Manual 2:
Administração da Igreja

Membros Solteiros

Os homens e mulheres que não se casaram ou que são divorciados ou viúvos compõem uma porção significativa dos membros da Igreja. Os líderes do sacerdócio e das auxiliares devem estender a mão a esses membros e incluí-los no trabalho da Igreja. Os membros dignos que não são casados devem receber oportunidades de ter cargos de liderança e ensino, incluindo cargos na presidência do quórum de élderes, na liderança do grupo de sumos sacerdotes e na presidência das auxiliares.

Os líderes apoiam os membros solteiros ajudando-os a achegar-se ao Senhor, a fortalecer o próprio testemunho e a assumir a responsabilidade pelo próprio bem-estar espiritual, social e material.

Ao ministrar aos membros solteiros, os líderes procuram fortalecer a vida em família, e não competir com ela ou diminuir sua importância. Ensinam a importância do casamento e de ser pais e prestam testemunho disso. Mesmo que os jovens adultos solteiros não estejam morando com os pais, os líderes da Igreja os incentivam a honrar e nutrir um bom relacionamento com eles. Os líderes também dão apoio ao pai ou à mãe que não são casados em seu empenho de ensinar e criar os filhos.

Os membros solteiros são divididos em dois grupos: os adultos solteiros (31 anos de idade ou mais) e jovens adultos solteiros (18 a 30 anos).

 

16.1 Ministrar aos Membros Adultos Solteiros (31 Anos de Idade ou Mais)

Os líderes incentivam os membros solteiros com 31 anos de idade ou mais a participar das atividades e dos programas regulares de suas estacas e alas convencionais. Essas estacas e alas são capazes de proporcionar toda a gama de experiências na Igreja, com oportunidades de servir, ensinar, liderar e conviver com pessoas de todas as idades. As alas convencionais também podem ressaltar o importante papel da família e do lar no plano do evangelho.

Os líderes devem fazer um esforço especial para compreender e satisfazer as necessidades dos adultos solteiros. Os líderes devem reconhecer que as circunstâncias e os interesses dos adultos solteiros são os mais variados. Os líderes também devem estar atentos ao fato de que alguns adultos solteiros às vezes se sentem deslocados quando participam de atividades e classes que dão ênfase à família.

 16.1.1

Liderança dos Adultos Solteiros da Estaca

A presidência da estaca procura compreender as necessidades dos adultos solteiros e prover meios de atendê-las. A presidência da estaca pode constatar que os adultos solteiros da estaca precisam de oportunidades de reunirem-se para prestar serviço, aprender o evangelho e conviver socialmente, além das que são oferecidas pelas alas.

O presidente da estaca pode designar um de seus conselheiros para supervisionar o trabalho com os adultos solteiros da estaca. O presidente da estaca pode também designar um sumo conselheiro para auxiliar nesse trabalho. O mesmo membro da presidência da estaca e o mesmo sumo conselheiro podem ser designados a trabalhar também com os jovens adultos solteiros.

 16.1.2

Comitê de Adultos Solteiros da Estaca

A presidência da estaca pode organizar um comitê de adultos solteiros da estaca. Um conselheiro da presidência da estaca preside o comitê. O comitê também inclui um sumo conselheiro, um membro da presidência da Sociedade de Socorro da estaca e vários adultos solteiros. Normalmente, esse comitê é organizado separadamente do comitê de jovens adultos solteiros da estaca.

O comitê se reúne quando necessário. Os membros do comitê podem planejar maneiras de dar aos adultos solteiros oportunidades de reunirem-se para prestar serviço, aprender o evangelho e conviver socialmente, além das que são oferecidas pelas alas.

 16.1.3

Atividades Multiestacas

Quando as atividades multiestacas puderem proporcionar aos adultos solteiros as necessárias oportunidades de serviço, liderança e interação social, os Setentas de Área coordenam com os presidentes de estaca para criar comitês a fim de planejar e organizar essas atividades.

 16.1.4

Participação nas Atividades de Adultos Solteiros

A participação nas atividades de adultos solteiros limita-se aos membros adultos solteiros, líderes da Igreja encarregados e adultos solteiros que não sejam membros, mas que estejam dispostos a seguir os padrões da Igreja. As pessoas que estejam separadas do cônjuge ou aquelas que estejam no processo de divórcio não podem participar até que o divórcio tenha sido legalmente homologado.

 16.1.5

Grupos de Noite Familiar

O bispado pode organizar um ou mais grupos de noite familiar para membros solteiros que não tenham filhos em casa e que não morem com os pais. Esses grupos não são chamados de famílias.