Para Ter Paz no Lar

Élder Richard G. Scott

Do Quórum dos Doze Apóstolos


Richard G. Scott
Uma das maiores bênçãos que podemos oferecer ao mundo é o poder de um lar centralizado em Cristo, no qual se ensina o evangelho, convênios são guardados e há muito amor.

Muitas vozes do mundo em que vivemos nos dizem que devemos viver em ritmo frenético. Sempre há mais para fazer e mais para realizar. No entanto, cada um de nós tem dentro de si a necessidade de um lugar de refúgio em que a paz e a serenidade prevaleçam, um lugar onde possamos reiniciar, reagrupar e revitalizar-nos, em preparação para pressões futuras.

O lugar paraID=eal para essa paz é no interior de nosso próprio lar, no qual tenhamos feito tudo a nosso alcance para tornar o Senhor Jesus Cristo seu ponto central.

Alguns lares têm um pai que é um digno portador do sacerdócio ao lado de uma mãe fiel e dedicada, liderando juntos em retidão. Muitos outros têm uma configuração diferente. Seja qual for sua situação, você pode centralizar seu lar e sua vida no Senhor Jesus Cristo, porque Ele é a fonte da verdadeira paz nesta vida.

Certifique-se de que cada decisão tomada, seja temporal ou espiritual, esteja condicionada ao que o Salvador deseja que você faça. Quando Ele é o centro de seu lar, há paz e serenidade. Há um espírito de certeza que permeia o lar e é sentido por todos os que ali moram.

O cumprimento desse conselho não cabe apenas aos pais, embora seja deles o papel de liderar. Os filhos podem encarregar-se de melhorar o empenho de centralizar o lar em Cristo. É importante que os pais ensinem os filhos a reconhecer como suas ações afetam cada pessoa que mora no lar. Os filhos que se sentem responsáveis por suas ações, sejam elas justas ou não, crescem para se tornar cidadãos dignos de confiança no reino de Deus.

Tenho certeza de que você sabe paraID=entificar os princípios fundamentais que centralizam seu lar no Salvador. Os conselhos proféticos de orar individualmente e em família todos os dias, de estudar as escrituras individualmente e em família, e de realizar a noite familiar todas as semanas são as vigas mestras essenciais na edificação de um lar centralizado em Cristo. Sem essas práticas regulares será difícil encontrar o refúgio do mundo e a paz que desejamos e de que tanto necessitamos.

Seja obediente aos ensinamentos proféticos que Cristo deseja que você siga. Não prejudique sua futura felicidade justificando atalhos em lugar da aplicação de bons princípios do evangelho. Lembre-se: pequenas coisas resultam em grandes coisas. Imprudências ou negligências aparentemente insignificantes podem causar grandes problemas. E mais importante, hábitos simples, constantes e bons resultam numa vida repleta de ricas bênçãos.

Vocês, crianças da Primária, vocês, rapazes e moças dos programas de jovens, e vocês, vigorosos missionários que hoje servem, vocês estão fazendo muitas coisas de modo mais eficaz do que eu pude fazer quando tinha sua paraID=ade. Na vida pré-mortal, vocês provaram ser valentes, obedientes e puros. Ali, trabalharam arduamente para desenvolver talentos e capacidades a fim de preparar-se para enfrentar a mortalidade com coragem, dignidade, honra e sucesso.

Não faz muito tempo que vieram para a mortalidade com todas essas magníficas capacidades e infinitas possibilidades. Contudo, há perigo real no ambiente que os rodeia. Seu grande potencial e suas habilidades podem ser limitados ou destruídos se cederem à contaminação que os cerca inspirada pelo diabo. Mas Satanás não é páreo para o Salvador. O destino de Satanás está determinado. Ele sabe que perdeu, mas quer levar consigo tantos quanto puder. Tentará arruinar suas virtudes e capacidades explorando suas fraquezas. Permaneçam do lado do Senhor e vencerão todas as vezes.

Vocês vivem num mundo em que a tecnologia avança a uma velocidade assombrosa. É difícil para muitos de minha geração acompanhar as possibilidades. Dependendo de como é utilizada a tecnologia, esses avanços podem ser uma bênção ou um obstáculo. A tecnologia, quando compreendida e usada para propósitos justos, não precisa ser uma ameaça, mas, sim, um aprimoramento da comunicação espiritual.

Por exemplo, muitos de nós têm um dispositivo eletrônico pessoal que cabe no bolso. Raramente ficamos sem ele. Alguns chegam a utilizá-lo muitas vezes por dia. Infelizmente, esses dispositivos podem se tornar uma fonte de imundície ou um desperdício de tempo. Mas se for usada com disciplina, essa tecnologia pode ser uma ferramenta de proteção contra o pior que há na sociedade.

Quem imaginaria há não muito tempo que as obras-padrão completas e muitos anos de mensagens da conferência geral caberiam no bolso? O simples fato de tê-las no bolso não vai protegê-lo, mas se estudá-las, ponderá-las e ouvi-las nos momentos tranquilos de cada dia, sua comunicação por meio do Espírito será ampliada.

Seja sábio na maneira como adota a tecnologia. Marque escrituras importantes em seu dispositivo e consulte-as com frequência. Se vocês, jovens, examinarem um versículo de escritura com a mesma frequência com que enviam mensagens de texto, poderão em breve saber centenas de passagens das escrituras de cor. Essas passagens serão uma vigorosa fonte de inspiração e orientação por intermédio do Espírito Santo, em momentos de necessidade.

É essencial que façamos todo o possível para convidar a gentil e orientadora influência do Espírito Santo em nossa vida, ao procurarmos centralizar nosso lar no Salvador. Se obedientemente seguirmos essa inspiração, seremos ainda mais fortalecidos.

Uma paz ainda maior será alcançada se aliar seu empenho em ser obediente ao serviço prestado às pessoas a seu redor. Muitas pessoas que acham ter pouco talento usam de forma generosa e humilde esses talentos para abençoar a vida de seus semelhantes. O egoísmo é a raiz de grandes males. O antídoto para esse mal está exemplificado na vida do Salvador. Ele nos mostra como colocar o foco de nossa vida no serviço abnegado aos outros.

Aprendi uma verdade que se repetiu com tanta frequência em minha vida a ponto de se tornar para mim uma lei absoluta. Ela define o modo como a obediência e o serviço se relacionam com o poder de Deus. Quando obedecemos aos mandamentos do Senhor e prestamos serviço abnegado a Seus filhos, a consequência natural é o poder proveniente de Deus — poder para fazer mais do que conseguimos fazer por nós mesmos. Nosso entendimento, nossos talentos, nossas habilidades são expandidos porque recebemos força e poder do Senhor. O poder Dele é um componente fundamental no estabelecimento de um lar cheio de paz.

Se você centralizar seu lar no Salvador, ele naturalmente se tornará um refúgio não apenas para sua própria família, mas também para amigos que vivem em situação mais difícil. Eles serão atraídos pela serenidade que sentem ali. Receba bem esses amigos em seu lar. Eles vão florescer nesse ambiente centralizado em Cristo. Façam amizade com os amigos de seus filhos. Sejam um exemplo digno para eles.

Uma das maiores bênçãos que podemos oferecer ao mundo é o poder de um lar centralizado em Cristo, no qual se ensina o evangelho, convênios são guardados e há muito amor.

Há vários anos, depois de uma visita pela missão, minha esposa Jeanene me contou algo a respeito de um élder que conhecera. Jeanene havia perguntado a ele como estava sua família. Ficou surpresa quando ele respondeu que não tinha família. Ele explicou que, ao nascer, sua mãe o entregara para ser criado pelo governo. Passou a infância indo de um lar adotivo para outro. Quando adolescente, teve a bênção de conhecer o evangelho. Uma amorosa família da ala o ajudara a ter a oportunidade de servir missão.

Mais tarde, Jeanene perguntou à esposa do presidente da missão como era aquele excelente élder. Ficou sabendo que poucos meses antes aquele élder estivera na casa da missão por alguns dias, devido a uma enfermidade. Nessa ocasião, ele já tinha participado com a família de uma noite familiar. Antes de sair de volta para o campo, ele perguntou ao presidente da missão se poderia passar novamente dois ou três dias na casa da missão, no final de sua missão. Ele queria observar como funcionava uma família centralizada em Cristo. Queria ser capaz de moldar sua família segundo o exemplo deles.

Faça tudo o que puder para ter um lar assim. Estenda a mão para os que vivem em situação adversa. Seja um amigo verdadeiro. Esse tipo de amizade é como o asfalto que preenche os buracos da vida e que torna nossa jornada mais suave e agradável. Não deve ser um recurso usado para obter vantagens pessoais, mas um tesouro a ser valorizado e compartilhado. Receba bem em seu lar outras pessoas que precisam ser fortalecidas com essa experiência pessoal.

Dirijo algumas palavras aos que amam um membro da família que não está fazendo boas escolhas. Isso pode ser um desafio a nossa paciência e perseverança. Precisamos confiar no Senhor e no tempo Dele de que pode haver uma resposta positiva a nossas orações e a nosso empenho de resgate. Façamos tudo o que pudermos para servir, abençoar e reconhecer submissamente a vontade de Deus em todas as coisas. Exerçamos fé e lembremos que há certas coisas que precisam ser deixadas a cargo do Senhor. Ele nos convida a depositarmos nossos fardos a Seus pés. Com fé, podemos saber que aquele ente querido errante não está abandonado, mas está sob os cuidados de um amoroso Salvador.

Reconheça o que há de bom nos outros, não as manchas. Às vezes, as manchas precisam da devida atenção para ser limpas, mas sempre edifique sobre as virtudes da pessoa.

Quando sentir que há apenas um tênue fio de esperança, não se trata realmente de um fio, mas de um forte elo, como um salva-vidas para fortalecê-lo e elevá-lo. Isso lhe proporcionará consolo para que pare de temer. Esforce-se para viver de modo a ser digno e deposite sua confiança no Senhor.

Não precisamos nos preocupar se não pudermos fazer simultaneamente todas as coisas que o Senhor nos aconselhou a fazer. Ele disse que há um tempo e uma época para todas as coisas. Em resposta a nossas sinceras orações pedindo orientação, Ele nos guiará naquilo que deve ser salientado em cada fase de nossa vida. Podemos aprender, crescer e nos tornar semelhantes a Ele, dando constantemente um passo por vez.

Presto testemunho de que uma vida obediente, firmemente enraizada no evangelho de Jesus Cristo, nos proporciona a maior certeza de paz e refúgio em nosso lar. Ainda haverá muitos desafios e desapontamentos, mas, mesmo em meio ao tumulto, podemos desfrutar de paz interior e profunda felicidade. Testifico que a Expiação de Jesus Cristo é a fonte dessa abundante paz, em nome de Jesus Cristo. Amém.