Apoiar os Líderes do Sacerdócio


Apoiar os Líderes do Sacerdócio

Em espirito de oração selecione e leia nesta mensagem as escrituras e ensinamentos que satisfaçam as necessidades das irmãs que você visita.

Como O Sacerdócio Sobre a Terra Nos Abençoa?

D&C 84:19–21, 36: “E esse sacerdócio maior administra o evangelho e contém a chave dos mistérios do reino, sim, a chave do conhecimento de Deus. Portanto, em suas ordenanças manifesta-se o poder da divindade. E sem suas ordenanças e a autoridade do sacerdócio, o poder da divindade não se manifesta aos homens na carne. (…) Pois aquele que recebe os meus servos, a mim me recebe”.

Élder Robert D. Hales, do Quórum dos Doze Apóstolos: “Caso o poder do sacerdócio não existisse na Terra, o adversário teria liberdade para perambular e reinar sem limites. Não haveria o dom do Espírito Santo para dirigir-nos e iluminar-nos; nenhum profeta poderia falar em nome do Senhor; nenhum templo onde pudéssemos fazer convênios sagrados e eternos; nenhuma autoridade para abençoar ou batizar, para curar ou consolar. Sem o poder do sacerdócio, ‘toda a terra seria totalmente destruída’. (Ver D&C 2:1–3.) Não haveria luz nem esperança — somente trevas”. (“Bênçãos do Sacerdócio”, A Liahona, janeiro de 1996, p. 34)

Mary Ellen W. Smoot, ex-presidente geral da Sociedade de Socorro: “[Reconhecemos] as bênçãos do sacerdócio restaurado. Regozijamo-nos em cada bebê que é abençoado, cada criança que é batizada, ao tomar o sacramento e ser designadas a chamados na Igreja e observar nosso marido dar uma bênção paterna. Somos gratas pelas bênçãos do sacerdócio que iluminam nosso caminho e nos proporcionam orientação e esperança”. (“Alegra-te, ó Filha de Sião”, A Liahona, janeiro de 2000, p. 113)

Como Podemos Apoiar, Por Meio de Nossas Ações, Os Nossos Líderes Do Sacerdócio?

Presidente Gordon B. Hinckley: “Dou-lhes meu testemunho de que a felicidade dos santos dos últimos dias, a paz dos santos dos últimos dias, bem como o progresso, a prosperidade, a salvação eterna e a exaltação deste povo consistem em caminhar pela obediência aos conselhos do sacerdócio de Deus”. (“If Ye Be Willing and Obedient”, Ensign, dezembro de 1971, p. 125)

Presidente Boyd K. Packer, Presidente Interino do Quórum dos Doze Apóstolos: “Você apóia seu bispo? Apóia seu presidente de estaca e as Autoridades Gerais da Igreja? Ou você está entre aqueles que são neutros, ou críticos, que falam mal, ou que recusam chamados? Seria melhor perguntar: ‘Senhor, sou assim?’” [ Follow the Brethren, Brigham Young University Speeches of the Year (23 de março de 1965), p. 9]

Élder David B. Haight, do Quórum dos Doze Apóstolos: “Quando apoiamos o Presidente da Igreja com nosso braço levantado, não significa apenas que o reconhecemos diante de Deus como o portador legítimo de todas as chaves do sacerdócio; significa que fazemos um convênio com Deus de que viveremos de acordo com a orientação e conselho que nos forem transmitidos por meio de Seu profeta. É um convênio solene”. (“Assembléias Solenes”, A Liahona, janeiro de 1995, p. 14)

D&C 108:7: “Fortalece teus irmãos em todas as tuas conversas, em todas as tuas orações, em todas as tuas exortações e em todos os teus feitos”.