Pular para a Navegação Principal
Abril 2016 | Uma Responsabilidade Sagrada

Uma Responsabilidade Sagrada

Abril 2016 Conferência Geral

Essa preciosa dádiva do poder do sacerdócio traz consigo não apenas responsabilidades solenes, mas também bênçãos especiais para nós mesmos e para outras pessoas.

Meus amados irmãos, oro para que o Espírito oriente minhas palavras nesta noite. Um elo em comum nos une. Foi-nos confiado portar o sacerdócio de Deus e agir em Seu nome. Temos uma responsabilidade sagrada. Espera-se muito de nós.

Lemos em Doutrina e Convênios, seção 121, versículo 36, “que os direitos do sacerdócio são inseparavelmente ligados com os poderes do céu”. Que dom maravilhoso nos foi dado. Temos a responsabilidade de preservar e de proteger o sacerdócio e de ser dignos de todas as bênçãos gloriosas que nosso Pai Celestial reservou para nós — e para outras pessoas por nosso intermédio.

Onde quer que estejam, seu sacerdócio estará com vocês. Será que estão permanecendo em lugares santos? Antes de colocarem vocês mesmos e seu sacerdócio em risco, aventurando-se a ir a certos lugares ou a participar de certas atividades que não são dignas de vocês ou desse sacerdócio, ponderem cuidadosamente as consequências. Lembrem-se de quem vocês são e do que Deus espera que se tornem. Vocês são filhos da promessa. Vocês são homens de poder. Vocês são filhos de Deus.

Essa preciosa dádiva do poder do sacerdócio traz consigo não apenas responsabilidades solenes, mas também bênçãos especiais para nós mesmos e para outras pessoas. Que sejamos sempre, em qualquer lugar em que nos encontremos, dignos de invocar Seu poder, pois nunca sabemos quando teremos a necessidade ou quando virá a oportunidade para tal.

Durante a Segunda Guerra Mundial, um amigo meu estava servindo no Sul do Pacífico, quando seu avião foi derrubado no oceano. Ele e outros membros da tripulação conseguiram, com sucesso, pular de paraquedas do avião em chamas, inflaram seus botes e permaneceram dentro deles por três dias.

No terceiro dia, eles avistaram o que eles sabiam ser uma embarcação de resgate. Essa embarcação passou por eles. Na manhã seguinte, ela passou por eles novamente. Eles começaram a ficar desesperados ao perceber que era o último dia em que a embarcação de resgate estaria por perto.

Em seguida, o Espírito Santo falou a meu amigo: “Você possui o sacerdócio. Ordene à equipe de resgate que venha buscá-los”.

E ele fez conforme solicitado: “Em nome de Jesus Cristo e pelo poder do sacerdócio, volte e nos busque”.

Dentro de poucos minutos, a embarcação estava ao lado deles, ajudando a conduzi-los ao convés. Um portador do sacerdócio digno e fiel, em um momento extremo, tinha exercido esse sacerdócio, abençoado sua vida e a vida de outras pessoas.

Que tenhamos a determinação, aqui e agora, de sempre estar preparados para nossos momentos de necessidade, nossos momentos de serviço, nossos momentos de bênçãos.

Ao encerrarmos esta sessão geral do sacerdócio, digo que vocês são “a geração eleita, o sacerdócio real” (1 Pedro 2:9). Que sejamos sempre dignos dessa honra divina. É minha oração de todo meu coração, em nome de Jesus Cristo, nosso Salvador. Amém.

Left
Right