A Recompensa Vale a Pena

Melanie Eaton


A orientação que obtenho por meio do estudo das escrituras é uma influência tranqüilizadora e proporciona paz a minhas atividades diárias.

Participo de corridas em terreno acidentado. Às vezes, correr cinco mil metros em terreno acidentado pode parecer uma eternidade. Aprendi a perseverar até o fim e a agüentar o trabalho árduo e muitos desafios físicos e emocionais. Às vezes minha mente gritava pedindo que parasse e desistisse da corrida ou do treinamento exaustivo; eu tinha, porém, que perseverar até o fim, mental e fisicamente. Percebi que, ainda que seja muito difícil participar de uma corrida ou terminar um treinamento difícil, nada se iguala à satisfação de saber que não desisti.

Em 3 Néfi, capítulo 15, versículo 9, Jesus disse aos nefitas:

“Eis que sou a lei e a luz. Confiai em mim e perseverai até o fim e vivereis; porque àquele que perseverar até o fim, darei vida eterna.”

O conceito de persistência também se aplica ao estudo das escrituras. Nem sempre tem sido fácil estudá-las. Elas sempre pareciam difíceis demais e o terreno, acidentado demais. No seminário, encorajaram-me a adquirir o hábito de ler as escrituras dez minutos todos os dias. Garantiram-me que, no final, valeria a pena. Iniciei o treinamento. Todas as vezes que lia o Livro de Mórmon, encontrava mensagens diferentes relativas aos problemas de minha vida. Sentia-me muito empolgada e, hoje, espero que sintam esse entusiasmo. Sei que não é fácil. Todas passamos por isso, mas prometo-lhes que, se abrirem as escrituras e as lerem todos os dias, sem exceção, irão sentir o mesmo entusiasmo e o mesmo testemunho. Uma das maiores bênçãos provenientes desse estudo é nos achegarmos mais ao Pai Celestial e a Jesus Cristo.

Por meio das escrituras o Espírito Santo induz-me a fazer escolhas certas todos os dias. Em 2 Néfi, capítulo 32, versículo 3, lemos:

“Os anjos falam pelo poder do Espírito Santo; falam, portanto, as palavras de Cristo. Por isto eu vos disse: Banqueteai-vos com as palavras de Cristo; pois eis que as palavras de Cristo vos dirão todas as coisas que deveis fazer.”

Se perseverarem até o fim e fizerem do estudo das escrituras um hábito para toda a vida, poderão dizer com Paulo:

“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.” (II Timóteo 4:7)

Presto testemunho de que o esforço vale a pena. Amo o Livro de Mórmon e as verdades nele contidas. Levei alguns anos e levarei muitos outros para aprender a aplicar as escrituras à vida diária; porém, a orientação que obtenho por meio do estudo das escrituras é uma influência tranqüilizadora e proporciona paz a minhas atividades diárias. Em nome de Jesus Cristo. Amém. 9