New Experience
Outubro 2018 | A participação das irmãs na coligação de Israel

A participação das irmãs na coligação de Israel

Outubro 2018 Conferência Geral

Faço uma súplica profética a vocês, mulheres da Igreja, para que moldem o futuro ao ajudar na coligação da Israel dispersa.

É maravilhoso estar com vocês, minhas queridas e preciosas irmãs. Talvez uma experiência recente lhes dê um vislumbre de como me sinto a respeito de vocês e das habilidades celestiais com as quais são investidas.

Um dia enquanto falava a uma congregação na América do Sul, fiquei extremamente animado sobre o tema e, em um momento crucial, eu disse: “Como mãe de dez filhos, posso dizer a vocês que…”. E então terminei minha mensagem.

Não percebi que havia dito a palavra mãe. Meu intérprete, presumindo que eu havia falado errado, mudou a palavra mãe para pai, então a congregação nunca soube que eu havia me referido a mim mesmo como mãe. Mas minha esposa Wendy ouviu, e ela se encantou com meu ato falho.

Naquele momento, expressei, com muita emoção, o profundo desejo de meu coração de fazer a diferença no mundo — como somente uma mãe faz. Ao longo dos anos, sempre que me perguntam por que escolhi me tornar médico, minha resposta é sempre a mesma: “Porque eu não podia escolher ser mãe”.

Percebam que todas as vezes que uso a palavra mãe não estou falando apenas de mulheres que deram à luz ou que adotaram nesta vida. Estou falando de todas as filhas adultas de nossos Pais Celestiais. Toda mulher é mãe em virtude de seu destino divino eterno.

Então, nesta noite, como pai de dez filhos — nove filhas e um filho — e como presidente da Igreja, oro para que vocês sintam o quanto as amo — aprecio quem vocês são e todo o bem que podem fazer. Ninguém pode fazer o que uma mulher virtuosa pode fazer. Nada se assemelha à influência de uma mãe.

Os homens podem e frequentemente transmitem o amor do Pai Celestial e do Salvador a outras pessoas. Mas as mulheres têm um dom especial para isso — uma investidura divina. Vocês têm a capacidade de perceber o que outras pessoas precisam — e quando elas precisam. Vocês conseguem estender a mão, consolar, ensinar e fortalecer alguém no momento da necessidade.

As mulheres e os homens veem as coisas de maneira diferente, e precisamos muito de sua perspectiva, irmãs. Sua natureza leva vocês a pensar nos outros primeiro, a considerar o efeito que qualquer decisão terá em outras pessoas.

Como o presidente Eyring destacou, foi nossa gloriosa mãe Eva — com sua visão importante do plano de nosso Pai Celestial — que iniciou o que chamamos de “a Queda”. Sua escolha sábia e corajosa e a decisão de Adão de apoiá-la deram continuidade ao plano de felicidade estabelecido por Deus. Eles possibilitaram que cada um de nós viesse à Terra, recebesse um corpo e provasse que escolheria apoiar Jesus Cristo agora, tal como fizemos na vida pré-mortal.

Minhas queridas irmãs, vocês têm dons e aptidões espirituais especiais. Nesta noite, peço a vocês, com toda a esperança de meu coração, que orem para compreender seus dons espirituais a fim de cultivá-los, usá-los e desenvolvê-los, mais do que jamais fizeram. Vocês transformarão o mundo ao fazerem isso.

Como mulheres, vocês inspiram outras pessoas e estabelecem um padrão digno de exemplo. Vou lhes dar um pouco de contexto sobre os dois maiores anúncios feitos em nossa última conferência geral. Vocês, minhas queridas irmãs, foram fundamentais para cada um deles.

Em primeiro lugar, ministrar. O padrão elevado de ministrar é o do nosso Salvador, Jesus Cristo. Normalmente, as mulheres estão, e sempre estiveram, mais próximas desse padrão do que os homens. Quando estão realmente ministrando, vocês seguem seus sentimentos para ajudar outras pessoas a vivenciar mais o amor do Salvador. A predisposição de ministrar é inerente às mulheres virtuosas. Conheço mulheres que oram todos os dias da seguinte maneira: “Quem o Senhor gostaria que eu ajudasse hoje?”

Antes do anúncio de abril de 2018 sobre a maneira elevada e mais sagrada de cuidar de outras pessoas, a tendência de alguns homens era marcar sua designação de ensino familiar como “feita” e partir para a próxima tarefa.

Mas, quando vocês sentiam que uma irmã que visitavam precisava de ajuda, vocês iam até lá imediatamente e durante todo o mês. Por isso, foi a maneira como vocês visitavam que inspirou nossa mudança para a ministração.

Em segundo lugar, na última conferência geral, também reestruturamos os quóruns do Sacerdócio de Melquisedeque. Quando oramos sobre como ajudar os homens da Igreja a serem mais eficazes em suas responsabilidades, ponderamos cuidadosamente o exemplo da Sociedade de Socorro.

Na Sociedade de Socorro, mulheres de várias idades e em várias fases da vida se reúnem. Cada década da vida traz desafios diferentes e, ainda assim, lá estavam vocês, semana após semana, reunidas, crescendo e ensinando o evangelho juntas, e fazendo uma diferença real no mundo.

Seguindo seu exemplo, os portadores do Sacerdócio de Melquisedeque são membros do quórum de élderes. Esses homens têm entre 18 e 98 anos (talvez mais), com vários ofícios no sacerdócio e diversas experiências na Igreja. Esses irmãos podem criar laços fraternais mais fortes, aprender juntos e abençoar outras pessoas com mais eficácia.

Vocês lembram que em junho deste ano, a irmã Nelson e eu falamos aos jovens da Igreja. Nós os convidamos a fazer parte do exército de jovens do Senhor para ajudar na coligação de Israel nos dois lados do véu. A coligação é “o maior desafio, a maior causa e o maior trabalho que está sendo realizado na Terra”.1

É uma causa que precisa desesperadamente de mulheres, porque as mulheres moldam o futuro. Então, nesta noite, faço uma súplica profética a vocês, mulheres da Igreja, para que moldem o futuro ao ajudar na coligação da Israel dispersa.

Como vocês podem começar?

Gostaria de fazer quatro convites:

Primeiro, convido-as a participar de um jejum de dez dias das mídias sociais e de qualquer outra mídia que traga pensamentos impuros e negativos à sua mente. Orem para saber quais influências vocês devem eliminar durante seu jejum. O efeito do jejum de dez dias pode surpreendê-las. O que vocês percebem depois de dar uma pausa às perspectivas do mundo que estiveram ferindo seu espírito? Há uma mudança agora no que vocês querem despender seu tempo e sua energia? Alguma de suas prioridades mudou — mesmo que só um pouco? Peço a vocês que registrem e sigam cada inspiração.

Segundo, convido-as a ler o Livro de Mórmon entre agora e o final do ano. Mesmo que isso pareça impossível, devido a tudo o que vocês estão tentando administrar em sua vida, se aceitarem esse convite com todo o coração, o Senhor as ajudará a encontrar uma maneira de fazê-lo. E, ao estudarem em espírito de oração, prometo que os céus se abrirão a vocês. O Senhor as abençoará com mais inspiração e revelação.

Ao lerem, incentivo-as a marcar cada versículo que fala do Salvador ou que se refere a Ele. Então, tenham a intenção de falarem de Cristo, regozijarem-se em Cristo e pregarem sobre Cristo com sua família e seus amigos.2 Vocês e eles se aproximarão do Salvador por meio desse processo. E mudanças, até mesmo milagres, começarão a acontecer.

Hoje de manhã, um anúncio foi feito a respeito da nova programação para o domingo e do currículo centralizado no lar e apoiado pela Igreja. Vocês, minhas queridas irmãs, são fundamentais para o sucesso desse empenho novo, equilibrado e coordenado de ensinar o evangelho. Ensinem àqueles a quem amam o que vocês estão aprendendo nas escrituras. Ensinem-nos a se voltarem ao Salvador para receber Seu poder de cura e purificação quando pecarem. E os ensinem a acessar Seu poder fortalecedor todos os dias da vida deles.

Terceiro, estabeleçam um padrão de frequência regular ao templo. Isso pode requerer um pouco mais de sacrifício em sua vida. A frequência regular ao templo vai permitir que o Senhor as ensine como acessar o poder do sacerdócio Dele com o qual vocês foram investidas no templo Dele. Para aquelas de vocês que não moram perto de um templo, convido-as a estudar, em espírito de oração, sobre templos nas escrituras e nas palavras dos profetas vivos. Procurem saber mais, entender mais, sentir mais sobre os templos do que jamais o fizeram.

Em nosso devocional mundial para os jovens em junho, falei sobre um jovem rapaz cuja vida mudou quando seus pais trocaram seu smartphone por um celular sem internet. A mãe desse jovem rapaz é uma mulher corajosa e de fé. Ela viu seu filho começando a fazer escolhas que poderiam impedi-lo de servir missão. Ela levou suas súplicas ao templo para saber a melhor forma de ajudar seu filho. Então, ela seguiu cada inspiração recebida.

Ela disse: “Senti o Espírito me guiar ao verificar o smartphone do meu filho em momentos específicos para achar coisas específicas. Não sei usar esses smartphones, mas o Espírito me guiou por todas as mídias sociais que nem uso. Sei que o Espírito ajuda os pais que estão buscando orientação para proteger seus filhos. [A princípio], meu filho ficou furioso comigo. (…) Mas, após três dias, ele me agradeceu. Ele sentiu a diferença”.

O comportamento e as atitudes de seu filho mudaram drasticamente. Ele se tornou mais prestativo em casa, passou a sorrir mais e ficou mais atento na igreja. Ele amou servir no batistério do templo por um tempo e se preparar para sua missão.

Meu quarto convite, para vocês que têm idade suficiente, é que participem plenamente da Sociedade de Socorro. Peço que estudem a declaração com o propósito atual da Sociedade de Socorro. É inspirador. Ele pode guiá-las a fim de que criem o propósito de sua própria vida. Rogo-lhes que vivenciem as verdades contidas na declaração da Sociedade de Socorro publicada há quase 20 anos.3 Uma cópia emoldurada dessa declaração está pendurada na parede do escritório da Primeira Presidência. Eu me emociono toda vez que a leio. Ela descreve quem vocês são e quem o Senhor precisa que sejam neste momento exato ao fazerem sua parte para ajudar na coligação da Israel dispersa.

Queridas irmãs, precisamos de vocês. “Precisamos de sua força, de sua conversão, de sua convicção, de sua capacidade de liderar, de sua sabedoria e de sua voz.”4 Simplesmente não podemos coligar Israel sem vocês.

Amo vocês, sou grato a vocês e agora as abençoo com a capacidade de deixar o mundo para trás ao ajudarem neste trabalho crucial e urgente. Juntos podemos fazer tudo o que nosso Pai Celestial precisa que façamos para preparar o mundo para a Segunda Vinda de Seu Filho Amado.

Jesus é o Cristo. Esta é Sua Igreja. Presto testemunho disso em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir ReferênciasOcultar Referências