Manual 2:
Administração da Igreja

Moças

A organização das Moças é uma organização auxiliar do sacerdócio. Todas as auxiliares existem para ajudar os membros da Igreja a aumentar seu testemunho do Pai Celestial, de Jesus Cristo e do evangelho restaurado. Por meio do trabalho das auxiliares, os membros recebem ensinamentos, incentivo e apoio enquanto se esforçam para viver de acordo com os princípios do evangelho.

 

10.1 Visão Geral da Organização das Moças

 10.1.1

Propósitos e Objetivos da Organização das Moças

O propósito da organização das Moças é ajudar cada moça a ser digna de fazer e guardar convênios sagrados e de receber as ordenanças do templo. Para cumprir esse propósito, as líderes das Moças orientam cada moça no processo de alcançar os seguintes objetivos:

  1. 1.

    Fortalecer a fé e o testemunho no Pai Celestial e em Jesus Cristo.

  2. 2.

    Compreender sua identidade como filha de Deus.

  3. 3.

    Ser digna pela obediência aos mandamentos e pelo cumprimento dos padrões do evangelho.

  4. 4.

    Receber e reconhecer os sussurros do Espírito Santo e confiar neles.

  5. 5.

    Preparar-se para seu papel divino como filha, esposa, mãe e líder.

  6. 6.

    Compreender e guardar os convênios batismais.

 10.1.2

Tema das Moças

O tema das Moças proporciona um alicerce para ajudar cada moça a cumprir os objetivos relacionados acima.

As moças e suas líderes adultas repetem o tema no início das reuniões dominicais e em outras reuniões das Moças. O tema é o seguinte:

“Somos filhas do Pai Celestial, que nos ama e nós O amamos. Serviremos de ‘testemunhas de Deus em todos os momentos e em todas as coisas e em todos os lugares’ (Mosias 18:9) ao nos esforçarmos por viver os valores das Moças, que são:

Natureza Divina

Valor Individual

Conhecimento

Escolhas e Responsabilidades

Boas Obras

Integridade e

Virtude.

Cremos que, ao aceitar e agir de acordo com esses valores, estaremos preparadas para fortalecer o lar e a família, fazer e guardar convênios sagrados, receber as ordenanças do templo e desfrutar as bênçãos da exaltação”.

 10.1.3

Lema e Emblema das Moças

O lema das Moças é “Defender a Verdade e a Retidão”.

O emblema das Moças é uma tocha circundada pelo tema das Moças. A tocha representa a luz de Cristo que pode brilhar por intermédio de cada moça. As moças são convidadas a erguer-se e brilhar, “para que [sua] luz seja um estandarte para as nações” (D&C 115:5).Emblema das Moças

 10.1.4

Valores das Moças

Os valores das Moças são qualidades cristãs. As aulas dominicais sobre o evangelho, a Mutual e outras atividades ajudam cada moça a colocar esses valores em prática na própria vida.

As seguintes declarações e referências das escrituras aprofundam o entendimento do significado de cada valor. As líderes devem usar essas declarações nas aulas e devem incentivar as moças a aplicar essas verdades à própria vida e a usá-las como recursos para discursos e apresentações.

As cores associadas a cada valor visam ajudar as moças a lembrarem-se dos valores.

Fé (branco): Sou uma filha do Pai Celestial que me ama. Tenho fé em Seu plano eterno, que está centralizado em Jesus Cristo, meu Salvador (ver Alma 32:21).

Natureza Divina (azul): Herdei atributos divinos, os quais me esforçarei para desenvolver (ver II Pedro 1:4–7).

Valor Individual (vermelho): Sou de infinito valor, com minha própria missão divina, a qual me esforçarei para cumprir (ver D&C 18:10).

Conhecimento (verde): Buscarei continuamente oportunidades para aprender e crescer (ver D&C 88:118).

Escolhas e Responsabilidades (laranja): Escolherei o bem em vez do mal e aceitarei a responsabilidade por minhas decisões (ver Josué 24:15).

Boas Obras (amarelo): Ajudarei os outros e edificarei o reino por meio do serviço virtuoso (ver 3 Néfi 12:16).

Integridade (roxo): Terei coragem moral para tornar minhas ações compatíveis com o meu conhecimento do certo e do errado (ver Jó 27:5).

Virtude (dourado):Vou-me preparar para entrar no templo e permanecer pura e digna. Meus pensamentos e ações serão baseados em padrões morais elevados (ver Provérbios 31:10).

 10.1.5

Classes das Moças

As moças da ala são agrupadas em três classes, de acordo com a faixa etária: Abelhinhas (12 e 13 anos), Meninas-Moças (14 e 15 anos) e Lauréis (16 e 17 anos).

Sempre que a moça avança para uma nova faixa etária, suas novas líderes das Moças e presidência da nova classe a recebem calorosamente.

Abelhinhas, 12 e 13 anos

Emblema das AbelhinhasQuando uma moça completa 12 anos, o bispo a entrevista. Ela sai da Primária e passa para as Moças e começa a assistir às reuniões das Moças durante o tempo de compartilhar da Primária (ver 11.4.3). Ela se torna membro da classe das Abelhinhas.

Desde a época dos primeiros pioneiros da Igreja, a colmeia era um símbolo de harmonia, cooperação e trabalho. Quando as moças da Igreja foram organizadas pela primeira vez em um grupo, elas passaram a ser chamadas de Abelhinhas.

Como integrante da classe das Abelhinhas hoje em dia, a moça fortalece sua fé no Pai Celestial e em Jesus Cristo e aprende a trabalhar com outras pessoas em harmonia e cooperação. Agora é o momento em que ela deve defender a verdade e a retidão e “erguer-se e brilhar” (ver D&C 115:5).

Meninas-Moças, 14 e 15 anos

Emblema das Meninas-MoçasA moça se torna membro da classe das Meninas-Moças quando completa 14 anos.

A classe das Meninas-Moças, em inglês, chama-se Mia Maid. O termo Mia refere-se à Mutual Improvement Association (MIA) [ou Associação de Melhoramentos Mútuos] que era o nome do antigo programa dos jovens da Igreja. A palavra Maid significa moça. A Associação de Melhoramentos Mútuos adotou a rosa como emblema de sua organização, e esse emblema continua hoje com as Meninas-Moças como símbolo de amor, fé e pureza.

Como integrante da classe das Meninas-Moças hoje, a moça fortalece seu testemunho do Pai Celestial e de Jesus Cristo, aceita e aplica os valores das Moças e aprende a respeito do amor, da fé e da pureza.

Lauréis, 16 e 17 anos

Emblema das LauréisA moça se torna membro da classe das Lauréis quando completa 16 anos.

Há séculos, as folhas de louro simbolizaram honra e vitória, especialmente quando eram entrelaçadas para formar uma coroa.

Como integrante da classe das Lauréis hoje, a moça se prepara para fazer e guardar convênios sagrados e para receber as ordenanças do templo.

Moças de 18 Anos

A moça normalmente passa para a Sociedade de Socorro em seu aniversário de 18 anos ou no ano seguinte. Aos 19 anos, toda moça deve participar plenamente da Sociedade de Socorro. Devido a fatores individuais, como, por exemplo, testemunho pessoal, maturidade, formatura na escola, desejo de continuar com as amigas e os estudos na faculdade, uma jovem pode passar para a Sociedade de Socorro antes do aniversário de 18 anos ou permanecer mais tempo nas Moças. Cada moça se aconselha com os pais e o bispo para decidir o que será melhor para ajudá-la a continuar participando ativamente na Igreja.

As líderes das Moças e da Sociedade de Socorro trabalham juntas para tornar a transição de cada moça para a Sociedade de Socorro bem-sucedida.