Pular para a Navegação Principal
Abril 2017 | Como o Espírito Santo Nos Ajuda?

Como o Espírito Santo Nos Ajuda?

Abril 2017 Conferência Geral

O Espírito Santo adverte, o Espírito Santo consola e o Espírito Santo testifica.

Pouco tempo atrás, em uma noite de segunda-feira, minha esposa, Lesa, e eu visitamos uma jovem família em nossa vizinhança. Durante a visita, eles nos convidaram para participar da noite familiar, mencionando que seu filho de 9 anos de idade tinha preparado a lição. É claro que ficamos!

Após o hino de abertura, a oração e os assuntos familiares, o menino de 9 anos de idade começou lendo uma profunda pergunta da lição que ele mesmo tinha escrito: “Como o Espírito Santo nos ajuda?” Essa pergunta deu início a um debate significativo em família, e todos compartilharam ideias e impressões. Fiquei impressionado com a preparação da lição e com a ótima pergunta de nosso professor, a qual me fez ponderar repetidas vezes.

Lição escrita à mão para a noite familiar

Desde aquele momento, ainda me pergunto: “Como o Espírito Santo nos ajuda?” — uma pergunta particularmente relevante para as crianças da Primária que farão 8 anos e estão se preparando para o batismo, e para seus filhos que foram batizados e receberam o dom do Espírito Santo recentemente. Ela também é relevante para os milhares de recém-conversos — e até mesmo para muitos de nós, que somos conversos não tão recentes.

Convido cada um de nós, especialmente as crianças da Primária, a ponderar: “Como o Espírito Santo nos ajuda?” Ao refletir sobre essa pergunta, lembrei-me imediatamente de uma experiência que tive na juventude. Esta é uma história que contei ao Élder Robert D. Hales logo após meu chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos e que ele incluiu em um artigo que escreveu sobre minha vida, em uma revista da Igreja.1 Talvez alguns de vocês já tenham ouvido essa história, mas muitos talvez não.

Quando eu tinha mais ou menos 11 anos de idade, em um dia quente de verão, meu pai e eu fomos fazer uma trilha nas montanhas que ficavam perto de nossa casa. Conforme meu pai subia o íngreme percurso, eu pulava nas rochas ao longo das margens da trilha. Com a intenção de subir em uma das grandes rochas, comecei a escalá-la em direção ao topo. Quando estava galgando o topo da rocha, meu pai me agarrou pelo cinto, puxou-me para baixo e disse: “Não suba nessa rocha. Permaneça na trilha”.

Minutos depois, quando olhamos para baixo do alto da trilha, ficamos surpresos ao ver uma grande cascavel aquecendo-se ao sol, no topo da mesma rocha onde eu estava tentando subir.

Mais tarde, quando voltávamos de carro para casa, eu sabia que meu pai esperava que eu fizesse a pergunta: “Como é que você sabia que a serpente estava lá?” Fiz a pergunta, e ela nos levou a um debate sobre o Espírito Santo e como o Espírito Santo pode nos ajudar. Nunca me esqueci do que aprendi naquele dia.

Conseguem perceber como o Espírito Santo me ajudou? Sinto-me eternamente grato por meu pai ter ouvido a voz mansa e delicada do Espírito Santo, a qual provavelmente salvou minha vida.

O Que Sabemos sobre o Espírito Santo

Antes de ponderarmos mais profundamente sobre a pergunta “Como o Espírito Santo nos ajuda?”, vamos analisar algumas verdades sobre o Espírito Santo que foram reveladas pelo Senhor. Há muitas verdades eternas que poderíamos analisar, mas hoje destacarei apenas três.

Primeira: O Espírito Santo é o terceiro membro da Trindade. Aprendemos essa verdade na primeira regra de fé: “Cremos em Deus, o Pai Eterno, e em Seu Filho, Jesus Cristo, e no Espírito Santo”.2

Segunda: O Espírito Santo é um personagem de espírito, conforme descrito na escritura moderna: “O Pai tem um corpo de carne e ossos tão tangível como o do homem; o Filho também; mas o Espírito Santo não tem um corpo de carne e ossos, mas é um personagem de Espírito. Se assim não fora, o Espírito Santo não poderia habitar em nós”.3 Isso significa que o Espírito Santo tem um corpo espiritual, diferentemente de Deus, o Pai, e de Jesus Cristo, que têm um corpo físico. Essa verdade esclarece outros nomes dados ao Espírito Santo que soam familiares para nós, como Santo Espírito, Espírito de Deus, Espírito do Senhor, Santo Espírito da promessa e Consolador.4

Terceira: Recebemos o dom do Espírito Santo por imposição de mãos. Essa ordenança, que acontece após o batismo, nos qualifica para termos a companhia constante do Espírito Santo.5 Para realizar essa ordenança, portadores dignos do Sacerdócio de Melquisedeque colocam as mãos sobre a cabeça da pessoa,6 chamam-na pelo nome, declaram a autoridade do sacerdócio e, em nome de Jesus Cristo, confirmam-na membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e proferem a importante frase “Recebe o Espírito Santo”.

Como o Espírito Santo Nos Ajuda?

Com a simples análise dessas três importantes verdades sobre o Espírito Santo, voltamos à nossa primeira pergunta: “Como o Espírito Santo nos ajuda?”

O Espírito Santo Adverte

Como descrevi na experiência que tive em minha infância, o Espírito Santo pode nos ajudar ao nos advertir com antecedência contra perigos físicos e espirituais. Aprendi novamente sobre o importante papel que tem o Espírito Santo de advertir quando servi na Presidência de Área no Japão.

Nessa época, trabalhei de perto com o Presidente Reid Tateoka, da Missão Japão Sendai. Como era de costume na missão, o Presidente Tateoka planejou uma reunião para os líderes da missão na região sul de sua área. Poucos dias antes da reunião, o Presidente Tateoka teve uma inspiração, um sentimento em seu coração, de convidar todos os missionários da região para a reunião de liderança, em vez de convidar apenas os poucos élderes e sísteres que eram líderes na missão.

Quando ele anunciou suas intenções, algumas pessoas o lembraram de que essa reunião em particular não era planejada para todos os missionários, mas somente para os líderes da missão. No entanto, deixando de lado os protocolos com o intuito de obedecer à inspiração que tinha recebido, ele convidou para a reunião todos os missionários que estavam servindo em diversas cidades litorâneas, incluindo a cidade de Fukushima. No dia da reunião, 11 de março de 2011, os missionários estavam juntos em uma ampla reunião da missão na cidade de Koriyama, que ficava no interior.

Durante essa reunião, um terremoto de magnitude 9,0 e um tsunami atingiram a região do Japão onde se encontra a Missão Japão Sendai. Tragicamente, muitas cidades litorâneas — inclusive aquelas de onde vieram os missionários que estavam na reunião — foram devastadas e muitas vidas foram ceifadas. E a cidade de Fukushima sofreu um subsequente acidente nuclear.

Embora a capela onde os missionários estavam reunidos naquele dia tivesse sido danificada pelo terremoto, por terem seguido os sussurros do Espírito Santo, o Presidente e a Síster Tateoka e todos os missionários estavam reunidos em segurança. Eles estavam fora de perigo e a quilômetros de distância da devastação do tsunami e da precipitação nuclear.

À medida que derem ouvidos aos sussurros do Espírito Santo — impressões que são geralmente mansas e suaves —, vocês podem ser afastados, mesmo sem saber, do perigo espiritual e material.

Irmãos e irmãs, o Espírito Santo vai ajudá-los ao adverti-los, assim como advertiu meu pai e o Presidente Tateoka.

O Espírito Santo Consola

Para continuar respondendo à pergunta “Como o Espírito Santo nos ajuda?”, vamos agora examinar Seu papel como Consolador. Acontecimentos inesperados em nossa vida causam tristeza, dor e decepção. Contudo, em meio a essas provações, o Espírito Santo nos serve em um de Seus importantes papéis — o de Consolador, que é, na verdade, um de Seus nomes. Estas serenas e reconfortantes palavras de Jesus Cristo descrevem esse papel sagrado: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre”.7

Para ilustrar esse papel com mais profundidade, contarei a história verídica de uma família com cinco filhos, que se mudou de Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos, para uma pequena cidade há alguns anos. Os dois filhos mais velhos começaram a praticar esportes durante o Ensino Médio e a ter contato com amigos, líderes e treinadores — muitos dos quais eram membros fiéis da Igreja. Esses relacionamentos culminaram no batismo de Fernando, o filho mais velho, e de um irmão mais novo que ele.

Posteriormente, Fernando se mudou para longe de casa, continuou os estudos e jogou futebol americano universitário. Casou-se no templo com Bayley, a garota por quem era apaixonado durante o Ensino Médio. Quando Fernando e Bayley terminaram seus estudos, eles estavam aguardando ansiosamente pelo nascimento de sua primeira filha. Nesse ínterim, enquanto sua família ajudava com a mudança de Fernando e Bayley de volta para casa, Bayley e sua irmã estavam vindo pela rodovia e se envolveram em um trágico acidente com muitos veículos. Bayley e sua filha que ainda estava por nascer não sobreviveram.

Fernando e Bayley

Ainda que a dor de Fernando tenha sido profunda, assim como a dor dos pais e dos irmãos de Bayley, foram profundos também os contrastantes sentimentos de paz e de consolo que foram derramados sobre eles quase que imediatamente. O Espírito Santo em seu papel como Consolador realmente amparou Fernando durante esse inimaginável sofrimento. O Espírito transmitiu uma paz duradoura que conduziu Fernando a uma atitude de perdão e de amor para com todos os envolvidos no trágico acidente.

Os pais de Bayley ligaram para o irmão dela, que estava servindo como missionário na época do acidente. Em uma carta, ele descreveu seus sentimentos a respeito de ouvir a dura notícia sobre sua amada irmã: “Foi incrível ouvir a voz de vocês tão calma em meio a uma tempestade. Eu não sabia o que dizer. (…) Tudo em que conseguia pensar era no fato de não ter minha irmã quando eu chegasse em casa. (…) Fui consolado por seu infalível testemunho do Salvador e de Seu plano. O mesmo espírito doce que me deixa prestes a chorar quando estudo e ensino preencheu meu coração. Fui então consolado e lembrado das coisas que sei”.8

O Espírito Santo os ajudará ao consolá-los, assim como Ele consolou a família de Fernando e a de Bayley.

O Espírito Santo Testifica

O Espírito Santo também testifica e presta testemunho do Pai e do Filho e de toda verdade.9 O Senhor, falando a Seus discípulos, disse: “Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, (…) ele testificará de mim”.10

Para descrever o valioso papel do Espírito Santo como testemunha, vou continuar a história de Fernando e Bayley. Se vocês se lembram, mencionei que Fernando e seu irmão tinham sido batizados, mas seus pais e os três irmãos mais novos não. E, ao longo dos anos, apesar de terem recebido inúmeros convites para ouvirem as mensagens dos missionários, a família sempre os recusou.

Com o doloroso falecimento de Bayley e sua filha, a família de Fernando ficou inconsolável. Ao contrário de Fernando e da família de Bayley, eles não encontravam consolo nem paz. Não conseguiam compreender como seu próprio filho e a família de Bayley conseguiam suportar esse pesado fardo.

Por fim, eles concluíram que seu filho possuía algo que eles não possuíam: o evangelho restaurado de Jesus Cristo, e que isso era certamente sua fonte de paz e de consolo. Após terem percebido isso, convidaram os missionários para ensinar o evangelho à sua família. Como resultado, receberam sua própria confirmação e seu testemunho do grande plano de felicidade, que trouxe a eles a doce paz e o consolo sereno que estavam desesperadamente buscando.

Batismo da família de Fernando

Dois meses após a perda de Bayley e de sua neta que ainda estava por nascer, os pais de Fernando, assim como dois de seus irmãos mais novos, foram batizados, confirmados e receberam o dom do Espírito Santo. O irmão mais novo de Fernando anseia pelo dia em que será batizado, quando tiver 8 anos. Todos eles testificam que o Espírito Santo prestou testemunho da veracidade do evangelho, levando-os a ter o desejo de ser batizados e de receber o dom do Espírito Santo.

Irmãos e irmãs, o Espírito Santo vai ajudá-los ao testificar a vocês, assim como ele testificou à família de Fernando.

Resumo

Para resumir: Identificamos três verdades reveladas que nos levam a um conhecimento do Espírito Santo. São elas: O Espírito Santo é o terceiro membro da Trindade, o Espírito Santo é um personagem de espírito e recebemos o dom do Espírito Santo por imposição de mãos. Também identificamos três respostas para a pergunta: “Como o Espírito Santo nos ajuda?” O Espírito Santo adverte, o Espírito Santo consola e o Espírito Santo testifica.

Dignidade para Permanecer com o Dom do Espírito Santo

Para aqueles que estão se preparando para ser batizados e confirmados, para aqueles que passaram por isso recentemente ou até mesmo aqueles que já passaram por isso há muito tempo, é imprescindível para nossa segurança física e espiritual que permaneçamos com o dom do Espírito Santo. Começamos a fazê-lo ao nos esforçarmos por guardar os mandamentos, ao fazermos orações individuais e em família, ao lermos as escrituras e ao buscarmos um relacionamento de amor e de perdão para com nossos familiares e entes queridos. Devemos manter virtuosos nossos pensamentos, nossas ações e nossas palavras. Devemos adorar ao Pai Celestial em nosso lar, na Igreja e, sempre que possível, no templo sagrado. Mantenham-se próximos do Espírito e o Espírito Se manterá próximo de vocês.

Testemunho

Encerro agora com um convite e com meu firme testemunho. Convido-os a viver mais plenamente de acordo com as palavras tantas vezes cantadas por nossas crianças da Primária, palavras que tenho certeza de que elas reconhecem: “Ouça, ouça: o Espírito sussurra; Ouça, ouça sua mansa voz”.11

Meus queridos irmãos e irmãs, tanto os mais velhos quanto os mais jovens, presto meu testemunho da existência gloriosa dos seres divinos que fazem parte da Trindade: Deus, o Pai, Jesus Cristo e o Espírito Santo. Presto testemunho de que um dos privilégios de que desfrutamos ao viver na plenitude dos tempos como santos dos últimos dias é o dom do Espírito Santo. Sei que o Espírito Santo os ajuda e vai continuar a ajudá-los. Também acrescento meu testemunho especial de Jesus Cristo e de Seu papel como nosso Salvador e Redentor, e de Deus, como nosso Pai Celestial. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir ReferênciasOcultar Referências