus para as bênçãos da vida eterna, à medida que aumentam sua fé e dignidade pessoal, fortalecem a família e o lar, e buscam e ajudam os necessitados.

A Sociedade de Socorro esclarece nosso trabalho e nos une como filhas de Deus na defesa de Seu plano. Nesta época de identidades indefinidas, confusão e distração, a Sociedade de Socorro deve ser uma bússola e um guia para ensinar a verdade às mulheres fiéis. As mulheres justas de hoje buscam uma manifestação abundante de revelação para resistirem às distrações, para combaterem o mal e a destruição espiritual e para erguerem-se das tragédias pessoais aumentando sua fé, fortalecendo a família e provendo auxílio para o próximo.

A História e o Trabalho da Sociedade de Socorro

A nossa presidência orou, jejuou, ponderou e aconselhou-se com os profetas, videntes e reveladores para saber o que Deus deseja que façamos para ajudar Suas filhas a serem fortes diante das “calamidades que adviriam aos habitantes da Terra”. 6 A resposta foi que as irmãs da Igreja deviam conhecer e aprender a história da Sociedade de Socorro. O conhecimento da história da Sociedade de Socorro fortalece a identidade e o valor das mulheres fiéis, que são importantes alicerces.

Consequentemente, uma história da Sociedade de Socorro para a Igreja está sendo concluída e estará à disposição do público no ano que vem. Antecipando isso, a história da Sociedade de Socorro recebe cada vez mais atenção em lugares como a página das professoras visitantes da revista A Liahona.A Liahona A preparação da história tem sido uma experiência inspirada e repleta de revelações.

Ao estudarmos a história da Sociedade de Socorro, descobrimos que a visão e o propósito do Senhor para a Sociedade de Socorro não foram de uma sonolenta reunião de domingo. Ele tinha muitas coisas em mente, algo bem maior do que um clube de senhoras ou um grupo de entretenimento para pessoas com interesses especiais.

Ele pretendia que a Sociedade de Socorro ajudasse a edificar Seu povo e a prepará-lo para as bênçãos do templo. Ele estabeleceu essa organização para adequar Suas filhas a Sua obra e convocar a ajuda delas na edificação de Seu reino e no fortalecimento dos lares de Sião.

A História Nos Ensina Quem Somos

Estudamos nossa história para entender onde estamos. Há um anseio mundial entre as mulheres de bem no sentido de conhecerem sua identidade, valor e importância. O estudo e a aplicação da história da Sociedade de Socorro definem e exprimem quem somos como discípulas e seguidoras de nosso Salvador Jesus Cristo. Nossa fidelidade e nosso serviço são sinais de nossa conversão e compromisso de lembrar-nos Dele e de segui-Lo. Em julho de 1830, no início da Restauração de Sua Igreja, o Senhor escolheu Sua primeira líder feminina desta dispensação e, numa revelação para ela, disse-lhe: “[Eu] me dirijo a ti, Emma Smith, minha filha; pois em verdade eu te digo: Todos os que recebem meu evangelho são filhos e filhas em meu reino”. 7

A história da Sociedade de Socorro nos ensina que nosso Pai Celestial conhece Suas filhas. Ele as ama e lhes dá responsabilidades específicas, Ele fala com elas e as guia durante sua missão mortal. Além disso, a história da Sociedade de Socorro eleva e torna válida a posição das mulheres e mostra como elas trabalham em conjunto com os fiéis líderes do sacerdócio.

A História Nos Ensina o Que Devemos Fazer

Estudamos nossa história para aprender o que devemos fazer. Pelo estudo da nossa história aprendemos o que devemos fazer a fim de preparar-nos para as bênçãos da vida eterna. A Sociedade de Socorro é uma organização que sempre teve a responsabilidade de organizar o potencial das irmãs, nas alas e ramos de Sião. Por intermédio das reuniões da Sociedade de Socorro, do ministério de professoras visitantes e do serviço prestado em ambas as situações, as filhas de Deus são ensinadas, cuidadas e inspiradas em sua responsabilidade no trabalho e reino do Senhor. As presidentes da Sociedade de Socorro das alas e dos ramos são chamadas para dirigir esse trabalho.

Há um ano, nesta reunião, anunciamos normas relativas às reuniões da Sociedade de Socorro. Estamos felizes em anunciar que na maior parte das alas e dos ramos em todo o mundo as presidências de Sociedade de Socorro e as irmãs aceitaram essas normas e o espírito que existe por trás delas. Tem sido uma alegria ver a renovação do propósito histórico e do trabalho da Sociedade de Socorro. Temos visto ainda maior dignidade, identidade e importância na Sociedade de Socorro, agora que todas as reuniões das irmãs são denominadas e anunciadas refletindo simplesmente o que são — reuniões da Sociedade de Socorro. Estamos vendo um aumento na fé e na retidão pessoal, um fortalecimento das famílias e dos lares e mais assistência sendo oferecida pelas irmãs por meio do uso correto das reuniões da Sociedade de Socorro. Todas as normas referentes a reuniões da Sociedade de Socorro, professoras visitantes e outros trabalhos da Sociedade de Socorro são embasadas na história da Sociedade de Socorro e são aprovadas pela Primeira Presidência.

Sempre foi uma responsabilidade da Sociedade de Socorro participar do trabalho de salvação. Desde o início da Igreja restaurada, as irmãs foram as primeiras, as últimas e as sempre presentes no atendimento às situações que surgem no dia a dia. A partir da Sociedade de Socorro, as irmãs vão adiante para servir na Primária, nas Moças, na Escola Dominical e em outros trabalhos, e são um farol de luz e virtude para a nova geração. O serviço pessoal edifica cada irmã individualmente, mas o serviço unido de milhões de mulheres fiéis gera uma formidável força de fé na obra do Senhor. A história mostra que desde o início da Restauração as irmãs sempre estiveram à frente para compartilhar o evangelho, e continuam a fazê-lo ao servir em missões, ao preparar rapazes e moças para servir em uma missão e ao convidar amigos, vizinhos e familiares a compartilhar das bênçãos do evangelho. Também aprendemos na história que o Profeta Joseph Smith usava as reuniões da Sociedade de Socorro para instruir as irmãs em sua preparação para o templo. Hoje em dia, a história da família e o trabalho do templo continuam a fazer parte das principais obrigações da Sociedade de Socorro.

O entendimento de nosso propósito histórico ajuda as mulheres a aprender e a determinar devidamente as prioridades, de modo a “não [despender] dinheiro naquilo que não tem valor, nem [seu] trabalho naquilo que não pode satisfazer”. 8 A Sociedade de Socorro sempre teve a responsabilidade de fazer o que o Apóstolo Paulo ensinou — Ensinar as mulheres jovens a ser sóbrias, discretas e castas, e ensinar as casadas a amar o marido e os filhos e a fortalecer o lar. 9 A história da Sociedade de Socorro nos ensina a cuidar das coisas essenciais que vão salvar-nos e santificar-nos, e das coisas necessárias que vão tornar-nos autossuficientes e úteis no reino do Senhor.

Um tema constante ao longo de toda a nossa história é o de que as irmãs que utilizam o poder do Espírito Santo agem sob a inspiração do Senhor em sua vida e recebem revelação para suas responsabilidades.

A História Une as Mulheres Fiéis

Estudamos nossa história porque ela unifica as mulheres fiéis. A história da Sociedade de Socorro é a história inspiradora de mulheres fortes, fiéis e decididas. Como parte da Igreja restaurada do Senhor, a Sociedade de Socorro está hoje em aproximadamente 170 países. Por todo o mundo, as mulheres adultas da Igreja do Senhor podem receber responsabilidades grandes e importantes.

As meninas e as moças na Igreja aprendem a estabelecer metas por meio dos programas Fé em Deus e Progresso Pessoal, que as encaminham para o templo e para suas responsabilidades futuras. Na Sociedade de Socorro elas continuam a progredir rumo às bênçãos do templo e da vida eterna, aumentando sua fé e sua retidão pessoal, fortalecendo seu lar e sua família, e buscando e ajudando os necessitados. As irmãs fiéis aprendem a fazer essas coisas com bem pouco aplauso ou reconhecimento pelo trabalho que fazem. Isso ocorre porque a Sociedade de Socorro segue o ensinamento do Senhor Jesus Cristo, que disse que, quando damos esmolas (ou ofertas) em segredo, nosso Pai Celestial, que vê em segredo, recompensa-nos abertamente. 10

Ao longo de toda a história e trabalho da Sociedade de Socorro, estamos unidas a uma grande irmandade mundial de jovens e idosas, ricas e pobres, instruídas e iletradas, solteiras e casadas, todas fortes e inamovíveis filhas de Deus.

O Conhecimento da História Pode Ajudar-nos a Mudar

Estudamos nossa história porque isso nos ajuda a mudar. Por fim, o valor da história não se concentra tanto em suas datas, épocas e locais. Ela é valiosa porque nos ensina os princípios, propósitos e modelos que devemos seguir, ajuda-nos a saber quem somos e o que devemos fazer, e nos une no fortalecimento dos lares de Sião e na edificação do reino de Deus na Terra. A Sociedade de Socorro, quando funciona de modo inspirado, pode substituir o temor, a dúvida e o egoísmo pela fé, esperança e caridade. Ao levarmos o trabalho do Senhor adiante, a história da Sociedade de Socorro continuará a ser escrita por irmãs fiéis do mundo inteiro. O Senhor fortalece a Sociedade de Socorro no presente em que vivemos e prepara um futuro glorioso para Suas filhas.

Presto-lhes meu testemunho da realidade de nosso Pai Celestial e de Seu Filho Jesus Cristo. Por intermédio do Profeta Joseph Smith, o evangelho — as boas novas de nossa identidade e nosso propósito — foi restaurado na Terra. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir Referências

  1.  

    1.  II Pedro 2:1.

  2.  

    2.  2 Néfi 28:20–22.

  3.  

    3.  II Timóteo 3:6.

  4.  

    4.  Josué 24:23.

  5.  

    5.  Doutrina e Convênios 63:58.

  6.  

    6.  Doutrina e Convênios 1:17.

  7.  

    7.  Doutrina e Convênios 25:1.

  8.  

    8.  2 Néfi 9:51.

  9.  

    9. Ver Tito 2:4–5.

  10.  

    10. Ver Mateus 6:4; 3 Néfi 13:4.