Manual 2:
Administração da Igreja

Uniformidade e Adaptação

Os membros da Igreja residem em lugares com as mais diversas condições políticas, sociais e econômicas. As alas e os ramos também variam em tamanho e disponibilidade de liderança. Essas condições podem exigir que os líderes locais adaptem alguns programas da Igreja. Essas adaptações geralmente afetam as auxiliares, as reuniões de liderança e os programas de atividades. As diretrizes deste capítulo visam ajudar os líderes do sacerdócio a determinar quais adaptações podem ser adequadas e quais são inadequadas.

Todas as alas e os ramos, seja qual for seu tamanho ou suas circunstâncias, podem sentir o Espírito do Senhor com a mesma plenitude. O Salvador ensinou: “Onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18:20).

 

17.1 Onde a Uniformidade É Obrigatória

Para saber quais adaptações podem ser adequadas, os líderes precisam primeiro entender as doutrinas, ordenanças e práticas estabelecidas nas escrituras e nos ensinamentos dos profetas e apóstolos modernos. Esses pontos devem ser uniformes em toda a Igreja.

Os presidentes de estaca, bispos e outros líderes locais têm a sagrada obrigação de manter a uniformidade e a pureza da Igreja em todas as categorias alistadas abaixo. Essa necessidade de uniformidade se baseia no princípio de “um só Senhor, uma só fé, um só batismo”contido nas escrituras (Efésios 4:5; ver também Mosias 18:21).

 17.1.1

Escrituras

As obras-padrão da Igreja são a Bíblia Sagrada, o Livro de Mórmon, Doutrina e Convênios e Pérola de Grande Valor. Em muitos idiomas, a Igreja aprovou uma edição da Bíblia para ser usada nas reuniões e aulas da Igreja. Da mesma forma, deve ser utilizada a mais recente edição autorizada dos outros três livros de escrituras da Igreja. Nenhuma outra obra pode ser promovida ou usada como escritura na Igreja.

 17.1.2

Mandamentos e Padrões

Os mandamentos do Senhor e os padrões de dignidade da Igreja encontram-se nas escrituras e em declarações oficiais da Primeira Presidência. Os líderes locais não podem alterar esses mandamentos e padrões. Tampouco podem ensinar suas próprias regras ou interpretações referentes aos mandamentos.

Os padrões de dignidade para entrar no templo estão detalhados nas perguntas da entrevista que se encontram no talonário de recomendações para o templo. Os líderes locais não podem alterar esses padrões.

 17.1.3

Pureza da Doutrina

A doutrina da Igreja se encontra nas escrituras e nos ensinamentos dos profetas e apóstolos modernos. O Senhor instruiu: “Os élderes, sacerdotes e mestres desta igreja ensinarão os princípios de meu evangelho que estão na Bíblia e no Livro de Mórmon, no qual se acha a plenitude do evangelho” (D&C 42:12; ver também D&C 52:9, 36).

Todos os líderes devem certificar-se de que a doutrina ensinada na Igreja seja verdadeira. Se uma pessoa ensinar doutrina falsa ou especulativa, os líderes devem corrigi-la prontamente e com tato. Os erros geralmente podem ser corrigidos em particular, mas erros significativos ou repetidos podem exigir uma correção em público.

Se os líderes locais não tiverem certeza de quais doutrinas ou ensinamentos sejam corretos quanto a determinado assunto, podem procurar a orientação de sua autoridade presidente imediata.

 17.1.4

Reuniões Sacramentais e Programação das Reuniões Dominicais

A realização da reunião sacramental é um mandamento das escrituras (ver D&C 59:9). As instruções quanto às reuniões sacramentais encontram-se no item 18.2.2. A programação das reuniões dominicais é explicada na página 162. A Primeira Presidência e o Quórum dos Doze estabeleceram essa programação. Os líderes locais não podem alterá-la.

Em situações extremas, os líderes locais podem cancelar as reuniões dominicais. Contudo, isso só deve ser feito muito raramente. Exemplos de situações que poderiam justificar o cancelamento das reuniões incluem problemas emergenciais de segurança e condições climáticas severas. Se possível, o bispo deve consultar o presidente da estaca antes de cancelar as reuniões.

Às vezes, uma situação incomum local pode tornar necessária a alteração da programação das reuniões dominicais por um período mais prolongado. Por exemplo: uma alteração pode ser necessária se a capela tiver sido danificada por incêndio, inundação ou tempestade. Nessas circunstâncias, o presidente da estaca pede a orientação da Presidência de Área ou do Setenta de Área que preside o conselho de coordenação.

Os líderes de ramos muito pequenos podem adaptar a programação dominical conforme a orientação de seus líderes, usando o Guia do Programa de Unidade Básica.

 17.1.5

Conferências

Cada estaca realiza duas conferências de estaca por ano, em datas marcadas pelo Presidente do Quórum dos Doze (ver 18.3.1).

A presidência da estaca marca, organiza e preside anualmente uma conferência de cada ala ou ramo da estaca (ver 18.2.5). O presidente do distrito faz o mesmo para cada ramo de um distrito.

 17.1.6

Trabalho do Templo

O sagrado trabalho dos templos está sob a autoridade direta do Presidente da Igreja. Todos os assuntos referentes ao trabalho do templo devem ser tratados de acordo com as instruções contidas no Manual 1, capítulo 3. Alguns exemplos desses assuntos são as recomendações para o templo, os selamentos, a liberação de selamentos e o cancelamento de selamentos. Se um presidente de estaca encontrar uma dúvida que não consiga resolver, deve encaminhá-la ao Escritório da Primeira Presidência.

Os líderes locais devem certificar-se de que as frases usadas no templo e as ordenanças e os convênios sagrados do templo não sejam discutidos em termos específicos nas reuniões da Igreja.

 17.1.7

Conselhos Disciplinares

As instruções para a realização de conselhos disciplinares encontram-se no Manual 1, capítulo 6. Os líderes não devem desviar-se dessas instruções, isso também se aplica às exigências quanto ao envio de relatórios. Se um presidente de estaca encontrar uma dúvida que não consiga resolver, deve encaminhá-la ao Escritório da Primeira Presidência.

 17.1.8

Registros e Relatórios

A manutenção de registros da Igreja é um mandamento dado nas escrituras (ver D&C 20:81–83). Os registros e relatórios obrigatórios são explicados no Manual 1, capítulo 13. A Primeira Presidência pode fazer correções e alterações de tempos em tempos.

Os registros e relatórios da Igreja são preparados utilizando-se o sistema computadorizado da Igreja ou formulários impressos, dependendo da área. Os líderes devem certificar-se de que os registros e relatórios estejam corretos e sejam enviados dentro do prazo.

 17.1.9

Ordenanças

As instruções para a realização de ordenanças do sacerdócio encontram-se no capítulo 20. Essas instruções não podem ser alteradas. As idades mínimas para o recebimento das ordenanças, como, por exemplo, o batismo e a ordenação aos ofícios do Sacerdócio Aarônico, não podem ser alteradas por motivo algum.

 17.1.10

Currículo

Nas aulas dadas durante a programação das reuniões dominicais, devem-se usar os materiais curriculares aprovados pela Igreja. Esses materiais incluem manuais, revistas e recursos didáticos complementares produzidos pela Igreja. Não se pode criar manuais e cursos novos em âmbito local.

Os bispos e presidentes de ramo podem ocasionalmente dar uma aula especial para o sacerdócio ou para uma organização auxiliar ou autorizar que essa aula seja dada, quando sentirem que há necessidade.