Não É Bom que o Homem ou a Mulher Esteja Só


“É provável que nenhum casamento ou família, nenhuma ala ou estaca consiga atingir todo o seu potencial, a menos que maridos e esposas, mães e pais, homens e mulheres trabalhem juntos com o mesmo propósito, respeitando e confiando na força um do outro.”

Há quase cinco anos, tenho sido abençoada com a oportunidade de servir com as irmãs da Sociedade de Socorro e os líderes do sacerdócio da Àfrica à Amazônia. Essas experiências que tive com vocês reforçaram em mim a importância de um princípio fundamental do evangelho. Gostaria de fazer alguns comentários sobre esse princípio e de dirigi-los especialmente aos jovens adultos da Igreja, que estão entrando numa fase de sua vida que exigirá muito deles.

Neste verão, machuquei o ombro e perdi a mobilidade de um braço por várias semanas. Nunca havia notado como um braço depende do outro para haver equilíbrio, como consigo erguer bem menos objetos com um braço do que com os dois, ou como é impossível fazer certas coisas. Essa incapacidade não só renovou meu respeito para com as pessoas que lidam extremamente bem com uma deficiência física, mas ajudou-me a perceber como dois braços juntos podem trabalhar muito mais.

Dois geralmente é melhor do que um 1 , como confirmou nosso Pai ao declarar que “não é bom que o homem esteja só” 2 e fez para Adão uma ajudadora idônea, alguém com dons distintos que lhe desse equilíbrio, que o ajudasse a carregar os fardos da mortalidade e que lhe desse condições de fazer coisas que ele não conseguiria fazer sozinho. Pois “nem o homem é sem a mulher, nem a mulher sem o homem, no Senhor”. 3

Satanás compreende o poder que os homens e as mulheres têm quando estão unidos em retidão. Ele ainda se ressente por ter sido banido para um exílio eterno depois que Miguel liderou as hostes do céu, compostas de homens e mulheres valentes, unidos pela causa de Cristo, contra ele. Usando as temíveis palavras de Pedro, “o diabo (…) anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”. 4 Lúcifer está ansioso para devorar casamentos e famílias, porque a extinção deles ameaça a salvação de todos os envolvidos e a própria vitalidade do reino do Senhor. Assim, Satanás procura confundir-nos a respeito de nossas mordomias e natureza distinta como homens e mulheres. Ele nos bombardeia com mensagens bizarras acerca de identidade sexual, do casamento, da família e de todos os relacionamentos entre homem e mulher. Ele quer que acreditemos que os homens e as mulheres são tão semelhantes que nossos dons únicos não são necessários, ou que são tão diferentes que jamais poderíamos esperar compreender um ao outro. Nada disso é verdade.

Nosso Pai Celestial sabia exatamente o que estava fazendo quando nos criou. Ele nos fez semelhantes o suficiente para amarmos uns aos outros, mas diferentes o bastante para termos necessidade de unir nossas forças e mordomias para nos aperfeiçoar. Assim, é provável que nenhum casamento ou família, nenhuma ala ou estaca consiga atingir todo o seu potencial, a menos que maridos e esposas, mães e pais, homens e mulheres trabalhem juntos com o mesmo propósito, respeitando e confiando na força um do outro.

Essas verdades a respeito das mordomias destinadas por Deus aos homens e às mulheres estão praticamente perdidas no mundo de hoje. Vocês não as encontrarão em seriados cômicos na TV, ou mesmo, infelizmente, em alguns lares ou alas. Mas elas não estão perdidas para o Senhor, que nos deu “um modelo em todas as coisas, para que não [sejamos] enganados”. 5 O modelo do Senhor para os casais e para a maioria dos homens e mulheres que servem juntos em Seu reino foi estabelecido por nossos primeiros pais. Juntos, Adão e Eva trabalharam 6 , lamentaram-se 7 , foram obedientes, tiveram filhos 8 , ensinaram o evangelho a sua posteridade 9 , “ouviram a voz do Senhor” 10 , abençoaram o nome de Deus 11 , e dedicaram-se a Deus. Nas escrituras referentes a Adão e Eva, o pronome usado repetidamente é eles.

Nem Adão com seu sacerdócio, tampouco Eva com a maternidade poderiam causar sozinhos a Queda. Seus papéis distintos estavam interligados. Eles se aconselharam um com o outro, carregaram fardos que nenhum nem outro poderia carregar sozinho e depois encararam juntos o deserto com toda a sua incerteza. Esse é o padrão do Senhor para os homens e mulheres justos.

Alguns de nós enfrentam situações na vida que estão longe do ideal. Sei disso. Eu mesma tenho que lidar com isso. Contudo, queridos jovens, em cujas mãos repousam o futuro da Igreja e suas famílias, devo dizer-lhes que sua compreensão desse modelo divino afetará seu casamento, sua família, sua capacidade de ajudar na edificação do reino e sua vida eterna.

Jovens irmãs, algumas pessoas tentarão persuadi-las, dizendo que por não serem ordenadas ao sacerdócio vocês foram enganadas. Elas estão simplesmente erradas e não entendem o evangelho de Jesus Cristo. As bênçãos do sacerdócio estão ao alcance de todo homem e mulher justos. Todos nós podemos receber o Espírito Santo, ter revelação pessoal e receber nossa investidura no templo, de onde saímos “armados” de poder. 12 O poder do sacerdócio cura, protege e torna todas as pessoas justas imunes aos poderes das trevas. O mais importante de tudo isso é que a plenitude do sacerdócio, presente nas mais sublimes ordenanças da casa do Senhor, só podem ser recebidas pelo homem e pela mulher juntos. 13 O Presidente Harold B. Lee disse: “A pura condição de mulher combinada ao sacerdócio significa exaltação. Mas a mulher sem o sacerdócio, ou o sacerdócio sem a mulher não equivale à exaltação”. 14

Irmãs, nós, como mulheres, não fomos diminuídas pelo poder do sacerdócio; fomos magnificadas por ele. Sei disso porque tive diversas experiências a esse respeito.

Seu futuro marido e os homens com quem servem precisarão do apoio que só vocês podem dar. Vocês possuem uma força espiritual interior que o Presidente James E. Faust disse igualar-se “ou mesmo [sobrepujar a dos] homens”. 15 Não abdiquem de sua responsabilidade espiritual. Sua fé transmitirá mensagens marcantes. Nenhum tempo gasto em frente ao espelho fará com que sejam mais atraentes do que se tiverem o Espírito Santo com vocês. Abençoem sua família e a Igreja como só uma mulher de Deus pode abençoar — com virtude, fé, integridade e constante compaixão.

Rapazes, sua ordenação ao sacerdócio é um grandioso privilégio e responsabilidade, não uma autorização para dominarem. Sejam sempre dignos de exercer esse poder divino, que lhes foi dado para que sirvam. Em nenhum momento um homem é mais grandioso do que quando guiado pelo Espírito para honrar o sacerdócio que possui.

Se vocês se casarem com uma mulher virtuosa que ouve a voz do Senhor, ela abençoará sua vida todos os seus dias. Pensem em Eva. Ela foi a primeira a ver que o fruto da árvore era bom; e depois de comê-lo, “deu também a seu marido e ele comeu”. 16 Não fosse por Eva, nosso progresso teria cessado. O Élder Dallin H. Oaks afirmou que seu ato foi “uma necessidade gloriosa [que] abriu as portas da vida eterna. Adão mostrou sua sabedoria ao fazer o mesmo”. 17

Rapazes, vocês presidirão em casa e na Igreja, mas sejam humildes o suficiente para darem ouvidos e aprenderem com sua esposa. Ela lhes dará equilíbrio, inspiração e incomparável sabedoria. Quando surgirem dificuldades, vocês verão como uma mulher devotada a Cristo é capaz de se adaptar a todas as circunstâncias.

Esse modelo divino para homens e mulheres fortalece casamentos e famílias e também fortifica a Igreja. A Igreja não pode atingir a medida plena de sua criação a menos que ambos, homens fiéis que portam o sacerdócio e mulheres justas que se regozijam em servir sob a direção do sacerdócio, trabalhem juntos. Muitas vezes, senti essa alegria.

Lembro-me de uma reunião no Brasil na qual uma tradutora não se sentia muito segura de sua capacidade de traduzir meu inglês para o português. Mas, no final, nós duas conseguimos nos comunicar com bastante facilidade. Depois da reunião, descobri a razão disso. Fiquei sabendo que não somente a Autoridade Geral que estava presidindo ficou bem perto de sua cadeira, logo atrás de nós, a reunião inteira, ajudando a tradutora quando ela não conseguia encontrar a palavra certa, mas que também designara um outro líder do sacerdócio para orar por nós duas durante toda a reunião.

Aquela Autoridade Geral criou um sistema de segurança para nos apoiar, de maneira que consegui cumprir a designação que ele me dera. Esse círculo de apoio não tem fim, porque não há fim para as boas obras de mulheres e homens justos que respeitam um ao outro e que lançaram sua foice para ceifar, lado a lado, na vinha do Senhor. Se quisermos edificar o reino de Deus, nós, como homens e mulheres de Deus devemos edificar uns aos outros. Não existe dificuldade — em relação à ativação, à família ou a qualquer outra coisa — que não possamos resolver quando nos reunimos em conselho e ajudamos um ao outro a executar sua tarefa.

Queridos jovens e amigos, aprendam agora o modelo do Senhor para os homens e as mulheres. Reflitam nos relatos escriturísticos sobre Adão e Eva e vejam o que o Senhor lhes ensinará para que fortaleçam seu casamento, sua família e seu serviço na Igreja. Os acontecimentos devastadores que ocorreram recentemente nos Estados Unidos parecem indicar que teremos dias difíceis pela frente. Mas eles serão cheios de confiança e coragem se os homens e mulheres de sua geração estiverem unidos em retidão como nunca antes estiveram. Não há limite para o que podemos realizar se trabalharmos juntos sob a direção do sacerdócio.

Os padrões do Pai Celestial ajudam-nos para que não sejamos enganados. Olhem para o Senhor e não para o mundo no que diz respeito às idéias e ideais dos homens e das mulheres. Meus jovens amigos, vocês são as mães, os pais e os líderes que foram reservados para esta época sem precedentes porque o Pai conhece vocês e sabe que possuem a capacidade de enfrentar o mundo e construir sem medo o reino. Façam-no juntos, pois não é bom que o homem esteja só. Incentivem um ao outro, e juntos vocês conseguirão aliviar os fardos da mortalidade e terão um acréscimo de glória sobre sua cabeça para todo o sempre. 18 O Senhor precisa de homens e mulheres justos para edificar Seu reino. Sei que isso é verdade. Deus é nosso Pai. Seu Filho Unigênito é o Cristo. Esta é Sua obra e Sua glória. Em nome de Jesus Cristo. Amém.

Exibir Referências

    Notas

  1.   1.

    Ver Eclesiastes 4:9.

  2.   2.

    Moisés 3:18; ver também Abraão 5:14.

  3.   3.

    I Coríntios 11:11.

  4.   4.

    I Pedro 5:8.

  5.   5.

    D&C 52:14.

  6.   6.

    Ver Moisés 5:1.

  7.   7.

    Ver Moisés 5:27.

  8.   8.

    Ver 2 Néfi 2:20

  9.   9.

    Ver Moisés 5:12.

  10.   10.

    Moisés 5:4.

  11.   11.

    Ver Moisés 5:12.

  12.   12.

    Ver D&C 109:22.

  13.   13.

    Ver D&C 131:1–4; D&C 132:19–20.

  14.   14.

    The Teachings of Harold B. Lee (1996), p. 292.

  15.   15.

    James E. Faust, “O Que Significa Ser Uma Filha de Deus”, A Liahona, janeiro de 2000, p. 123.

  16.   16.

    Moisés 4:12.

  17.   17.

    “O Grande Plano de Felicidade”, A Liahona, janeiro de 1994, p. 79.

  18.   18.

    Ver Abraão 3:26.