Manual 2:
Administração da Igreja

Sacerdócio Aarônico

 

8.1 Definição e Propósitos do Sacerdócio Aarônico

O sacerdócio é o poder e a autoridade de Deus. Ele é conferido aos homens dignos membros da Igreja. Aqueles que têm as chaves do sacerdócio dirigem a administração das ordenanças do evangelho, a pregação do evangelho e o governo do reino de Deus na Terra.

O Sacerdócio Aarônico tem “a chave do ministério de anjos e do evangelho preparatório; evangelho esse que é o evangelho do arrependimento e do batismo e da remissão de pecados” (D&C 84:26–27; ver também D&C 13:1; 107:20). O Sacerdócio Aarônico também “tem poder para administrar ordenanças exteriores” (D&C 107:14).

Para mais informações sobre os propósitos e as chaves do sacerdócio, ver capítulo 2.

 8.1.1

Ofícios e Deveres do Sacerdócio Aarônico

Os ofícios do Sacerdócio Aarônico são diácono, mestre, sacerdote e bispo. Cada ofício do sacerdócio tem direitos e responsabilidades de serviço, inclusive a autoridade para administrar ordenanças do sacerdócio. Para informações sobre a ordenação aos ofícios de diácono, mestre e sacerdote, ver 20.7.

Diácono

Os irmãos dignos podem receber o Sacerdócio Aarônico e ser ordenados diáconos quando tiverem pelo menos 12 anos de idade. O diácono tem as seguintes responsabilidades:

Viver em retidão e permanecer digno de exercer o sacerdócio. Dar um bom exemplo para os outros membros do quórum e da Igreja.

Distribuir o sacramento (ver 20.4.3).

Servir como ministro local “[designado] para zelar pela igreja” (D&C 84:111). Também deve “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo” (D&C 20:59). Essa responsabilidade inclui integrar os membros do quórum e outros rapazes, informar os membros sobre as reuniões da Igreja, falar nas reuniões, compartilhar o evangelho e prestar testemunho.

Ajudar o bispo a “administrar (…) as coisas materiais” (D&C 107:68). Essa responsabilidade pode incluir coletar ofertas de jejum, cuidar dos pobres e necessitados, cuidar da capela e de toda a propriedade e servir como mensageiro do bispo nas reuniões da Igreja.

Participar das aulas do quórum estudando o evangelho ativamente.

Ajudar o bispado de outras maneiras condizentes com o ofício de diácono. Também ajudar os mestres “em todos os seus deveres na igreja, (…) se a ocasião o exigir” (D&C 20:57).

Mestre

Os irmãos dignos podem ser ordenados mestres quando tiverem pelo menos 14 anos de idade. O mestre tem todas as responsabilidades do diácono. Também tem as seguintes responsabilidades:

Preparar o sacramento (ver 20.4.2).

“Zelar sempre pela igreja, estar com os membros e fortalecê-los” (D&C 20:53). Uma maneira de fazer isso é servir como mestre familiar.

“Certificar-se que não haja iniquidade na igreja nem aspereza entre uns e outros nem mentiras, maledicências ou calúnias” (D&C 20:54). Essa responsabilidade inclui ser um pacificador e ser um exemplo de integridade moral e retidão.

“Certificar-se que a igreja se reúna amiúde e também certificar-se que todos os membros cumpram seus deveres” (D&C 20:55).

Ajudar o bispado de outras maneiras condizentes com o ofício de mestre.

Sacerdote

Os irmãos dignos podem ser ordenados sacerdotes quando tiverem pelo menos 16 anos de idade. O sacerdote tem todas as responsabilidades do diácono e do mestre. Também tem as seguintes responsabilidades:

“Pregar, ensinar, explicar, exortar (…) e visitar a casa de todos os membros, exortando-os a orarem em voz alta e em segredo e a cumprirem todas as obrigações familiares” (D&C 20:46–47).

Quando autorizado pelo bispo, ele realiza batismos, confere o Sacerdócio Aarônico e ordena diáconos, mestres e sacerdotes (ver D&C 20:46, 48).

Ele pode administrar o sacramento oficiando na mesa do sacramento e proferindo as orações sacramentais, quando autorizado (ver D&C 20:46, 77, 79; ver também o item 20.4.3 deste manual).

Ajudar o bispado de outras maneiras condizentes com o ofício de sacerdote.

Bispo

As responsabilidades do bispo referentes ao Sacerdócio Aarônico são descritas no item 8.3.1.

 8.1.2

Quóruns do Sacerdócio Aarônico

Um quórum do sacerdócio é um grupo organizado de portadores do mesmo ofício do sacerdócio. Os principais propósitos dos quóruns são servir ao próximo, promover a união e a irmandade e instruir os membros quanto aos deveres, às doutrinas e aos princípios.

O bispo organiza os diáconos em um quórum de até 12 membros, os mestres em um quórum de até 24 membros, e os sacerdotes em um quórum de até 48 membros (ver D&C 107:85–87). Se o número de membros do quórum passar desses limites, o bispo pode dividir o quórum. Antes de fazê-lo, ele avalia o tamanho que o quórum poderá ter, a liderança disponível e o efeito que isso terá nos membros do quórum.

Em uma ala ou um ramo com poucos rapazes, os quóruns do Sacerdócio Aarônico podem participar das aulas e atividades em conjunto.

 8.1.3

Propósitos do Sacerdócio Aarônico

Os rapazes estão em uma fase de preparação e crescimento espiritual individual. Portanto, os pais, o bispado e outros líderes do Sacerdócio Aarônico ajudam cada rapaz a:

  1. 1.

    Converter-se ao evangelho de Jesus Cristo e seguir seus ensinamentos.

  2. 2.

    Servir fielmente em chamados do sacerdócio e cumprir as responsabilidades de seu ofício no sacerdócio.

  3. 3.

    Prestar serviço significativo.

  4. 4.

    Preparar-se e viver de modo a ser digno de receber o Sacerdócio de Melquisedeque e as ordenanças do templo.

  5. 5.

    Preparar-se para servir em uma missão de tempo integral honrosamente.

  6. 6.

    Adquirir o máximo de instrução possível.

  7. 7.

    Preparar-se para tornar-se um digno pai e marido.

  8. 8.

    Respeitar devidamente as mulheres, moças e crianças.

Os pais e os líderes ajudam os rapazes a cumprirem esses objetivos por meio das noites familiares, do estudo das escrituras em família, das reuniões, atividades e entrevistas, incentivando-os a participar do programa Dever para com Deus (ver 8.12).

Os rapazes não devem recitar esses objetivos em suas reuniões ou atividades.