Pular para a Navegação Principal
Outubro 2015 | Voltem-se a Ele, e as Respostas Virão

Voltem-se a Ele, e as Respostas Virão

Outubro 2015 Conferência Geral

Sejam obedientes, lembrem-se das vezes em que, no passado, sentiram o Espírito e peçam com fé. Sua resposta virá.

Quando eu era jovem, meus pais se tornaram membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Sabíamos que os missionários estavam lhes ensinando, mas meus pais receberam as lições sozinhos.

Depois dessa notícia inesperada, meus irmãos e eu começamos a ouvir os missionários também e cada um deles recebeu a mensagem da Restauração com alegria. Embora eu estivesse curioso, não tinha o menor desejo de mudar minha vida. No entanto, aceitei o desafio de orar para saber se o Livro de Mórmon era a palavra de Deus, mas não recebi nenhuma resposta.

Talvez vocês se perguntem por que o Pai Celestial não respondeu àquela oração; sem dúvida eu me perguntei. Desde aquela época, aprendi que a promessa feita por Morôni está correta. Deus responde nossas orações a respeito da veracidade do evangelho, mas as responde quando as fazemos com “um coração sincero e com real intenção”.1 Ele não responde apenas para satisfazer nossa curiosidade.

Talvez haja algo em sua vida sobre o qual tenham uma dúvida. Talvez tenham um problema que não saibam bem como resolver. Hoje gostaria de compartilhar alguns pensamentos que podem ajudá-los a obter as respostas ou a ajuda que estão procurando. O processo começa com o fato de sermos convertidos ao evangelho de Jesus Cristo.

Receber Revelação Depende da Condição e do Intento de Nosso Coração

Pensei sobre os relatos de várias pessoas nas escrituras. Tomemos, por exemplo, Lamã e Lemuel. Como Néfi, eles foram “nascidos de bons pais” e ensinados “em todo o conhecimento de [seu] pai”.2 No entanto, murmuraram porque seu pai era um visionário. Do ponto de vista deles, as decisões de seu pai desafiavam a lógica, porque eles desconheciam os procedimentos de Deus e, portanto, não acreditavam.3

É interessante notar que as escolhas que fizeram permitiam-lhes o acesso a experiências com grande potencial de edificar a fé. Eles deixaram seu lar e suas riquezas. Sofreram durante a jornada pelo deserto. Por fim, ajudaram a construir o navio e concordaram em ir para uma terra desconhecida.

Néfi passou pelas mesmas experiências. Mas será que essas ações edificaram Lamã e Lemuel em sua fé? A fé que Néfi tinha tornou-se forte, mas Lamã e Lemuel ficaram mais arrogantes e enfurecidos. Esses irmãos até mesmo viram e ouviram um anjo, mas, infelizmente, continuaram a duvidar.4

A vida mortal não é fácil para nenhum de nós. Fomos colocados na Terra para sermos provados e testados. A maneira como lidamos com as experiências da vida frequentemente vai influenciar muito nosso testemunho. Pensem em algumas reações de Lamã e Lemuel: Eles murmuraram quando seu pai pediu-lhes que fizessem coisas difíceis.5 Tentaram obter as placas de latão, mas, quando não foram bem-sucedidos, desistiram. A atitude deles foi: “Já tentamos. Que mais podemos fazer?”6

Houve até uma época em que ficaram pesarosos por sua maldade e pediram perdão.7 Eles oraram e foram perdoados. No entanto, as escrituras relatam que depois eles voltaram a reclamar e recusaram-se a orar. Foram até Néfi e disseram que não podiam “compreender as palavras de [seu] pai”.8 Néfi perguntou-lhes se eles tinham “perguntado ao Senhor”.9 Observem a resposta deles: “Não perguntamos, porque o Senhor não nos dá a conhecer essas coisas”.10

A Obediência Constante Permite-nos Receber Respostas

A resposta de Néfi a seus irmãos é a chave para que recebamos respostas constantes às nossas orações:

“Por que não guardais os mandamentos do Senhor? Quereis perecer por causa da dureza de vosso coração?

Não vos lembrais das coisas que o Senhor disse? — Se não endurecerdes vosso coração e me pedirdes com fé, acreditando que recebereis, guardando diligentemente os meus mandamentos, certamente estas coisas vos serão dadas a conhecer”.11

Conheço alguns ex-missionários que tiveram experiências espirituais inegáveis, mas a falta de certos hábitos espirituais parece que fez com que se esquecessem dos momentos em que Deus falou a eles. Para aqueles ex-missionários e para todos nós: Se “haveis sentido o desejo de cantar o cântico do amor que redime, eu perguntaria: Podeis agora sentir isso?”12 Se não o sentimos agora, podemos senti-lo novamente, mas devemos ponderar o conselho de Néfi. Sejam obedientes, lembrem-se das vezes em que, no passado, sentiram o Espírito e peçam com fé. Sua resposta virá, e sentirão o amor e a paz do Salvador. Talvez não venha tão rapidamente ou da maneira que desejam, mas a resposta virá. Não desistam! Nunca desistam!

Vamos comparar Lamã e Lemuel com os filhos de Mosias. Os dois grupos de homens foram criados em famílias justas, mas ambos se desviaram do caminho. Ambos foram chamados ao arrependimento por um anjo, mas o que foi diferente com a experiência dos filhos de Mosias?

As Provações Edificarão Nossa Fé

O sucesso missionário deles é inesquecível. Milhares foram convertidos aos caminhos do Senhor. No entanto, muitas vezes esquecemos que, quando começaram sua missão, quando seu “coração se achava deprimido e [estavam] para voltar, eis que o Senhor [os] confortou”. Eles foram aconselhados pelo Senhor a “[suportar] com paciência [suas] aflições”.13

O Estudo das Escrituras Nos Diz a Vontade de Deus

Por que as provações dos filhos de Mosias fortaleceram sua fé e seu comprometimento em vez de levá-los a murmurar ou a duvidar? O importante é que “haviam-se fortalecido no conhecimento da verdade; porque eram homens de grande entendimento e haviam examinado diligentemente as escrituras para conhecerem a palavra de Deus”.14 Todos nós enfrentamos provações e temos dúvidas, mas devemos nos lembrar de que precisamos “continuamente [nos agarrar] à barra de ferro”.15 “As palavras de Cristo [nos] dirão todas as coisas que [devemos] fazer”.16 Precisamos fazer do estudo das escrituras uma parte diária de nossa vida, porque isso vai abrir as portas da revelação.

A Oração, Combinada com o Jejum, Leva à Revelação

Para os filhos de Mosias, “isto, porém, não [era] tudo; haviam-se devotado a muita oração e jejum; por isso tinham o espírito de profecia e o espírito de revelação”.17 A oração e o jejum permitirão que sejamos sensíveis aos sussurros do Espirito. A comunicação com o Pai Celestial durante o período em que propositalmente nos abstemos de comer e beber permite-nos “[soltar] as ligaduras de impiedade [e desfazer] as cordas do jugo”.18 A oração, combinada com o jejum, vai nos prover de modo que, quando “clamarmos, (…) o Senhor [nos] responderá; (…) [e quando gritarmos], (…) ele dirá: Eis-me aqui”.19

Voltar-se a Ele

Esses hábitos religiosos pessoais — a obediência, o estudo das escrituras, a oração e o jejum — fortaleceram os filhos de Mosias. A falta desses mesmos hábitos religiosos pessoais foi o principal motivo pelo qual Lamã e Lemuel ficaram vulneráveis à tentação de murmurar e duvidar.

Se vocês se sentem tentados a reclamar, se vocês têm dúvidas que levam à incredulidade, se as provações parecem maiores do que podem suportar, voltem-se a Ele. Se vocês forem aqueles que se afastaram ou justificaram seu comportamento, voltem-se a Ele. Vocês conseguem lembrar-se de quando Ele deu “paz a [sua] mente? Que maior testemunho [podem] ter que o de Deus?”20 Perguntem a si mesmos: “Estou tão perto de viver como Cristo agora como estava antes?” Por favor, voltem-se a Ele.

Agora posso voltar para minha história pessoal. Por fim, comecei a ser sincero. Lembro-me de quando o missionário que estava me ensinando perguntou se eu estava pronto para ser batizado. Respondi que ainda tinha algumas perguntas. Aquele missionário sábio me disse que ele poderia respondê-las, mas que eu teria que responder à pergunta dele primeiro. Ele me perguntou se o Livro de Mórmon era verdadeiro e se Joseph Smith era um Profeta. Disse-lhe que não sabia, mas que gostaria de saber.

Minhas perguntas aumentaram minha fé. Para mim, a resposta veio não como um acontecimento, mas como um processo. Percebi que, “pondo à prova [as] palavras” e começando a “[exercer] uma partícula de fé”, o Livro de Mórmon começou “a ser-me [delicioso]” e ele começou a “iluminar-me o entendimento” e a verdadeiramente “dilatar-me a alma”. Por fim, tive essa experiência que as escrituras definem como um inchaço dentro do peito.21 Foi nesse momento que desejei ser batizado e entregar minha vida a Jesus Cristo.

Eu realmente sei que o Livro de Mórmon é a palavra de Deus. Sei que Joseph Smith foi um Profeta. Ah, ainda há coisas que não compreendo, mas meu testemunho da verdade me aproxima do Salvador e aumenta minha fé.

Irmãos e irmãs, lembrem-se de Néfi e dos filhos de Mosias, que passaram por experiências espirituais e, em seguida, agiram com fé para que as respostas viessem e para que sua fidelidade aumentasse. Comparem isso com a atitude de Lamã e Lemuel, que duvidaram e murmuraram. Mesmo que às vezes tenham agido de maneira adequada, a obra sem fé é morta. Precisamos ter fé e obras para recebermos respostas.

Espero que, enquanto vocês estavam ouvindo as mensagens nesta tarde, o Espírito tenha gravado em sua mente e em seu coração algo que possam fazer para ter suas perguntas respondidas ou para encontrar uma solução inspirada para os problemas que estão enfrentando. Presto solene testemunho de que Jesus é o Cristo. Voltem-se a Ele e suas orações serão respondidas. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir ReferênciasOcultar Referências