Uma Torrente de Bênçãos

Julie B. Beck

First Counselor in the Young Women General Presidency


Julie B. Beck
Todos os membros fiéis são igualmente abençoados pelas ordenanças do sacerdócio.

Em Kirtland, quando as chaves remanescentes do sacerdócio foram restauradas, o Senhor disse: “Este é o princípio da bênção que será derramada sobre a cabeça de meu povo”. 1 Sou grata pela torrente de bênçãos advinda a cada um de nós por intermédio do sacerdócio de Deus. Pelo poder do sacerdócio, foi criado este mundo e tudo o que nele há, incluindo cada um de nós. O sacerdócio está intrinsecamente ligado ao que somos e sempre fomos. 2 Como filhos e filhas de Deus, cada um de nós tem papéis e responsabilidades únicas. Por meio das bênçãos do sacerdócio, recebemos todos a mesma parceria, os mesmos dons e bênçãos.

No outono passado, nossa neta mais velha foi batizada e confirmada membro da Igreja. Depois que ela recebeu o Espírito Santo, sua irmã caçula foi abençoada e recebeu um nome. No mês seguinte, outra netinha recebeu um nome e uma bênção. De lá para cá, tenho refletido com freqüência sobre os privilégios que aquelas garotinhas usufruem graças à restauração do sacerdócio de Deus.

Espero que nossas netas e netos cresçam sabendo que não são e nunca foram “meros” observadores do sacerdócio. As bênçãos do sacerdócio, que estão “disponíveis para homens e mulheres igualmente” 3 são parte essencial da sua vida. Cada um deles é abençoado por ordenanças sagradas e cada um deles pode desfrutar das bênçãos de dons espirituais em virtude do sacerdócio.

Todos os membros fiéis da Igreja do Senhor são igualmente abençoados pelas ordenanças do sacerdócio. A primeira ordenança 4 na vida de uma criança geralmente acontece quando ela é bebê e recebe um nome e uma bênção. Quando as crianças atingem a idade da razão, são batizadas. Não há um batismo diferenciado para meninos e meninas. A mesma ordenança batismal é realizada para uma menina e para um menino que são batizados na mesma fonte. Quando essas crianças são confirmadas e recebem o Espírito Santo, o mesmo poder é conferido a cada uma delas. Elas se qualificam para receber a ajuda daquele santo poder por meio de sua fidelidade e não por qualquer outro critério.

Como membros da Igreja, somos iguais perante o Senhor ao partilhar o sacramento. Por intermédio de nossa fé em Jesus Cristo e pelo poder de Sua Expiação, podemos todos nos arrepender e tornar-nos pessoas melhores, renovando semanalmente nossos convênios.

Cada um de nós tem o mesmo direito a uma bênção do sacerdócio quando estamos doentes ou necessitamos mais do apoio do Senhor em nossa vida. Uma moça que deseja uma bênção patriarcal tem tanto direito de saber sua linhagem e potencial quanto um rapaz da mesma idade. As bênçãos a que cada um deles tem direito por meio de Abraão são poderosas e importantes.

Ensinamos todos os rapazes e moças a prepararem-se para ir ao templo para que possam “receber as bênçãos d[os] pais para que tenham direito às mais altas bênçãos do sacerdócio”. 5 Quando uma de minhas sobrinhas recebeu sua investidura no templo, há alguns meses, exclamou com alegria: “Consegui! Fui ensinada a vida inteira sobre preparar-me para o templo, e consegui!”

Todo homem e mulher que deseja servir ao Senhor e qualifica-se para receber uma recomendação para o templo faz os convênios de obediência e de sacrifício. Cada um é investido de poder do alto. 6

Todo élder e síster que recebe um chamado missionário é designado para fazer a obra do Senhor e recebe autoridade para pregar o evangelho de Jesus Cristo.

Um homem e uma mulher que entram na parceria plena do convênio de um casamento no templo partilham igualmente das bênçãos daquele convênio, se forem fiéis. 7 O Senhor disse que esse convênio estará em vigor após esta vida, e juntos recebem a promessa de poder e exaltação. 8

O Presidente Ezra Taft Benson disse: “Quando nossos filhos obedecem ao Senhor, vão ao templo para receber suas bênçãos e entram no convênio do casamento, entram na mesma ordem do sacerdócio que Deus instituiu no princípio com o patriarca Adão”. 9

Presenciei o poder das bênçãos do sacerdócio quando visitei uma família em que o jovem pai havia falecido. Ao redor dele estavam a esposa e as lindas filhas. Em cada parede do quarto se via pelo menos um retrato da família ou do templo. A mãe testificou de suas bênçãos quando disse: “Somos fortalecidas e protegidas por nossos convênios. Nossa família durará para sempre. O Senhor está cuidando de nós, e não estamos sozinhas”. Todos os membros fiéis são igualmente abençoados pela torrente de bênçãos que recebem por intermédio das ordenanças do sacerdócio.

Graças à restauração do sacerdócio, nós também partilhamos igualmente das bênçãos dos dons espirituais. O Senhor nos concede esses dons para nosso próprio benefício 10 e para ajudarmos uns aos outros. 11

Morôni disse que “de diversas maneiras são esses dons administrados, mas é o mesmo Deus que opera tudo em tudo; e eles são dados pelas manifestações do Espírito de Deus aos homens, para beneficiá-los.

Pois a um é dado ensinar, pelo Espírito de Deus, a palavra de sabedoria;

E a outro, ensinar a palavra de conhecimento, pelo mesmo Espírito;

E a outro, fé extraordinária; e a outro, os dons de cura, pelo mesmo Espírito”. 12

Em meus esforços para aprender espanhol e lembrar-me do português (que aprendi quando criança), tenho orado pedindo a ajuda do Senhor — e a tenho sentido — ao me comunicar nesses idiomas. Tenho ouvido outros líderes e missionários da Igreja prestarem poderosos testemunhos em línguas que mal conhecem. Conheço pessoas que receberam o dom de ter um espírito crédulo. Quando ouvem o evangelho, logo sentem sua veracidade no coração. Conheço outros que recebem o dom da sabedoria ou da capacidade de usar o conhecimento com retidão. Alguns são capazes de fazer milagres, alguns têm o dom de curar e outros têm grande discernimento. 13

Quando era garotinha, eu adoecia com freqüência. Meu pai estava sempre disposto e digno para usar o poder do sacerdócio que possuía para me abençoar. Mas eu também sentia que o dom especial de minha mãe contribuía para minha cura. Ela era verdadeiramente dotada da habilidade de cuidar de minhas necessidades e ajudar-me a sarar. Sua grande fé na orientação do Senhor para encontrar respostas sobre o tratamento médico me confortava. Fui muito abençoada por ter tido pais que usavam seus dons espirituais com amor.

O Presidente Wilford Woodruff disse que “é privilégio de todo homem e mulher neste reino usufruir o espírito de profecia, o qual é o Espírito de Deus; ao fiel Ele revela as coisas necessárias ao seu conforto e consolação, e que os guiam em seus afazeres diários”. 14

As bênçãos do sacerdócio possibilitam que toda pessoa designada para servir em qualquer ofício na Igreja do Senhor receba “autoridade, responsabilidade e bênçãos referentes a seu ofício”. 15

Os dons espirituais são numerosos e variados e vêm a nós quando os buscamos e usamos adequadamente. Nós os desfrutamos por causa do poder do Espírito Santo que envolve todos os aspectos de nossa vida. 16

Por meio das bênçãos do sacerdócio, o Senhor nos mostra que “não faz acepção de pessoas”. 17 Em minhas viagens, geralmente tenho a chance de visitar a casa de alguns membros. Algumas dessas casas são habitações bastante rudimentares. No princípio, eu dizia a mim mesma: “Por que sou abençoada com uma casa que tem eletricidade e encanamento quando esta família não tem nem mesmo água perto de casa? O Senhor os ama menos do que a mim?”

Então, certo dia, sentei-me no templo junto a uma irmã que mora em uma casa humilde. Passei duas horas ao lado dela. Olhei com freqüência em seus lindos olhos e vi neles o amor do Senhor. Quando terminamos nosso trabalho no templo, dei-me conta de algo muito importante. Em todas as bênçãos eternas, em todos os nossos privilégios e oportunidades mais importantes, somos iguais. Fui batizada “para o arrependimento” 18 e ela também. Eu tinha dons espirituais, assim como ela. Tinha recebido a oportunidade de me arrepender, e ela também. Recebi o Espírito Santo, e ela também. Eu recebi as ordenanças do templo, e ela também. Se ambas tivéssemos deixado este mundo juntas naquele momento, teríamos chegado na mesma situação diante do Senhor, quanto a nossas bênçãos e potencial.

As bênçãos do sacerdócio são o grande equalizador. Essas bênçãos são as mesmas para homens e mulheres, para meninos e meninas; são as mesmas para casados e solteiros, ricos e pobres, intelectuais e analfabetos, famosos e desconhecidos.

Sou grata pelo fato de que, por intermédio do amor e da justiça infinitos de Deus, todos os homens e mulheres receberam parceria, dons, bênçãos e potencial iguais por meio das ordenanças do sacerdócio e dos dons espirituais. Graças ao sacerdócio, que está intrinsecamente ligado a tudo em nossa vida, todo poder, todo convênio de que precisamos para executar a obra de nossa vida e caminhar de volta ao nosso lar celestial foi derramado sobre nossa cabeça. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir Referências

  1.  

    1. D&C 110:10.

  2.  

    2. Ver D&C 88:36–45; Abraão 3.

  3.  

    3. Dallin H. Oaks, “A Autoridade do Sacerdócio na Família e na Igreja”, ALiahona, novembro de 2005, p. 26.

  4.  

    4. Ver “As Ordenanças e Bênçãos do Sacerdócio”, Guia da Família (2001), p. 18.

  5.  

    5. Ezra Taft Benson, “What I Hope You Will Teach Your Children about the Temple”, Tambuli, abril-maio de 1986, p. 6.

  6.  

    6. Ver D&C 95:8.

  7.  

    7. Ver D&C 131:1–2.

  8.  

    8. Ver D&C 132: 19–20.

  9.  

    9.  Tambuli, abril-maio de 1986, p. 6.

  10.  

    10. Ver D&C 46:26.

  11.  

    11. Ver D&C 46:12.

  12.  

    12. Morôni 10:8–11.

  13.  

    13. Ver D&C 46:10–26.

  14.  

    14.  Deseret News, 30 de julho de 1862, p. 33.

  15.  

    15. Boyd K. Packer, “What Every Elder Should Know — and Every Sister as Well: A Primer on Principles of Priesthood Government”, Tambuli, novembro de 1994, p. 21.

  16.  

    16. Ver Morôni 10:7–17.

  17.  

    17. D&C 38:16.

  18.  

    18. Alma 9:27.