É Melhor Olhar para Cima

Carl B. Cook

Dos Setenta


Se olharmos para Deus em busca de ajuda, como o Presidente Monson, não nos sentiremos sobrecarregados com os fardos da vida.

No final de um dia particularmente cansativo, no fim de minha primeira semana como Autoridade Geral, minha maleta estava lotada e minha mente se debatia com a pergunta: “Como é que vou conseguir fazer isso?” Saí do escritório dos Setenta e entrei no elevador do Edifício Administrativo da Igreja. Enquanto o elevador descia, fiquei cabisbaixo, fitando indiferentemente o chão.

A porta abriu e alguém entrou, mas não ergui o rosto. Quando a porta fechou, ouvi alguém perguntar: “O que você está olhando aí no chão?” Reconheci a voz: era o Presidente Thomas S. Monson.

Rapidamente ergui o rosto e respondi: “Oh, nada, não”. (Tenho certeza que essa resposta inspirou confiança em minha capacidade!)

Mas ele tinha visto meu semblante abatido e minha maleta pesada. Sorriu e sugeriu com amor, apontando para o céu: “É melhor olhar para cima!” Ao descermos mais um andar, ele explicou alegremente que estava a caminho do templo. Quando se despediu, seu olhar falou-me de novo ao coração: “Agora, lembre-se, é melhor olhar para cima”.

Ao nos separarmos, as palavras desta escritura me vieram à mente: “Acreditai em Deus; acreditai que ele existe (…) ; acreditai que ele tem toda a sabedoria e todo o poder, tanto no céu como na Terra”.1 Ao pensar no poder do Pai Celestial e Jesus Cristo, meu coração encontrou o consolo que eu buscava em vão, ao fitar o piso do elevador que descia.

Desde aquele momento, tenho ponderado essa experiência e o papel dos profetas. Eu estava sobrecarregado e cabisbaixo. Quando o profeta falou e o fitei, ele redirecionou meu olhar para Deus, que podia curar-me e fortalecer-me por meio da Expiação de Cristo. É isso que os profetas fazem por nós. Eles nos conduzem a Deus.2

Testifico que o Presidente Monson não é apenas um profeta, vidente e revelador, mas também um maravilhoso exemplo do princípio de olhar para cima. De todas as pessoas, ele é quem mais poderia sentir-se sobrecarregado por suas responsabilidades. Em vez disso, ele exerce grande fé e está cheio de otimismo, sabedoria e amor pelas pessoas. Sua atitude é de alguém que “pode fazer” e que “fará”. Ele confia no Senhor para obter forças, e o Senhor o abençoa.

A experiência ensinou-me que, quando exercemos nossa fé e olhamos para Deus em busca de ajuda, como o Presidente Monson, não nos sentiremos sobrecarregados com os fardos da vida. Não nos sentiremos incapazes de fazer o que formos chamados para fazer e que precisamos fazer. Seremos fortalecidos, e nossa vida se encherá de paz e alegria.3 Compreenderemos que a maior parte de nossas preocupações não são com coisas de significado eterno — e se for, o Senhor vai ajudar-nos. Mas precisamos ter fé para olhar para cima e a coragem de seguir Sua orientação.

Por que é um desafio olhar constantemente para cima em nossa vida? Talvez não tenhamos fé na possibilidade de esse simples ato solucionar nossos problemas. Por exemplo, quando os filhos de Israel foram picados por serpentes venenosas, Moisés recebeu ordem de erguer uma serpente de bronze em um mastro. A serpente de bronze representava Cristo. Aqueles que olhassem para a serpente, conforme orientados pelo profeta, seriam curados.4 Mas muitos não olharam, e pereceram.5

Alma concordou que o motivo pelo qual os israelitas não olharam para a serpente foi porque não acreditavam que isso os curaria. As palavras de Alma são relevantes para nós hoje:

“Ó meus irmãos, se pudésseis ser curados simplesmente olhando ao redor para serdes curados, não o faríeis rapidamente? Ou preferiríeis endurecer o coração na incredulidade e ser negligentes (…)?

Se assim for, a desgraça cairá sobre vós; mas se não for, então olhai ao redor e começai a acreditar no Filho de Deus, que ele virá para remir seu povo e que ele sofrerá e morrerá para expiar os pecados deles; e que ele se levantará dos mortos”.6

O incentivo do Presidente Monson para que eu olhasse para cima é uma metáfora do ato de lembrar-nos de Cristo. Ao lembrar-nos Dele e confiar em Seu poder, recebemos forças por meio de Sua Expiação. Esse é o meio pelo qual podemos ser aliviados de nossas ansiedades, nossos fardos e nosso sofrimento. Esse é o meio pelo qual podemos ser perdoados e curados da dor de nossos pecados. Esse é o meio pelo qual podemos receber a fé e a força para suportar todas as coisas.7

Recentemente, minha esposa e eu assistimos a uma conferência de mulheres na África do Sul. Depois de ouvirmos algumas mensagens inspiradoras sobre como aplicar a Expiação em nossa vida, a presidente da Sociedade de Socorro convidou todos a irem para fora. Deu a cada pessoa um balão de gás hélio. Explicou que nosso balão representava todos os fardos, provações ou dificuldades que impediam nosso progresso na vida. Ao contar até três, soltamos nossos balões, ou nossos “fardos”. Ao olharmos para cima e vermos nossos fardos voarem para longe, ouviu-se um audível “Ahhh”. Aquele simples ato de soltar nossos balões foi um excelente lembrete da indescritível alegria que sentimos ao olhar para cima e pensar em Cristo.

Ao contrário do balão de gás hélio, o ato de olhar para cima espiritualmente não é uma experiência única. Aprendemos na oração sacramental que devemos sempre lembrar-nos Dele e guardar Seus mandamentos, para que possamos ter conosco Seu Espírito todos os dias para guiar-nos.8

Quando os filhos de Israel vagavam pelo deserto, o Senhor guiou-os em sua jornada a cada dia, quando olhavam para Ele pedindo orientação. Lemos em Êxodo: “E o Senhor ia adiante deles, de dia numa coluna de nuvem para os guiar pelo caminho, e de noite numa coluna de fogo para os iluminar”.9 Sua liderança era constante, e presto-lhes meu humilde testemunho de que o Senhor pode fazer o mesmo por nós.

Como Ele nos lidera hoje? Por meio de profetas, apóstolos e líderes do sacerdócio e por meio de sentimentos que temos depois de abrirmos o coração e a alma ao Pai Celestial em oração. Ele nos lidera quando abandonamos as coisas do mundo, arrependemo-nos e mudamos. Ele nos lidera quando guardamos Seus mandamentos e procuramos ser mais semelhantes a Ele. E Ele nos lidera por meio do Espírito Santo.10

Para sermos guiados na jornada da vida e termos a companhia constante do Espírito Santo, precisamos ter “ouvido que ouve” e “olho que vê”, ambos voltados para cima.11 Precisamos colocar em prática a orientação que recebemos. Precisamos olhar para cima e progredir sempre. Ao fazermos isso, sei que ficaremos felizes, porque Deus quer que sejamos felizes.

Somos filhos do Pai Celestial. Ele quer fazer parte de nossa vida, abençoar-nos e ajudar-nos. Ele vai curar nossas feridas, enxugar nossas lágrimas e ajudar-nos no caminho de volta a Sua presença. Se olharmos para Ele, Ele vai liderar-nos.

Jesus, minha luz, eu não temerei;
Tu és meu amor, consolo terei! (…)
Jesus, minha luz conforto traz
Tua mão meus passos conduz.12

Presto testemunho de que pecados são perdoados e fardos são aliviados quando olhamos para Cristo. “Lembremo-nos dele (…) e não inclinemos a cabeça” 13 porque, como o Presidente Monson disse, “É melhor olhar para cima”.

Testifico que Jesus é nosso Salvador e Redentor, em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir Referências

  1.  

    1.  Mosias 4:9.

  2.  

    2. Ver 2 Néfi 2:25, 26.

  3.  

    3. Ver Mosias 24:15.

  4.  

    4. Ver Números 21:8–9.

  5.  

    5. Ver 1 Néfi 17:41.

  6.  

    6.  Alma 33:21–22; ver também versículos 19–20.

  7.  

    7. Ver Alma 36:3, 17–21; 3 Néfi 9:13.

  8.  

    8. Ver Doutrina e Convênios 20:77.

  9.  

    9.  Êxodo 13:21.

  10.  

    10. Ver 2 Néfi 9:52; 31:13; Doutrina e Convênios 121:46.

  11.  

    11.  Provérbios 20:12.

  12.  

    12. “Jesus, Minha Luz”, Hinos, nº 44.

  13.  

    13.  2 Néfi 10:20.